dcsimg

Saiba tudo sobre o curso de Engenharia de Bioprocessos

Veja aqui todas as informações sobre o curso de Engenharia de Bioprocessos: grade curricular, áreas de atuação, onde encontrar e muito mais!

 O curso de Engenharia de Bioprocessos é uma ótima opção para quem tem afinidade com as áreas de Exatas e Ciências Biológicas, possibilitando atuar em diferentes segmentos ligados à biotecnologia.

Por ser um curso relativamente novo, muitos estudantes ficam em dúvida sobre o que se estuda nessa graduação e, principalmente, onde encontrá-la. Vamos explicar essas e outras questões ao longo do texto, acompanhe até o final!

Como é o curso de Engenharia de Bioprocessos

O curso de Engenharia de Bioprocessos é um bacharelado com duração média de 5 anos e só pode ser cursado na modalidade presencial.

Durante a graduação o estudante recebe uma formação voltada ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de processos biotecnológicos, ou seja, a utilização de organismos vivos e substâncias por eles produzidas em processos industriais.

Tais conhecimentos e técnicas podem ser aplicados em diferentes segmentos, incluindo o desenvolvimento de alimentos, combustíveis, vacinas e insumos agrícolas.

Grade curricular

De modo geral, o currículo de Engenharia de Bioprocessos inclui disciplinas relacionadas a Física, Matemática, Química e Biologia, além de matérias específicas da área de biotecnologia, que variam de acordo com a faculdade.

As disciplinas da graduação podem receber diferentes nomes, mas devem abordar os seguintes tópicos, de acordo com o MEC:

  • Biomateriais e Biomecânica
  • Físico-química
  • Microbiologia
  • Modelagem, Análise e Simulação de Sistemas
  • Operações Unitárias
  • Processos Químicos e Bioquímicos
  • Biossegurança
  • Bioquímica Geral, Experimental e de Microrganismos
  • Biologia Celular e Molecular
  • Fenômenos de Transporte
  • Termodinâmica
  • Biotransformações
  • Genética
  • Imunologia
  • Vacinologia
  • Toxicologia
  • Bioprocessos Industriais
  • Reatores Bioquímicos
  • Esterilização e Sanificação
  • Cultura de Tecidos Vegetais e Animais
  • Biotecnologia Ambiental
  • Recuperação e Purificação de Bioprodutos
  • Tecnologia de Biomassas
  • Projeto de Indústrias de Bioprocessos
  • Matemática
  • Física
  • Química

Estágio e TCC

Para se formar em Engenharia de Bioprocessos é obrigatório fazer estágio e apresentar um trabalho de conclusão de curso (TCC).

Áreas de atuação profissional

O profissional formado em Engenharia de Bioprocessos tem um campo de atuação bem amplo, podendo escolher entre as áreas de:

  • Agricultura
  • Alimentos e bebidas
  • Enzimas
  • Biocombustíveis
  • Manejo Ambiental
  • Saúde
  • Produção têxtil
  • Pesquisa

Faculdades que têm o curso de Engenharia de Bioprocessos

Apenas 16 faculdades têm o curso de Engenharia de Bioprocessos até o momento e praticamente todas são públicas.

Confira a lista de instituições que oferecem a graduação no país, de acordo com informações do cadastro e-MEC:

  • Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ)
  • Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
  • Instituto de Ensino Superior Fucapi (CESF)
  • Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium (UNISALESIANO)
  • Universidade do Estado da Bahia (UNEB)
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)
  • Universidade de Sorocaba (UNISO)
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Universidade Positivo (UP)
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
  • Fundação Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
  • Universidade Federal do Ceará (UFC)

Alternativas ao curso de Engenharia de Bioprocessos

Como vimos, a oferta de vagas para Engenharia de Bioprocessos ainda é pequena, até por se tratar de um curso relativamente novo. Sem falar que a maioria das faculdades que possuem a graduação são públicas e, portanto, bastante concorridas.

Porém, há outras graduações, mais fáceis de encontrar tanto na rede pública quanto privada, que têm matérias em comum com o curso de Engenharia de Bioprocessos e também permitem atuar na área de biotecnologia.

Dentre as alternativas, podemos citar:

  • Biotecnologia (bacharelado)
  • Química (bacharelado)
  • Ciências Biológicas (bacharelado)
  • Biomedicina
  • Engenharia Ambiental
  • Engenharia Química
  • Farmácia

Onde estudar

Pesquisamos para você algumas faculdades que oferecem várias das graduações citadas como  alternativas ao curso de Engenharia de Bioprocessos, algumas inclusive no formato a distância.

Além de terem cursos reconhecidos e bem avaliados pelo MEC, com mensalidades acessíveis, estas instituições possuem unidades e polos de ensino em diferentes cidades e ainda disponibilizam facilidades como bolsas de estudos e descontos especiais:

Veja também:

Biotecnologia: profissão e mercado de trabalho

Ciências Biológicas: Carreiras e Profissões Relacionadas

Depois de conferir todas as informações sobre o curso de Engenharia de Bioprocessos, deixe uma resposta nos comentários: você pretende fazer essa graduação ou alguma das alternativas que citamos no artigo?

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin