dcsimg

Conheça a história da Publicidade e Propaganda

Os passos marcantes da publicidade e propaganda ao longo do tempo. Entenda seu nascimento, e reflita sobre a oportunidade da utilização, ou o instinto nato pela comunicação.

publicidade

Assim como em outras carreiras, é comum os profissionais de Publicidade e Propaganda se questionarem sobre a origem desta atividade. Quando e como será que teve início esta profissão?

Há relatos históricos do papel da Publicidade desde a antiguidade. Os egípcios já utilizavam técnicas de comunicação para estimular as vendas por meio de propagandas em papiros e anúncios em cartazes. Mas elas eram utilizadas ainda de forma intuitiva, não havia uma metodologia definida para alcançar o público-alvo.

Hoje a técnica da Publicidade é tão elaborada que até mesmo os psicólogos auxiliam na produção de material de comunicação, de acordo com a tendência cultural e estilo de vida de quem se quer impactar.

Conheça a história desta profissão e entenda por que a Publicidade acabou se tornando uma das carreiras mais disputadas do momento!

Como começou a Publicidade e Propaganda

Desde a invenção da escrita, na antiguidade, podemos observar a crescente necessidade de diferentes formas de comunicação na sociedade. Ao mesmo tempo, surgiu a exigência de treinar profissionais para chamar a atenção do público, passar uma ideia ou pensamento através de uma mensagem.

Nesta época, a comunicação passou a ser usada também como meio para forçar a memorização de uma oportunidade e convencer o público consumidor a adquirir bens e serviços. Porém, foram necessários ainda alguns séculos para a organização destes pensamentos e o início formal da Publicidade e Propaganda.

A evolução da Publicidade e Propaganda

Registros indicam que os primeiros anúncios com fins comerciais foram publicados em jornais da Inglaterra, em 1650. Naquela época, havia cerca de seis anúncios, em média, em jornais diários de Londres. Cem anos depois, em 1750, era comum encontrar mais de 50 anúncios por edição.

Nos Estados Unidos, o primeiro anúncio de jornal foi publicado em 1704. Era um anúncio imobiliário.

No Brasil, a Publicidade começou um pouco mais tarde. As primeiras propagandas apareceram nos jornais depois da segunda metade do século XIX, quando o País já era independente de Portugal.

Neste início da utilização da Publicidade e Propaganda em jornais, a ética não era exatamente uma preocupação dos anunciantes. Era comum encontrar propagandas falsas, pois não havia nenhuma regulamentação. Diante da crescente necessidade de evitar transtornos aos veículos de comunicação da época, teve início o processo de regulamentação das campanhas publicitárias.

A Publicidade e a valorização do público feminino

Na virada do século XIX, as mulheres ainda lutavam para conquistar mais espaço e liberdade dentro de uma sociedade conservadora. Houve então uma grande sacada das agências: se as mulheres eram responsáveis pela maior parte das compras da família, por que não explorar o papel relevante delas na sociedade? Este pensamento foi fundamental na valorização das habilidades femininas nos processos criativos a fim de ganhar o mercado.

Há relatos de profissionais que relacionam a influência das mulheres no universo publicitário à criação da primeira propaganda com apelo sexual. A propaganda era de um sabonete facial e apresentava a seguinte mensagem: “A pele que você ama tocar”. Esta propaganda era ilustrada com a imagem de um casal. Na época, este anúncio representou um avanço na utilização da sexualidade como ferramenta publicitária.

As Agências de Publicidade na atualidade

As agências de Publicidade que conhecemos hoje são responsáveis por todo o processo de planejamento, criação e veiculação de campanhas. Elas funcionam com a soma de profissionais que detêm diferentes habilidades em comunicação e unem esforços para concretizar uma ideia desde sua concepção até o anúncio que chega ao público-alvo.

Conheça a estrutura básica de funcionamento de uma agência nos dias de hoje, desde o primeiro contato com o cliente, até o fim do projeto, com a produção da peça publicitária:

  • Contato/Atendimento: É o elo entre o cliente e a agência. Os profissionais deste setor têm a responsabilidade de entender a necessidade do cliente. Eles devem conhecer também o processo interno da agência para repassar da melhor forma o briefing dos clientes à equipe de produção.
  • Planejamento de Mídia: É a área responsável pela estratégia de divulgação. Tem a missão de atingir o máximo de resultado com o mínimo de investimento. Precisa focar no público-alvo de forma satisfatória, entendendo o nicho de mercado de cada produto ou cliente.
  • Planejamento/Comunicação: A equipe de planejamento é responsável pela definição dos objetivos e metas de cada projeto. Para este trabalho é imprescindível conhecer o perfil do público-alvo.
  • Departamento de Criação: É formado por equipes de designers e redatores que trabalham de forma conjunta no desenvolvimento do conteúdo e do aspecto visual de cada campanha.
  • Produção Convencional: É a área responsável pela parte operacional. Os profissionais de produção devem fazer a interface com fornecedores, definindo prazos, orçamentos, qualidade dos materiais. Devem entender da produção gráfica e produção eletrônica.
  • Produção Web, ou Produção on-line: Este departamento é considerado o mais novo nas agências. Vem ganhando cada vez mais espaço porque a grande expansão da internet como meio de comunicação é uma crescente oportunidade para divulgação de campanhas, sobretudo as famosas campanhas virais.

Veja também

Saiba como é a carreira em Publicidade e Propaganda

Pretende estudar Publicidade e Propaganda? Qual a atividade que mais lhe atrai nesta área? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin