Saiba tudo sobre o P-FIES 2021

O programa P-FIES ainda está valendo? É realmente uma boa opção para quem quer financiar uma faculdade privada? Veja a seguir!

FIES, P-FIES, Novo FIES… o programa de financiamento estudantil do governo federal é cheio de siglas, e às vezes a gente se perde entre as opções.

O P-FIES, do qual falaremos aqui, é um tipo de financiamento com juros um pouco mais elevados que o FIES tradicional, voltado quem tem renda familiar mensal acima de três salários mínimos.

Mas será que essa é uma opção interessante para quem precisa de crédito estudantil? Como faz para conseguir esse tipo de financiamento? Vai ter em 2021?

A seguir, saiba tudo sobre o P-FIES 2021 e as alternativas mais legais para fazer seu curso superior!

O P-FIES 2021

Bom, para você que tem interesse no P-FIES, trazemos uma notícia triste: o programa está em reformulação e ainda sem data para voltar à ativa.

A informação foi publicada na Resolução nº 33 de 18 de dezembro de 2019. O documento diz que a partir do segundo semestre de 2020 o formato do programa deverá ser repensado.

A Resolução dá algumas dicas do que está por vir no futuro: um programa sem limite de renda, com novo nome, solicitação de financiamento a qualquer momento, separação entre P-FIES e FIES e, por último, sem a necessidade de ter feito o Enem.

Basicamente, o P-FIES deve se transformar num programa de financiamento como o que estamos acostumados a ver por aí, como, por exemplo, o PraValer – só para citar uma referência.

Mas e o FIES, acabou também?

Não! Quanto a isso pode ficar tranquilo. O FIES tradicional segue firme e forte, inclusive com três edições previstas para 2021. A diferença é que agora o programa está mais focado em seu público-alvo original.

Veja a seguir as diferenças básicas entre o FIES e o P-FIES.

Qual a diferença entre P-FIES e FIES?

Até pouco tempo, o participante interessado em solicitar o P-FIES precisava ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, ter pelo menos 450 pontos na média das provas, nota maior que zero na redação e renda familiar mensal bruta de até cinco salários mínimos per capita.

Caso o participante fosse contemplado, o financiamento podia ser obtido junto a qualquer instituição bancária parceira, não apenas no Banco do Brasil ou Caixa Econômica.

Era um modelo que utilizava a base de dados do FIES para oferecer alternativas de financiamento privado, com aval do governo, a quem tinha renda familiar mais elevada, de até cinco salários.

Na prática, não deu muito certo. Além da concorrência com outros produtos do mercado, ao final de cada processo seletivo sobrava uma quantidade imensa de vagas no P-FIES. Tudo isso fez com que o governo repensasse o modelo para algo totalmente independente do FIES.

Não há previsão de quando esse novo modelo de financiamento estará disponível. É preciso estar ligado na divulgação de novas portarias por parte do Ministério da Educação (MEC).

Quem está interessado em financiar o curso em condições mais acessíveis deve se manter no FIES tradicional. Nele os juros continuam baixos (em alguns casos são totalmente zerados) e as condições para pagamento da dívida são inigualáveis, com prazo longo e parcelas de baixo valor.

Saiba mais detalhes a seguir.

A seleção do FIES em 2021

A pandemia de covid-19 prejudicou bastante o andamento das aulas, e, pior, bagunçou todo o cronograma do Enem e de seus processos seletivos em 2020.

O Enem 2020, por exemplo, foi adiado para janeiro e fevereiro de 2021, enquanto os processos seletivos foram empurrados para o mês de abril!

Para compensar as perdas, o governo resolveu abrir uma edição extra do ProUni e do FIES em 2021.

A primeira edição do FIES 2021 acontece em janeiro e aceita a notas de qualquer Enem entre 2010 e 2019.

A segunda deve vir em abril, depois do Sisu e do ProUni 2021, e já passa a aceitar nota do Enem 2020.

A terceira deve acontecer em algum momento do segundo semestre. As datas ainda não foram definidas. Podem participar os interessados com boas notas nos Enem de 2010 a 2020.

O programa deve manter requisitos de desempenho no Enem e renda familiar.

A seleção dura quatro dias. Durante esse período, o participante pode escolher até três opções de curso (e pode mudar de ideia a todo momento, até o último dia).

Haverá apenas uma chamada principal e uma lista de espera. O governo estima que cada edição do FIES em 2021 irá distribuir aproximadamente 93 mil vagas de financiamento.

O programa financia todo tipo de curso em faculdade privada, até os mais caros como Medicina, Engenharia e Odontologia.

Faculdades que estarão no FIES em 2021

Escolher uma boa faculdade no FIES não é difícil, já que todas as instituições participantes precisam ser reconhecidas e ter boa avaliação junto ao MEC.

Por isso, pode ficar tranquilo. Seu investimento vai valer a pena.

Conheça abaixo algumas excelentes faculdades que têm uma ampla oferta de vagas no FIES e também participam de outros programas que facilitam o acesso ao ensino superior, com bolsas, parcelamentos, financiamentos e ingresso direto:

Veja também:

Confira a tabela de pontos do Enem 2021 para cada curso

Vai fazer o FIES? Em qual curso você quer entrar? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin
Descubra a faculdade certa para você!