Conheça a profissão Comunicação Institucional

Descubra o que faz o profissional de Comunicação Institucional, quais são os salários do setor e qual faculdade fazer para trabalhar na área.

A área de Comunicação Institucional está ligada aos setores de Relações Públicas, Marketing e Recursos Humanos das organizações. 

Dependendo da companhia, essa área pode responder tanto pelas ações de promoção da imagem da empresa para o público externo (comunicação externa) quanto pela interação entre os diversos departamentos e colaboradores da organização (comunicação interna).

Os profissionais que trabalham com Comunicação Institucional precisam estar sempre atentos para manter a boa reputação da organização, gerenciar eventuais crises, motivar os colaboradores e cultivar um bom fluxo de comunicação entre os diferentes departamentos da empresa.

A área também costuma ser chamada de Comunicação Empresarial ou Comunicação Organizacional. Quer saber mais sobre essa profissão? Confira os detalhes abaixo.

O que fazem os profissionais de Comunicação Institucional?

Quanto maior a organização, maior e mais complexo é o seu setor de Comunicação Institucional. É possível encontrar, dentro dele, profissionais especializados em cada tarefa ou atividade: analistas de comunicação interna, assessores de imprensa, analistas de Relações Públicas, gerentes de crise etc.

Esses profissionais são responsáveis pela elaboração e pela divulgação da imagem da companhia — para dentro e para fora. Atuam, portanto, como seus porta-vozes.

Aqui estão algumas das atribuições dos profissionais da área:

  • Elaborar comunicados (informativos e motivacionais) para os funcionários da organização.
  • Cuidar da comunicação com fornecedores e prestadores de serviço.
  • Planejar e elaborar peças de comunicação para clientes e potenciais consumidores.
  • Produzir materiais editoriais associados à marca da empresa, como revistas corporativas e newsletters.
  • Coordenar a comunicação com jornalistas (assessoria de imprensa).
  • Organizar eventos corporativos ou de promoção de marca.
  • Estabelecer metas e avaliar os resultados de projetos de comunicação implantados.
  • Gerenciar informações e comunicados ao público em situações de crise.

Quanto ganha o profissional de Comunicação Institucional?

De acordo com o site de empregos Catho, a média salarial dos analistas de Comunicação no Brasil é de R$ 2.900. Os rendimentos variam conforme a região do país, o porte da organização e a experiência do profissional.

Empresas de grande porte e mais consolidadas costumam oferecer salários maiores. Uma pesquisa rápida no site de vagas e carreiras Glassdoor, por exemplo, mostra que as vagas para o cargo de analista de comunicação (cargo inicial no setor) oferecem salários que variam de R$ 3.000 a R$ 6.000.

Cargos de gestão, claro, pagam mais: a média salarial dos gerentes de comunicação no Brasil, por exemplo, é de R$ 8.200. Profissionais em cargos ainda mais altos, como diretores, costumam ganhar mais de R$ 10.000 mensais.

Que faculdade fazer para trabalhar com Comunicação Institucional?

Até existe um curso superior específico para quem deseja trabalhar na área — a graduação tecnológica em Comunicação Institucional —, mas é bem comum encontrarmos profissionais com diferentes formações em comunicação trabalhando no setor. Estamos falando de publicitários, jornalistas, tecnólogos em marketing, entre outros.

Veja alguns dos cursos superiores que você pode fazer para seguir carreira em Comunicação Institucional:

  • Comunicação Institucional (grau tecnológico) — duração de 2 anos
  • Jornalismo (bacharelado) — duração de 4 anos
  • Marketing (grau tecnológico) — duração de 2 anos
  • Marketing Digital (grau tecnológico) — duração de 2 anos
  • Processos Gerenciais (grau tecnológico) — duração de 2 anos
  • Publicidade e Propaganda (bacharelado) — duração de 4 anos
  • Relações Públicas (bacharelado) — duração de 4 anos

Se você ficou em dúvida sobre a nomenclatura entre parênteses dos cursos acima, aqui vai uma rápida explicação: bacharelados são graduações mais longas e abrangentes, enquanto os cursos superiores de grau tecnológico (que formam tecnólogos) são mais rápidos, enxutos e com foco nas necessidades do mercado de trabalho.

Ambas as modalidades, contudo, fornecem diploma de ensino superior, que habilita o profissional a prosseguir os estudos em programas de pós-graduação.

Aliás, se você quiser continuar seus estudos após a faculdade e se qualificar ainda mais, saiba que é possível fazer um curso de pós-graduação em Comunicação Institucional, Comunicação Organizacional ou Relações Públicas.

Onde estudar?

Ao escolher onde fazer sua graduação em comunicação, lembre-se de verificar se a instituição de seu interesse é reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação). Somente faculdades credenciadas emitem diplomas válidos, aceitos em todo o território nacional e também para concursos públicos.

Quer algumas sugestões? Listamos, abaixo, algumas boas universidades privadas reconhecidas pelo MEC que oferecem diversos cursos da área de comunicação e trabalham com programas de bolsas de estudos. Clique para saber mais:

Navegue pelos sites das universidades acima e informe-se sobre cursos, mensalidades, programas de desconto e formatos de ensino (presencial e a distância).

Leia também:

Saiba mais sobre a diferença entre tecnólogo e bacharelado

Relações Públicas: carreira e mercado de trabalho

Que curso superior você está pensando fazer? Pretende trabalhar com Comunicação Institucional? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin