Enem: saiba tudo sobre a prova

saiba tudo sobre o enemO Enem atrai milhares de candidatos todos os anos. A prova é realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e aplicada geralmente em outubro ou novembro.

Encontre bolsas de estudo de até 80%

A prova é uma das principais portas de entrada para o ensino superior, por isso os estudantes se preparam ao longo do ano para concorrer a uma vaga em uma universidade.

Veja, a seguir, tudo o que você precisa saber sobre o Enem e tira todas as suas dúvidas.

Quem pode participar do Enem?

A prova é destinada aos estudantes que já concluíram o Ensino Médio. Porém, quem ainda não concluiu também pode fazer a prova como treineiro, mas nesse caso não é possível usar a nota para ingressar em uma universidade.

Leia mais: + Quem não terminou os estudos pode fazer o Enem?

Como se inscrever no Enem?

Todo o processo de inscrição é feito pela página oficial do Enem. O candidato precisa preencher os dados pessoais, o questionário socioeconômico de 25, além de pagar a taxa de inscrição.

Após esse procedimento, a sua inscrição é confirmada. Para acompanhar, basta acessar a Página do Participante e fazer o login pela conta gov.br.

+ Descubra como fazer a sua inscrição do Enem

Qual o valor da taxa de inscrição do Enem?

Enem: saiba tudo sobre a prova do enem

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A inscrição do Enem só é confirmada após o processamento do pagamento da taxa de R$85. É possível pagar por boleto, PIX e também por cartão de crédito. Para escolher a forma de pagamento, basta acessar a Página do Participante e fazer o login pela conta gov.br

O boleto pode ser pago em qualquer agência bancária, em casas lotéricas, aplicativos de banco e em agências dos Correios. O pagamento via PIX é feito por QR Code gerado pela Página do Participante. Já o pagamento por cartão de crédito pode ser realizado pelo Mercado Pago ou pelo PicPay, mas é necessário pagar também uma tarifa bancária. No cartão é possível parcelar a taxa, porém há cobrança de juros.

O pagamento pode ser processado em até 3 dias úteis e o Inep não se responsabiliza por problemas nas agências bancárias ou aplicativos de banco, por isso não é recomendado deixar para pagar a taxa no último dia.

+ Descubra como fazer o pagamento do boleto do Enem

Como pedir isenção da taxa de inscrição?

Alguns estudantes podem solicitar a isenção da taxa de inscrição. A solicitação pode ser feita por candidatos que:

  • Estejam no último ano do ensino médio em escola da rede pública;
  • Cursaram todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede particular;
  • Tenham renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio;
  • Declaram situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda, e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Se você faltou na última edição do Enem e quer solicitar isenção da taxa na edição atual também é necessário justificar a sua ausência na prova.

Qual a diferença entre o Enem impresso e o digital?

A diferença principal está no formato da prova. O Enem impresso é aplicado no papel e respondido à caneta, já o digital é aplicado em uma plataforma específica do Inep. Nas duas versões os candidatos precisam ir até o local de prova indicado para realizar o exame. 

O Enem digital surgiu em 2020 e a proposta do Ministério da Educação (MEC) é que essa seja a única versão da prova a partir de 2026. No momento, as provas são compostas pela mesma quantidade de questões e os itens são os mesmos.

Além disso, o Enem digital é aplicado apenas em 99 cidades do país. Já o Enem impresso é aplicado em mais municípios.

Como funciona a prova do Enem?

A prova do Enem é composta por 180 questões objetivas e uma redação do gênero dissertativo-argumentativo. A aplicação é dividida em dois dias e os itens são distribuídos em quatro áreas do conhecimento. Confira:

1º dia de prova:

  • 45 questões de Linguagens, Códigos e suas tecnologias (Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação);
  • 45 questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Filosofia e Sociologia);
  • Redação

2º dia de prova:

  • 45 questões de Matemática;
  • 45 questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

No primeiro dia a prova tem a duração máxima de 5 horas e 30 minutos, já no segundo, a duração é de 5 horas.

+ Descubra como estudar de graça para o Enem

Que horas abrem os portões do Enem?

A prova tem início às 13h30, horário de Brasília, e os portões abrem 1 hora antes, ou seja, 12h. Para evitar transtornos e atrasos, a recomendação é que os candidatos cheguem ao local de prova com antecedência.

Fique atento aos horários:

  • Abertura dos portões: 12h
  • Fechamento dos portões: 13h
  • Início das provas: 13h30
  • Término das provas 1º dia: 19h
  • Término das provas 2º dia: 18h30

O que pode levar no dia do Enem?

De acordo com o Inep, o estudante deve levar nos dias da prova os seguintes itens:

  • Documento de identificação com foto;
  • Caneta preta feita de material transparente;
  • Número de inscrição de senha (decorado ou anotado);
  • Máscara facial (exceto nos estados ou municípios onde o uso da máscara para prevenção à covid-19 em local fechado esteja liberado);
  • Declaração de comparecimento impressa, caso você precise justificar ausência no trabalho.

Os candidatos podem levar lanches, como barra de cereal, frutas e salgadinhos, e também água em material transparente. Segundo o edital, os itens serão revistados pelos fiscais de sala.

O que não pode levar no dia do Enem?

Segundo o edital da prova, os candidatos não devem levar:

  • Caneta de outra cor que não seja preta ou com tubo não transparente;
  • Relógio de qualquer tipo;
  • Lápis, borracha, lapiseira, corretivo e afins;
  • Armas de qualquer tipo;
  • Toucas, bonés ou outro acessório que cubra a cabeça ou o rosto;
  • Óculos escuros;
  • Celulares, tablets, calculadoras e outros aparelhos eletrônicos;
  • Livros, apostilas e qualquer outro conteúdo, impresso ou não.

É importante ficar atento a essa recomendação, porque o uso de algum desses objetos pode causar a eliminação do candidato.

Onde usar a nota do Enem?

O resultado do Enem pode ser usado em alguns programas do governo e também como ingresso direto nas universidades e em plataformas de bolsas de estudo. Além disso, é possível usar a nota no exterior. Veja como:

  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu): com a nota é possível ingressar apenas em instituições públicas. Além disso, o candidato pode optar por cursos presenciais ou a distância;
  • Fundo de Financiamento Estudantil (Fies): o Fies é um programa do governo para quem precisa de uma ajuda para pagar a mensalidade em uma universidade privada. O candidato precisa preencher alguns requisitos de renda e atingir uma pontuação mínima no Enem;
  • Programa Universidade para Todos (Prouni): com esse programa é possível conseguir bolsas de estudo de 50% e 100% em universidades particulares. Também é necessário preencher requisitos de renda, nota mínima na prova do Enem e também se enquadrar em outros critérios.
  • Ingresso direto: algumas universidades utilizam a nota do Enem em substituição ao vestibular tradicional. Então não é necessário fazer outra prova para concorrer a uma vaga.
  • Quero Bolsa: a Quero Bolsa é a maior plataforma de estudos para o ensino superior da América Latina. Lá é possível encontrar bolsas de estudo de até 80% em mais de mil instituições do país. Confira algumas universidades parceiras:
  • Anhanguera
  • Unopar
  • Estácio
  • Centro Universitário FAM
  • Unicsul – Cruzeiro do Sul

Simulador de notas de corte do Enem

Quer ter uma noção de como será o seu desempenho no Sisu, Fies e no Prouni. Basta acessar o simulador de notas de corte da Quero Bolsa e fazer a sua simulação gratuita. Clique no link abaixo e confira:

+ Simulador de notas de corte

Veja também: + Como estudar em Portugal com a nota do Enem

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin