Saiba quais são as notas de corte do Sisu 2020.2

Descubra quantos pontos é preciso ter no Enem para passar na segunda edição do Sisu 2020!

Você já deve ouvido por aí que o Sisu é um dos processos seletivos mais concorridos do Brasil.

É a mais pura verdade!

Para garantir lugar numa universidade pública é preciso mesmo ter uma boa nota no Enem.

Mas nem tudo é pedreira. Com alguma pesquisa, com certeza dá para encontrar umas oportunidades bem interessantes.

Será que tudo isso acontece na segunda edição do Sisu?

A seguir, saiba quais são as notas de corte do Sisu 2020.2!

As notas de corte do Sisu 2020.2

A nota de corte é a menor pontuação necessária para entrar em determinado curso do Sisu.

A média para conseguir vaga na maioria dos cursos geralmente flutua entre 650 e 700 pontos.

Alguns cursos podem ser bem mais complicados, dada a altíssima concorrência. É o caso, por exemplo, de Medicina, que atinge notas de corte superiores a 850 pontos em algumas faculdades.

Em outros, como listamos abaixo, dá para assegurar vaga com pouco mais de 550 pontos.

Para estimar as notas de corte do Sisu 2020.2 vamos utilizar as médias registradas nas edições anteriores.

Veja quantos pontos é preciso tirar para passar em alguns dos principais cursos:

  • Administração – 550 a 770 pontos
  • Agronomia – 565 a 755 pontos
  • Arquitetura e Urbanismo – 690 a 800 pontos
  • Biomedicina – 694 a 790 pontos
  • Ciências Biológicas – 527 a 760 pontos
  • Ciências Contábeis – 580 a 770 pontos
  • Ciências Sociais – 537 a 744 pontos
  • Design – 635 a 750 pontos
  • Direito – 680 a 867 pontos
  • Educação Física – 560 a 740 pontos
  • Enfermagem – 650 a 765 pontos
  • Engenharia Aeroespacial – 765 a 783 pontos
  • Engenharia Civil – 650 a 884 pontos
  • Engenharia de Produção – 617 a 820 pontos
  • Engenharia Elétrica – 630 a 807 pontos
  • Engenharia Mecânica – 637 a 857 pontos
  • Engenharia Química – 670 a 819 pontos
  • Farmácia – 660 a 747 pontos
  • Física – 518 a 827 pontos
  • Fisioterapia – 670 a 780 pontos
  • Fonoaudiologia – 653 a 754 pontos
  • Gastronomia – 618 a 742 pontos
  • Gestão Ambiental – 530 a 777 pontos
  • História – 550 a 735 pontos
  • Jornalismo – 630 a 800 pontos
  • Letras – Português/Inglês – 530 a 760 pontos
  • Marketing – 630 a 788 pontos
  • Matemática – 515 a 785 pontos
  • Medicina – 770 a 900 pontos
  • Medicina Veterinária – 670 a 805 pontos
  • Nutrição – 670 a 777 pontos
  • Odontologia – 720 a 800 pontos
  • Psicologia – 680 a 840 pontos
  • Relações Internacionais – 680 a 810 pontos
  • Relações Públicas – 620 a 800 pontos
  • Serviço Social – 570 a 747 pontos
  • Turismo – 570 a 790 pontos

Prepare-se para o Sisu 2020.2

A edição do segundo semestre do Sisu está prevista para acontecer em junho, com inscrições por meio do site oficial do programa.

Os interessados em participar precisam apenas ter nota acima de zero na redação do Enem 2019. Eles devem se inscrever gratuitamente dentro do prazo determinado.

São quatro dias de seleção, com os resultados saindo logo em seguida.

Na maioria dos cursos as notas de corte mudam todos os dias, por isso é importante acessar o sistema e acompanhar a situação dos cursos escolhidos.

Se for o caso, dá para mudar de opção na hora!

Em média, o Sisu 2020.2 oferece cerca de 50 mil vagas em universidades e institutos federais por todo o país.

Os candidatos que forem contemplados com uma vaga na primeira ou na segunda opção de curso vão ter de atender aos prazos determinados e entregar a documentação exigida para a matrícula.

Quem não for chamado poderá arriscar uma segunda chance por meio da lista de espera, que recebe inscrições logo que o resultado do Sisu é divulgado.

O programa trabalha apenas com cursos presenciais.

O que fazer se não passar no Sisu 2020.2

Se não sair aquela vaguinha tão desejada no segundo e último Sisu do ano, não tem por que ficar triste.

Ainda tem outros programas dos quais você pode participar para garantir sua vaga ainda no segundo semestre de 2020.

Conheça:

ProUni 2020.2 – O programa de bolsas de estudos também tem uma segunda edição. A partir de junho (ou início de julho), milhares de candidatos vão se inscrever para concorrer à chance de estudar numa faculdade privada sem pagar nada. O programa é destinado a quem fez o Enem 2019, obteve uma boa pontuação e cumpre o perfil socioeconômico exigido.

FIES 2020.2 – O sistema de crédito universitário do governo federal também tem uma segunda edição em 2020. O FIES concede financiamento estudantil a juros baixos para quem quer estudar em boas faculdades privadas pelo país. Além de ser menos concorrido, possibilita que os candidatos usem qualquer edição do Enem a partir de 2010. O programa abre inscrição em julho, normalmente.

Tanto o ProUni quanto o FIES têm sistemas de seleção similares ao do Sisu, com alguns dias de seleção e divulgação do resultado logo na sequência. Somente os que têm as melhores notas são aprovados.

Se você quiser evitar o estresse de um processo seletivo, pode tentar vaga por ingresso direto com a nota do Enem. Esse sistema, que fica várias semanas no ar, permite entrar em cursos superiores presenciais e a distância quase instantaneamente, só apresentando a nota do exame. É bem prático!

O bom do ProUni, do FIES e do ingresso direto é que podem ser encontrados sem dificuldades em faculdades particulares por todo o país.

Veja onde você pode conquistar vaga com sua nota do Enem:

Veja também:

Lista de espera do Sisu: como saber os selecionados

O que achou das notas de corte do Sisu? Dá para encarar? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin