dcsimg

Conheça a profissão cientista e veja onde estudar

Quer atuar com pesquisa e desenvolvimento? Veja algumas carreiras que você pode seguir!

A ciência é um dos principais motores da humanidade.

Sem ela, não teríamos chegado tão longe em questões como saúde, tecnologia, habitação, alimentação, transportes, etc.

É uma atividade que precisa de cada vez mais estímulo e de mais gente interessada, especialmente num país em desenvolvimento como o Brasil.

Está pensando em fazer parte dessa nobre profissão?

Conheça a profissão de cientista e veja onde estudar!

A profissão de cientista

Resumidamente, podemos dizer que o cientista é aquele que trabalha intensivamente com pesquisa e desenvolvimento.

Isso vale para todas as áreas imagináveis: saúde, educação, artes, tecnologia, comunicação, política, economia, antropologia, engenharia, direito e por aí vai.

Ou seja: você pode, sim, ser cientista naquilo que você mais gosta de estudar.

É uma profissão que se constrói aos poucos, com muito estudo e acúmulo de experiência.

Onde o cientista trabalha

Os principais empregadores de cientistas hoje, no Brasil, são:

  • Indústrias (alimentícia, farmacêutica, cosmética, automotiva, etc.)
  • Institutos de pesquisa
  • Universidades (especialmente as públicas)
  • Agências públicas, como Fiocruz, Anvisa, etc.
  • Hospitais e clínicas
  • Empresas e consultorias
  • Agências de inovação

Embora tenha recebido pouco aporte governamental nos últimos anos, a ciência tem tudo para se tornar uma prioridade – ainda mais depois que a pandemia do coronavírus assolou o planeta e revelou a importância de investir em conhecimento.

Dessa forma, a expectativa é que algumas áreas científicas passem a receber mais atenção nos próximos anos. Entre elas, podemos citar:

  • Biomedicina
  • Biotecnologia
  • Ciências Econômicas
  • Ciências Sociais
  • Computação
  • Design Industrial
  • Direito
  • Engenharia
  • Farmácia
  • Gestão Ambiental
  • Medicina

A seguir, veja alguns cursos que você pode fazer para trabalhar como cientista.

Cursos para quem quer ser cientista

Na prática, o cientista pode ser formado em qualquer curso superior – afinal, todas as áreas do conhecimento precisam de pesquisa.

Há, no entanto, algumas graduações que costumam mergulhar mais fundo nessa questão, tornando-se o ponto de partida ideal para quem quer enveredar pela ciência.

A gente separou algumas formações mais recomendadas, divididas por áreas do conhecimento.

Cursos para quem quer cientista de na área de Saúde

Cursos para quem quer cientista na área de Humanidades e Ciências Sociais

Cursos para quem quer cientista de na área de Tecnologia e Produção Industrial

Cursos para quem quer cientista na área de Ciências da Terra

Cursos para quem quer cientista de na área de Negócios

Quanto ganha um cientista?

O cientista pode ter salários diversos no Brasil. Os valores mudam de acordo com o tipo de empresa para a qual trabalha, o porte da instituição, os investimentos feitos na área e a atuação.

Cientistas que pesquisam soluções para o meio ambiente, por exemplo, podem ganhar mais de R$ 15 mil. Quem trabalha com pesquisa e desenvolvimento de na área de medicamentos, cerca de R$ 9 mil; na área de engenharia química, R$ 12 mil; na de ciências sociais, R$ 6 mil e por aí vai.

Os salários melhoram de acordo com o nível de formação do cientista. Quem tem mestrado, doutorado ou outras formações em nível de pós-graduação, tem mais chances de ganhar mais (veja a seguir).

O que mais é preciso para ser um bom cientista?

Além do espírito investigativo e da vontade de ir cada vez mais fundo em seu tema, o bom cientista é sobretudo um estudioso em tempo integral.

Uma graduação bem-feita é apenas o primeiro degrau de formação.

Para se dar bem, é preciso investir em pós-graduações de todos os tipos: especializações, MBAs, mestrado e doutorado.

Especializações e MBAs podem ser feitos a distância em diversas faculdades particulares pelo país, inclusive a preços bem atrativos.

Quem pensa em seguir carreira como cientista em instituições públicas de ensino, por exemplo, precisa passar por concurso público – e geralmente esses concursos dão preferência a quem tem o título de mestre ou doutor.

Isso porque numa universidade pública, o cientista muitas vezes também é professor. Portanto, prepare-se para trabalhar também a arte de ensinar!

Onde estudar para ser cientista

Todo bom cientista carrega consigo uma formação sólida, de qualidade. Não dá para entrar no rigoroso campo da pesquisa e desenvolvimento sem isso.

Portanto, se você quer entrar com o pé direito na área, é fundamental investir numa boa faculdade.

A instituição precisa ser reconhecida pelo MEC e ter cursos bem avaliados, que sejam aceitos pelas principais instituições científicas brasileiras.

Além de uma série de universidades públicas – grande reduto de cientistas – é possível encontrar vagas também em instituições privadas.

Pensando nisso, a gente trouxe para você algumas boas faculdades onde é possível fazer um curso superior de qualidade nas modalidades presencial ou a distância, em todas as áreas.

Conheça:

Veja também:

Descubra quanto ganha um professor de faculdade

Pensando em ser cientista? Em qual área? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin