dcsimg

Conheça a profissão escritor e veja onde estudar

Você tem aquela vontade de expressar ideias e sentimentos em palavras? Saiba como seguir a carreira de escritor!

Escritores são profissionais cheio de ideias, criativos, com uma visão singular do mundo e um extenso conhecimento de sua língua materna.

É uma atividade que permite um amplo campo de atuação, da educação à publicidade.

Mas para se dar bem, a carreira precisa ser bem construída, com muito estudo, leitura e dedicação.

Quer saber como fazer parte?

Conheça a profissão escritor e veja onde estudar!

A profissão de escritor

Traduzir o mundo em palavras é a definição mais objetiva para os escritores. Eles são responsáveis por trazer para nós, leitores, um universo expandido de conhecimento.

Isso pode vir na forma de um texto não-ficcional, de um artigo sobre política, uma análise sobre comportamento, um livro de ficção e muito mais.

Por isso todo escritor é, sobretudo, um bom comunicador. Não dá para adquirir aquela tão sonhada fluidez textual sem muita leitura, muita interpretação de texto, muita prática e muita vivência – elementos fundamentais para quem quer desenvolver um olhar crítico diante do mundo, observar e questionar o que acontece ao redor.

Embora a profissão não seja regulamentada no Brasil – ou seja, não exige uma formação específica – só os bons conseguem se destacar nesse concorrido mercado de trabalho.

Quer saber como se tornar um escritor de primeira? Então se liga no próximo tópico!

Como se tornar um bom escritor

Tornar-se um escritor primoroso não é tarefa simples.

Talento é importante, mas é só 1% do necessário: os 99% restantes passam por uma boa formação teórica, muita leitura e muita prática.

Além de tudo isso, um bom escritor precisa ter pleno domínio da língua em que escreve.

Sentiu o desafio?

Por isso, é muito comum que as pessoas interessadas em atuar nessa área procurem cursos superiores que trabalhem bastante esses componentes.

Os mais comuns são:

Letras

O curso de Letras, especialmente aqueles que têm habilitação em Literatura ou Língua Portuguesa, é bastante rico para os escritores.

Isso porque, ao longo dos três ou quatro anos de estudos, os alunos vão conhecer a fundo a estrutura da língua e toda a história literária do Brasil e do mudo.

É um curso que requer muita leitura e muita escrita – e que costuma destrinchar estilos literários diversos.

A graduação pode ser feita em grau de bacharelado (mais recomendada para quem quer ser escritor) ou em licenciatura, para quem quer poder atuar também como professor de literatura ou língua portuguesa no ensino fundamental e médio.

As licenciaturas são mais comuns, presentes em cerca de 450 faculdades.

Os bacharelados, em pouco mais de 55 instituições.

Jornalismo

Jornalismo é bastante focado na comunicação por meio da fala e da escrita.

É um curso muito interessante para escritores porque explora com profundidade o tratamento que é dado à informação: coleta, análise, construção, confrontação, adaptação, publicação.

Ao longo de quatro anos, os estudantes vão entender como desenvolver esses processos para diferentes meios de comunicação.

É também um curso que exige muita leitura, especialmente de notícias.

Jornalismo ou Comunicação Social – Jornalismo pode ser encontrado em cerca de 320 faculdades pelo país.

Essa graduação também está se popularizando no formato a distância.

Filosofia

Filosofia é um curso bastante teórico, que tem uma carga intensa de leituras e produção de textos.

Em grau de licenciatura ou bacharelado, pode ser feito em três ou quatro anos, dependendo da faculdade.

É um bom curso para escritores porque se aprofunda nas principais correntes filosóficas mundiais e desenvolve um olhar crítico nos estudantes.

A licenciatura é o tipo mais comum, presente em 152 faculdades. O bacharelado pode ser encontrado em 83 instituições.

História

Assim como Filosofia, o curso de História é outro que investe bastante em leitura e produção de textos – aqui, no entanto, com um viés voltado para acontecimentos que marcaram a trajetória da humanidade.

Há opções de bacharelado e licenciaturas – sendo, novamente, as licenciaturas campeãs em oferta: 292 contra 56 faculdades, respectivamente.

O curso dá uma boa base para quem gosta de escrever biografias, por exemplo, ou tratar de acontecimentos do passado.

Além desses, outros cursos que você pode fazer para desenvolver sua veia de escritor são:

  • Publicidade e Propaganda (bacharelado/4 anos) – para quem quer escrever para o mercado publicitário.
  • Cinema (bacharelado/4 anos) – Para quem quer atuar como criador de roteiros para produções audiovisuais.
  • Comunicação Institucional (tecnólogo/2 anos) – Para quem quer atuar com comunicação interna, escrever para empresas e seus colaboradores.

Onde um escritor pode trabalhar?

Escritores estão presentes em várias frentes de trabalho.

Eles podem, por exemplo, redigir textos publicitários em agências de comunicação.

Podem estar em casa, montando o roteiro de um filme ou preparando o próximo best-seller de ficção ou não-ficção.

Podem estar nas editoras preparando material didático.

Podem estar nas assessorias de comunicação, em jornais, na TV ou na internet, alimentando seu blog.

Podem estar nas mídias sociais.

Podem estar nos templos religiosos, na política, podem estar motivando funcionários em uma grande empresa.

Podemos afirmar que todas as áreas de conhecimento têm, como base teóricas, material escrito por mentes brilhantes. Isso quer dizer que o bom escritor pode estar em qualquer campo de trabalho.

Quanto ganha um escritor?

No Brasil, os salários dos escritores ainda deixam a desejar.

Na média nacional, os valores estão na casa dos R$ 2.300, podendo chegar a R$ 4.500 para os mais experientes.

Em início de carreira, vão de R$ 1.100 a R$ 2.000.

No entanto, boa parte dos escritores trabalha como autônomo, por demanda, com vários clientes na manga. Por isso, ao final do mês, os ganhos podem ser mais interessantes.

Quem trabalha como professor ou escritor-pesquisador no ensino superior tem chances de ganhar mais: R$ 4.500 na rede privada e mais de R$ 8.000 na pública (onde se entra por meio de concursos).

Onde estudar para ser escritor

Se somarmos todas as faculdades que oferecem os cursos de Letras, Jornalismo, Filosofia, História, Publicidade e Propaganda, Cinema e Comunicação Institucional, teremos um número gigantesco de faculdades públicas e privadas por todo o país.

Por mais que seja um universo amplo, lembre-se: uma boa carreira começa com uma boa faculdade.

Por isso, faça uma pesquisa detalhada das instituições perto de você e escolha aquelas que são reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC.

Abaixo, a gente tem algumas sugestões interessantes:

Veja também:

Descubra quanto ganha um escritor

Pensando em ser escritor? Conte para a gente qual o curso e a faculdade que você gostaria de fazer!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin