Conheça a profissão Quiropraxia

A Quiropraxia é uma terapia cada vez mais procurada, e você vai saber como pode seguir essa profissão!

O Brasil é um país que ainda está descobrindo muitos novos tratamentos na área de saúde, e novas práticas são adicionadas aos atendimentos tradicionais, como a Quiropraxia.

De origem americana, a profissão é regulamentada nos Estados Unidos e no Canadá, mas no Brasil ela ainda é considerada uma subespecialidade da fisioterapia, apesar do amparo legal divulgado pela Associação Brasileira de Quiropraxia (ABQ), a qual diz que: “a Quiropraxia segue sendo uma profissão independente de nível superior resguardando assim seus princípios éticos, legais e filosóficos, garantindo ao bacharel quiropraxista pleno direito ao exercício da prática da Quiropraxia no Brasil”.

Esse embate entre os órgãos regulamentadores ainda está em processo, então iremos ressaltar que existem dois caminhos para se tornar um quiropraxista, além de falar um pouco mais da prática e das opções de cursos em nosso país. Não deixe de ler!

O que é a profissão Quiropraxia?

A Quiropraxia é uma terapia manual que tem o objetivo de tratar e prevenir doenças do sistema nervoso, muscular e esquelético.

O quiropraxista pode ajudar a corrigir a postura, alongar a musculatura e aliviar dores em pessoas de todas as idades. 

A palavra que denomina a prática  tem origem grega, sendo que “quiro” significa mãos e “praxis”, prática. As habilidades desenvolvidas pelos que optam por esse curso tem o “poder” de melhorar a qualidade de vida e reabilitar traumas no corpo humano. 

O que trata um quiropraxista?

Os tratamentos aplicados visam tratar as hérnias de disco, a má posição nas articulações que podem causar dores nas costas e dores de cabeça, por exemplo. 

Todos os procedimentos são baseados em exercícios físicos, reeducação postural e manipulação dos locais com as mãos. 

Dentre os problemas mais tratados, podemos citar:

  • Cervicalgias (dores no segmento cervical da coluna).
  • Lombalgias (dores no segmento lombar da coluna).
  • Hérnias (de disco e cervicais).
  • Ciatalgias (dores do nervo ciático).
  • Desequilíbrios físicos (posturais, de esforços, esforços repetitivos).
  • Desequilíbrios orgânicos e do sistema nervoso (estresses, desequilíbrios emocionais etc).
  • Compressões nos nervos espinhais.
  • Recuperação da capacidade de transmissão de impulsos nervosos do sistema nervoso central para os órgãos e tecidos do corpo.

O elemento principal de todos esses tratamentos é o equilíbrio energético, que o profissional busca estabelecer para a melhora e bem-estar do paciente, o que propicia mais relaxamento e calma durante as atividades diárias e pode ajudar a melhorar até a memória e o foco. Afinal, quem vive bem com dores?

Quanto ganha um quiropraxista?

Segundo dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), há poucos profissionais cadastrados com carteira assinada em regime CLT. O registro encontrado está como fisioterapeuta quiropraxista e não apenas como quiropraxista.

A média salarial de um fisioterapeuta registrado é de R$ 1.900,00, no entanto, aqueles que trabalham com os seus próprios consultórios podem ter ganhos maiores. Além disso, os profissionais também fazem atendimentos domiciliares e cada um cobra por consulta  o valor referente ao seu nível de experiência.

O número de horas trabalhadas varia bastante na área de saúde, assim como os adicionais noturnos.

Como é o mercado de trabalho para a profissão Quiropraxia?

Quem não tem uma dorzinha aqui ou ali, não é mesmo? Cerca de 30% da população brasileira tem alguma reclamação nesse sentido.

Por essa razão, a área clínica, na qual o profissional atua combatendo as dores, é a que mais demanda quiropraxistas.

Como você pôde constatar, são poucos os contratados em regime CLT, sendo que a maioria dos formados trabalha em clínicas particulares ou abrem os seus próprios consultórios.

As empresas também podem chamá-los para programas de prevenção de doenças ocupacionais, como a correção da postura no trabalho e algumas lesões por esforços repetitivos (LER).

Já clubes e academias podem procurar tratamentos para lesões esportivas.

O maior número de profissionais está nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul, que ofertam o bacharelado, e demais estados do Sudeste e Sul do país.

Quais faculdades têm o curso de Quiropraxia?

Existem hoje diversos cursos livres de especialização e apenas dois cursos universitários reconhecidos pelo MEC, o da Faculdade Anhembi Morumbi em São Paulo (SP) e o da Feevale em Novo Hamburgo (RS).

Por não haver um conselho específico que os ampare, eles podem trabalhar em parceria com fisioterapeutas e encaminhar os pacientes para tratamentos mais complexos com outros profissionais como ortopedistas, reumatologistas e neurologistas.

Os diplomas são conferidos pela Associação Brasileira de Quiropraxia (ABQ), e hoje o país conta com aproximadamente 700 profissionais. 

Mesmo com apenas duas faculdades, existem muitos quiropraxistas atendendo em todos os estados. Isso acontece porque existem diversas especializações em Quiropraxia reconhecidas pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito).

Assim, esse é o segunda caminho que apresentamos a você, começar a caminhada por uma faculdade de Fisioterapia, como a da Universidade de Franca (UNIFRAN), que oferece aos seus alunos a prática diária em sua Clínica de Fisioterapia, na cidade de Franca.

Onde estudar para ser um quiropraxista?

Como só existem duas faculdades de Quiropraxia, os demais profissionais são fisioterapeutas, com especialização na área. 

Tudo bem, você já entendeu que pode fazer uma faculdade de fisioterapia. Mas também não pode ser qualquer uma! 

Antes de mais nada, verifique se o curso e a instituição que você pretende fazer são reconhecidos pelo MEC, assim o seu diploma terá validade em todo o território nacional e não haverá dores (de cabeça!) no futuro. 

Por isso, temos algumas sugestões de cursos excelentes de Fisioterapia, nas seguintes faculdades: 

Confira as vantagens de cursar Fisioterapia em qualquer uma delas e a possibilidade de ganhar bolsas de estudo de até 100%.

Com apenas 300 pontos no Enem e redação com nota acima de zero, você entra direto, sem outras provas ou vestibulares!

Veja também:

Descubra o que faz um fisioterapeuta

Veja quanto precisa tirar no Enem pra passar em Fisioterapia

Comente aqui se você se interessou por essa profissão! Como vai começar a construir o seu sonho de ser um quiropraxista?

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin