Desenvolvedor de software: Conheça tudo sobre essa profissão

É possível destacar a profissão de desenvolvedor de software entre as carreiras que mais se popularizaram com o avanço da tecnologia no mercado de trabalho.

A procura de empresas por esse tipo de profissional é cada vez maior e mais constante, o que valoriza o cargo e o torna mais atrativo por aquelas pessoas que estão buscando alguma carreira para ingressar no mundo profissional.

Os desenvolvedores de software, muitas vezes conhecidos apenas como “devs”, ocupam funções de muita relevância nas empresas que precisam trabalhar de alguma forma com a tecnologia.

Com bastante espaço e oportunidades em diversas áreas, neste texto você vai entender o que esse profissional faz, quais são seus principais campos de atuação e a remuneração média dessa profissão. Além disso, você vai ser apresentado a algumas dicas se você busca dar os primeiros passos na carreira de desenvolvedor de software. Confira!

O que faz um desenvolvedor de software?

O desenvolvedor de software é o profissional responsável pela programação de sistemas por meio da escrita de códigos digitais. Com isso, ele vai construir os softwares, que são todos os programas produzidos para rodar em computadores, celulares e outros dispositivos que executem esses tipos de sistema.

São essas linguagens codificadas de programação que são escritas pelos devs. Além da programação de novos sistemas, o desenvolvedor estará sempre responsável para a manutenção e testagem dos softwares, para que não haja falhas nem e que problemas possam ser rapidamente corrigidos.

Quais são as áreas de atuação de um desenvolvedor de software?

Toda empresa que trabalhe de alguma maneira com a tecnologia conta com pelo menos um desenvolvedor de software em sua equipe de funcionários. Nas empresas de médio e grande porte que atuam com tecnologia, o número de profissionais nessa área é enorme.

O desenvolvedor também encontra muito espaço para atuar em empresas de planejamento, desenvolvimento de projetos, assistência técnica e consultoria, companhias ligadas a serviços, indústria ou comércio, ONGs e no setor público.

No atual cenário do mercado de trabalho, há muitas oportunidades para desenvolvedores de software surgindo em startups, empresas que vem recebendo cada vez mais destaque em áreas que usam a tecnologia para se destacar.

Qual é o salário de um desenvolvedor de software?

Um desenvolvedor de software no Brasil ganha um salário médio de R$ 4.355,00 por mês. Esse número foi levantado de acordo com 155 remunerações desse cargo cadastrados no site Glassdoor.

Segundo o portal, os desenvolvedores de software de nível “júnior”, que estão nos primeiros anos de carreira, recebem uma média de R$ 3.485,00 por mês.

Qual a formação de um desenvolvedor de software?

Antes de tudo, é preciso se interessar pela área da Informática, Computação e das Ciências Exatas para pensar em se tornar um desenvolvedor.

Se a afinidade por essas áreas existe, há diversos cursos de nível superior que são a melhor forma de começar a aprender a exercer as atividades do dia a dia dessa função e começar a abrir portas para oportunidades na carreira.

Existem cursos de dois tipos principais que formam desenvolvedores: bacharelado e tecnológico, que também são conhecidos como tecnólogos. Os bacharelados são cursos mais longos, com duração média entre 4 e 5 anos, enquanto os tecnólogos são mais práticos e rápidos, e costumam durar entre 2 e 3 anos.

Veja a seguir algumas dessas formações que podem ser diferenciais para a área de desenvolvimento de software:

Todos esses são ótimas opções para quem busca a formação aprofundada e a maior visibilidade na hora de ingressar no mercado de trabalho.

Onde estudar para se tornar um desenvolvedor de software?

Fazer uma faculdade é essencial para quem quer ingressar no mercado de trabalho de tecnologia. E escolher uma boa faculdade também é um passo fundamental para uma boa formação e o sucesso na carreira como desenvolvedor de software e em qualquer outra área.

Para decidir onde estudar, a primeira coisa que o aluno deve levar em consideração é verificar se a faculdade é ou não reconhecida pelo Ministério da Educação. A seguir, você confere uma lista com instituições que possuem esse perfil:

As universidades acima contam com cursos nas mais diversas áreas, inclusive de tecnologia. Além disso, as faculdades oferecem diversas formas de ingresso, como bolsas de estudo, nota do Enem e programas do governo (Prouni e Fies).

Veja também: 8 cursos para quem gosta de tecnologia

Se interessou pela carreira de desenvolvedor de software? Conte para a gente nos comentários abaixo qual dos cursos você mais se identificou!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin