Entenda como funciona a lista de espera do ProUni 2020.2

Saiba como se inscrever na lista de espera do ProUni 2020.2 e voltar à corrida por uma bolsa de estudos!

No segundo semestre de 2020 o ProUni irá abrir suas portas e distribuir novamente milhares de bolsas pelo país.

É mais uma chance de estudar gratuitamente, com as mensalidades pagas pelo governo.

As inscrições ficarão apenas alguns dias abertas e os candidatos terão até três chances de entrar – sendo a lista de espera uma delas.

Ficou interessado?

Entenda como funciona a lista de espera do ProUni 2020.2!

Quando começam as inscrições para o ProUni 2020.2

A partir de junho de 2020, fique ligado: as inscrições do Enem podem abrir a qualquer minuto.

Tudo será bastante rápido: em menos de uma semana, os candidatos vão se inscrever, escolher suas opções de curso e disputar as bolsas com outros participantes.

Normalmente a concorrência é bastante acirrada, mesmo no segundo semestre. O ProUni 2020.2 tem menos vagas do que a edição principal, que aconteceu no início do ano.

Ainda assim, serão mais de 150 mil bolsas, parciais e integrais, em cursos de todas as áreas.

Para participar o candidato precisa apresentar pelo menos 450 pontos na média das provas do Enem 2019 e não ter zerado a redação. Além disso, há requisitos de renda familiar e de formação em escola da rede pública.

Os candidatos também não podem ter diploma de nível superior.

O programa abre exceção apenas a professores da rede pública e a pessoas com deficiência.

Como funciona a lista de espera do ProUni 2020.2

O ProUni tem várias etapas de seleção.

Na primeira chamada, o programa divulga os nomes dos candidatos aprovados na seleção principal.

Mas entre a aprovação e a matrícula, nem todas as vagas são ocupadas. Como têm um prazo curto e muitos documentos para apresentar à faculdade, nem todo mundo consegue formalizar a bolsa.

Então, dias depois do resultado o ProUni lança uma segunda chamada, com mais gente aprovada.

Da mesma forma, ainda sobram vagas.

É nesse momento que entra a lista de espera, que nada mais é que uma terceira chance de ganhar a bolsa.

Só que o funcionamento da lista é um pouco diferente. Entenda melhor no próximo tópico!

Como se inscrever na lista de espera do ProUni 2020.2

A lista de espera do ProUni 2020.2 deve receber inscrições alguns dias depois da divulgação dos resultados gerais.

Quem não passou na primeira ou na segunda chamada tem de entrar no site oficial do programa (com seu número de inscrição e senha) e clicar na opção “participar da lista de espera”.

Esse procedimento é obrigatório, dado que a lista de espera não é automática.

Depois disso, os inscritos precisam checar as chamadas, que são realizadas pelas próprias faculdades escolhidas.

Normalmente, a lista de convocados é divulgada nos sites das instituições ou afixada em murais.

A checagem é de responsabilidade do candidato.

Ah, quem se inscrever não pode ter pressa. A lista de espera ProUni pode levar várias semanas para fazer a convocação!

Uma vez convocado, o candidato deve levar a documentos solicitados à faculdade para concluir o processo da bolsa.

O que vem depois da lista de espera do ProUni 2020.2?

Depois da lista ainda haverá uma última chance de conseguir bolsa do ProUni no segundo semestre.

A seleção para as bolsas remanescentes – as que sobram mesmo depois da lista de espera – deve começar cerca de 40 dias depois da divulgação dos resultados.

O processo aqui é diferente. O ProUni vai selecionar candidatos por ordem de chegada. Pode participar quem obteve pelo menos 450 pontos na média das provas de qualquer edição do Enem a partir de 2010, sem zero na redação.

Outras formas de entrar na faculdade em 2020.2

O ProUni não é a única maneira de entrar na faculdade no segundo semestre de 2020.

Se a busca por uma bolsa não der resultados, você ainda tem outras alternativas de assegurar sua vaga.

Veja o que vem na sequência:

Ingresso direto – Esse modelo de seleção com a nota do Enem é bastante prático e está disponível num grande número de faculdades privadas pelo país. Tudo o que o candidato tem de fazer é encontrar a vaga desejada, informar as notas obtidas no Enem e, se alcançar o mínimo solicitado, correr para fazer a matrícula. Algumas instituições chegam a oferecer bolsas de estudo àqueles com bom desempenho no exame. O ingresso direto fica aberto por várias semanas todos os semestres.

FIES – O programa de crédito estudantil do governo federal também tem uma segunda edição agendada para 2020. A partir de julho, os interessados podem se inscrever e concorrer ao financiamento a juros baixos para fazer uma faculdade privada sem se preocupar com as mensalidades. O FIES exige que os participantes tenham feito qualquer edição do Enem a partir de 2010 e atenda aos requisitos de desempenho mínimo e renda familiar.

São muitas faculdades participantes, tanto do ProUni quanto do FIES e ingresso direto. Para se assegurar de que você vai entrar numa instituição valorizada no mercado de trabalho, observe a avaliação do MEC: quanto mais altas as notas gerais (de 3 a 5), melhor!

Abaixo, conheça algumas boas sugestões que separamos para você:

Veja também:

Conheça algumas faculdades baratas e ganhe um salário bom

E aí, vai tentar a sorte na lista de espera do ProUni do segundo semestre? Compartilhe seus planos com a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin