dcsimg

Descubra o que faz um urologista

Saiba quais são as principais atribuições do urologista, este médico tão importante!

Você sabe o que faz um médico urologista?

Esta é uma das especialidades mais importantes da Medicina – e que embora seja muito procurada por homens, é também direcionada a mulheres e crianças.

Os profissionais que atuam nessa área precisam mais de uma década de estudos para atender seus pacientes.

Quer saber mais?

A seguir, descubra o que faz um urologista e o que é preciso fazer para se tornar um!

O que faz um urologista

O urologista é o médico responsável por tratar de todos os distúrbios e problemas relacionados ao trato urinário em ambos os sexos.

O profissional cuida, por exemplo, de pessoas que têm dificuldades para urinar, sofrem de dores nos rins, têm desconforto durante as relações sexuais e até de quem contraiu alguma doença sexualmente transmissível.

Em seu dia a dia, lida com infecções, inflamações, tumores, cálculos renais, problemas na bexiga, uretra, próstata, testículos e pênis, incontinência urinária, infertilidade e infecção urinária (que atinge principalmente mulheres).

Outros se especializam em transplante renal, algo bastante comum nos dias de hoje.

A Urologia tornou-se popular entre os homens porque o médico é habilitado a tratar dos genitais masculinos. É ele quem faz os exames de próstata, acompanha cânceres relacionados e cuida da saúde do pênis e dos testículos.

Por isso que todo homem a partir dos 50 anos de idade normalmente faz (ou deveria fazer) uma visita anual ao urologista para checar a próstata, fazer exames de rotina e prevenir o câncer.

A Urologia tem várias subespecialidades, que são:

  • Uroginecologia – voltado ao tratamento de doenças do trato urinário em mulheres.
  • Andrologia – estuda a saúde dos genitais masculinos, incluindo função sexual.
  • Urooncologia – tratamento de cânceres do trato urinário.
  • Litíase – especialização em pedras e cálculos urinários.
  • Laparoscopia – procedimentos minimamente invasivos para realização de cirurgias ou exames.
  • Uropediatria – tratamento de doenças do pênis ou do trato urinário de crianças.
  • Cirurgia robótica.

Os médicos urologistas prestam atendimento em hospitais, clínicas especializadas, consultórios, centros de saúde e ambulatórios.

O que é preciso para se tornar urologista

Para atuar como urologista, o profissional deve, obrigatoriamente, ter formação completa em Medicina e, posteriormente, fazer uma especialização (residência) em Urologia.

O curso de Medicina você já sabe: é um dos mais concorridos do Brasil e o mais longo, com seis anos de duração (veja mais detalhes adiante).

A residência vai exigir mais três anos de dedicação.

Nesse tempo, o residente vai fazer um aprofundamento em todos os pormenores da Urologia, com treinamento em clínica especializada, cirurgia, microcirurgia, endoscopia e diagnóstico por imagem.

Na lista das muitas matérias a serem estudadas, destacamos:

  • Biópsia do pênis
  • Cauterização de lesões cutâneas
  • Abertura de cavidade nas cirurgias de médio porte
  • Transplante Renal
  • Urologia Feminina
  • Urologia Geral
  • Biópsia de testículo
  • Andrologia
  • Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)
  • Imagem em Urologia
  • Litíase e Litotripsia
  • Uroneurologia e Urodinâmica
  • Oncologia
  • Uropediatria

A residência tem uma carga alta de atividades práticas – muitas delas com pacientes reais. Algumas das mais comuns são:

  • Diagnóstico e tratamento das principais doenças do trato urinário
  • Treinamento prático, com casos reais
  • Atendimento de emergência
  • Manipulação de cirurgia robótica

A residência em Urologia exige que os interessados tenham feito, previamente, especialização em cirurgia geral, o que requer mais dois anos de estudos. Ou seja, da graduação à especialização em Urologia, o profissional terá de estudar, no total, 11 anos!

Quanto ganha um urologista

Os médicos, em geral, estão entre os profissionais com as melhores remunerações no mercado de trabalho brasileiro.

Muitos urologistas são autônomos, ou seja, trabalham por conta própria em suas clínicas e consultórios, e por isso têm rendimentos variáveis.

Mas, na média nacional, quem trabalha como funcionário em empresa (hospitais, clínicas, postos de saúde, etc.) ganha aproximadamente R$ 9 mil por uma jornada de 20 horas semanais.

Os urologistas mais experientes ganham cerca de R$ 16,5 mil pelo mesmo período trabalhado.

Os médicos residentes ou em início de carreira podem receber entre R$ 4 mil e R$ 6,7 mil, dependendo do porte da empresa para a qual trabalham.

Tradicionalmente, médicos costumam a atuar em mais de uma clínica ou hospital e realizar plantões, o que pode elevar bastante os valores médios apresentados aqui.

Onde estudar Medicina

Medicina é, sem dúvidas, um dos cursos mais difíceis de entrar. A concorrência por uma vaga é altíssima, especialmente nas universidades da rede pública.

Nas particulares, a dificuldade é outra: os valores das mensalidades podem facilmente superar os R$ 9 mil.

O esforço vale a pena, pois Medicina é uma das atividades essenciais para a manutenção da saúde coletiva, seja no desenvolvimento pesquisa ou no atendimento direto à população.

Isso significa que o mercado está sempre de portas abertas a esses profissionais. Não falta emprego em qualquer parte do país – e geralmente as oportunidades são bem remuneradas, como você pode perceber no tópico anterior.

Medicina pode ser encontrada em 268 instituições superiores de ensino no Brasil, sendo 95 na rede pública e 173 na rede particular. Os dados são do Ministério da Educação (MEC).

Para se ter sucesso na carreira, um ensino de qualidade é fundamental. No Brasil, o Conselho Federal de Medicina (CFM) só permite a atuação de profissionais formados em instituições reconhecidas formalmente pelo MEC.

Quem se dá bem no Enem tem mais chances de entrar. Os participantes podem batalhar uma vaga em Medicina em universidades públicas por meio do Sisu, buscar bolsas de estudos em faculdades privadas por meio do ProUni ou tentar financiar o curso com juros mais baixos por meio do FIES.

Veja também:

Descubra como conseguir uma bolsa de estudos para Medicina

Entendeu tudo sobre Urologia? Se tiver mais alguma dúvida, compartilhe com a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin