dcsimg

Saiba qual é a nota de corte do ProUni 2020 para o seu curso

Veja quanto é preciso ter nas provas para ganhar uma bolsa de estudos do ProUni em 2020!

Quer fazer um curso com bolsa de estudos, sem precisar pagar um centavo sequer?

Pois dê aquela reforçada nos estudos para conseguir passar pelo ProUni.

O programa distribui todos os semestres milhares de bolsas em faculdades privadas de primeira linha por todo o Brasil.

Como já era de se esperar, é um dos processos seletivos mais concorridos do país.

Saiba qual é a nota de corte do ProUni 2020 para seu curso!

Nota de corte do ProUni 2020 para seu curso

Para participar do ProUni, você precisa atingir a pontuação de pelo menos 450 na média das provas do Enem, sem ter zerado a redação.

Para alguns cursos, essa pontuação é só o começo.

Veja abaixo as menores e as maiores notas de corte para passar nos cursos mais populares do ProUni:

  • Administração: entre 610 e 680 pontos
  • Agronomia: entre 540 e 650 pontos
  • Arquitetura e Urbanismo: entre 610 e 730 pontos
  • Artes Visuais: entre 455 e 695 pontos
  • Biomedicina: entre 640 e 715 pontos
  • Ciências Biológicas: entre 625 e 730 pontos
  • Ciências Contábeis: entre 460 e 640 pontos
  • Ciências Econômicas: entre 680 e 730 pontos
  • Comércio Exterior: entre 450 e 705 pontos
  • Direito: entre 660 e 703 pontos
  • Educação Física: entre 595 e 610 pontos
  • Empreendedorismo: entre 500 e 605 pontos
  • Enfermagem: entre 565 e 710 pontos
  • Engenharia Civil: entre 590 e 740 pontos
  • Engenharia de Produção: entre 600 e 715 pontos
  • Engenharia Elétrica: entre 625 e 760 pontos
  • Farmácia: entre 565 e 765 pontos
  • Fisioterapia: entre 560 e 755 pontos
  • Gastronomia: entre 605 e 635 pontos
  • Gestão Comercial: entre 455 e 680 pontos
  • Gestão de Recursos Humanos: entre 460 e 715 pontos
  • Jornalismo: entre 455 e 725 pontos
  • Letras (Português/Inglês): entre 500 e 735 pontos
  • Logística: entre 455 e 660 pontos
  • Marketing: entre 455 e 700 pontos
  • Medicina Veterinária: entre 600 e 750 pontos
  • Medicina: entre 710 e 815 pontos
  • Nutrição: entre 460 e 715 pontos
  • Odontologia: entre 520 e 745 pontos
  • Pedagogia: entre 480 e 655 pontos
  • Psicologia: entre 470 e 735 pontos
  • Publicidade e Propaganda: entre 550 e 705 pontos
  • Radiologia: média de 655 pontos
  • Segurança no Trabalho: entre 455 e 630 pontos
  • Serviço Social: entre 460 e 700 pontos

As notas de corte acima são extraídas de processos seletivos anteriores. Na edição de 2020 tudo pode mudar – para mais ou para menos!

O ProUni 2020 deve abrir inscrições no final de janeiro, pouco depois da divulgação oficial dos resultados do Enem 2019. Fique atento. No meio do ano tem mais uma edição do processo seletivo.

Como garantir vaga no ProUni 2020

Garantir vaga no ProUni 2020 exige uma boa dose de disciplina e atenção.

O processo seletivo escolhe os contemplados pela nota do Enem – quanto mais alta, mais chances.

A disputa acontece entre candidatos de todo o Brasil. Conforme mais gente vai chegando, a nota mínima para conseguir bolsa em determinado curso pode ir aumentando.

Se isso acontecer, o interessado tem a oportunidade de buscar outros cursos e outras faculdades de seu interesse.

Cursos presenciais normalmente são mais procurados e, por isso, têm notas de corte mais altas. Graduações a distância, por sua vez, são mais fáceis de entrar – fica a dica!

A seleção normalmente começa numa terça e termina numa sexta. São quatro dias em que os participantes devem ficar atentos e verificar diariamente se a nota mínima mudou.

Dá para mudar de opção quantas vezes for necessário, até o encerramento das inscrições.

Os resultados já saem na segunda-feira seguinte.

Quem pode participar do ProUni 2020

Para participar do ProUni 2020 você precisa ter feito, obrigatoriamente, o Enem 2019 e obtido a nota mínima que explicamos lá em cima: 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação.

O programa é voltado para candidatos que fizeram o ensino médio em escola da rede pública e têm renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa.

São duas edições por ano, no primeiro e no segundo semestre.

Dependendo do perfil do candidato, as bolsas podem ser parciais (pagam metade do valor das mensalidades) ou integrais.

Quem já tem diploma de nível superior não pode se inscrever.

O programa tem condições especiais para professores da rede pública de ensino e de pessoas com deficiência.

Outras seleções que usam a nota do Enem

Além do ProUni, boa parte do pessoal que fez o Enem pode tentar vaga em outros programas de acesso ao ensino superior.

Temos, por exemplo, o Sisu, que distribui vagas em universidades públicas por todo o Brasil. Pode participar em 2020 quem fez o Enem 2019 e tirou nota acima de zero na redação. As notas de corte, no entanto, são mais altas que no ProUni.

Tem também o FIES, para quem busca um financiamento estudantil a juros baixos e prazo facilitado para pagar a dívida. Pode participar quem obteve pelo menos 450 pontos na média de qualquer Enem a partir de 2010, sem ter zerado a redação. A seleção também é por nota, mas as pontuações para entrar geralmente são mais baixas que no ProUni.

Por fim, o ingresso direto permite entrar em centenas de faculdades privadas sem ter que fazer vestibular. Basta apresentar a nota obtida em qualquer Enem a partir de 2010, desde que não tenha tirado zero na redação. Esse sistema é o que tem as menores médias para entrar.

Onde estudar com o ProUni 2020

Por lei, o ProUni só pode ser utilizado por faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC – o que é uma garantia de boa formação e altas chances de sucesso no mercado de trabalho.

Abaixo, conheça algumas boas faculdades onde você pode tentar bolsa do ProUni, financiamento do FIES ou entrar direto com a nota do Enem. Quer fugir da burocracia? Nestas faculdades você também encontra programas de bolsas, descontos e convênios próprios, muito mais fáceis de conseguir.

Veja também:

Saiba que nota você precisa tirar no ENEM para conseguir FIES

O que achou das notas de corte do ProUni 2020? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin