dcsimg

Curso a distância é reconhecido pelo MEC?

Entenda como funciona o reconhecimento dos cursos EAD pelo MEC!

Vale a pena fazer um curso EAD? Ele é reconhecido pelo MEC?

O desejo de fazer um curso técnico ou de nível superior está presente em muitas pessoas. Porém a falta de tempo ou até mesmo de acessibilidade aos institutos que oferecem formação profissional acaba por desanimar muitos interessados. Além disto, a dúvida sobre a credibilidade dos cursos a distância reforçam a ideia errônea de que os melhores cursos são os presenciais.

reconhecimento_cursos_ead

Contudo o Ministério da Educação (MEC) reconhece várias modalidades de cursos a distância. Alguns podem ser concluídos com a maior parte da carga horária sem exigência da presença do estudante. Muitas vezes a presença é exigida somente por ocasião da aplicação das provas. Não se exclui aqui a possibilidade de cursos que não necessitem da presença do aluno nem nos dias de provas para a sua conclusão. Isso dependerá da instituição de ensino, se ela é reconhecida pelo MEC.

É certo que a formação presencial possui menos deficiência, haja vista que disponibiliza acesso direto aos professores, bibliotecas, desenvolvimento de trabalho em grupo, troca de aprendizado, dentre outros. Com base nisso, a recomendação é que o interessado procure as melhores faculdades que oferecem cursos a distância. O mercado de trabalho é muito crítico quanto aos candidatos e o peso do diploma entre uma formação presencial e outra não, é um critério muito avaliado pelas empresas em geral. Para ele, o importante é o lugar e a qualidade do curso no qual o estudante concluiu sua graduação.

EAD no Brasil

A educação a distância (EAD), apesar de ainda se manter as críticas a ela, vem apresentando uma crescente procura a partir do ano 2000. De acordo com a Associação Brasileira de Educação a Distância (Adeb), nesse ano, havia apenas 13 cursos com cerca de 1.758 alunos matriculados, ao passo que em 2008 o número aumentou para 786.718 alunos em 1.752 modalidades de cursos.

O avanço da internet também contribuiu para dar maior credibilidade aos cursos a distância. Com ela foi possível criar comunidades entre os estudantes e professores, com o objetivo de uni-los nas discussões e resolução de dúvidas. Além disto, a quantidade vasta de videoaulas acaba por dar grande suporte no aprendizado, sendo assim, um bom acesso à internet é essencial para aqueles que optarem por este meio de formação.

A falta de um maior interesse governamental também acaba por desestimular os professores de tais modalidades de ensino, posto que não se disponibiliza apoio suficiente para a fiscalização e acompanhamento dos cursos. As críticas negativas quanto à EAD são frequentes, porém é importante ressaltar que o diferencial está no esforço e dedicação aos estudos.

Mas como em certos casos se não exige a frequência como requisito obrigatório, pode ser que o estudante não tenha disciplina no aprendizado, o que acaba por dar maior insegurança aos futuros contratantes desse estudante formado em EAD. Um exemplo da falta de compromisso exigido seria deixar a leitura acumular. Isso explica o porquê de a procura por tais cursos, em sua maioria, ser por pessoas acima dos 30 anos. Para os mais jovens a dedicação exigida ainda é um desafio a ser conquistado. Isso se dá pelo fato de ainda não possuírem um nível de maturidade que tal comprometimento exige para que se possa concluir o ensino a distância.

Nem sempre os presenciais são mais caros. Se o seu objetivo é a EAD por aparentar ser mais barata, pode estar escolhendo-a pelo motivo errado. É de suma importância levar em conta os gastos com viagem, alimentação, hospedagem, nos casos em que se exija uma quantidade mínima de aulas presenciais. Ademais, a compra de livros, além do material didático já oferecido, também é importante para uma formação completa. Desta forma, as duas modalidades acabam se equiparando em termos econômicos.

De acordo com o MEC, o rigor exigido em ambas as modalidades é o mesmo A validade do diploma adquirido equipara-se aos dos cursos presenciais em instituições de ensino. Portanto, dizer que o curso a distância é mais fácil, é uma grande mentira. Conseguir o diploma não é simples, como já exposto, e a dedicação é imprescindível em ambas as modalidades. Portanto, acreditar que vai ser mais fácil estudar pela EAD é ilusão para quem procura este método de formação. Outro ponto importante seria o período de conclusão: ao contrário do que muitos acreditam, o tempo para terminar o curso almejado é o mesmo se ele fosse presencial.

Características das provas

Quanto às provas, o MEC institui que sejam aplicadas nos polos presenciais, levando em conta que, se elas fossem realizadas na casa do estudante, a chance de fraude seria muito grande. Por outro lado, a prova acaba sendo mais difícil, pois nela estará o conteúdo de um semestre e não do bimestre como ocorre nos cursos presenciais. Não fosse somente isso, a EAD, também impõe como requisito a entrega, com prazo determinado, de dois trabalhos semanais. Ou seja, apesar do preconceito ainda existente, os cursos a distância, credenciados pelo MEC, possuem sistemas que exigem força de vontade do estudante.

Capacitação de professores

Os professores desta modalidade de ensino geralmente possuem uma qualificação menor. Isso se dá pelo fato de que a lei exige apenas que o tutor, seja formado na área em que vai prestar tutoria, no prazo de apenas 2 anos. Além disto, as turmas costumam ser maiores que na modalidade presencial. Através de dados divulgados pelo próprio Adeb , cada turma possui em média 180 candidatos e com a crescente procura pelo ensino a distância, a tendência é aumentar este número.

A questão mais importante para o interessado, no curso a distância , é saber pesquisar a instituição de ensino na qual deseja estudar. Para descobrir esta informação, basta acessar o site do Emec. Lá você encontrará todos os dados necessários para decidir se vale a pena fazer o curso a distância.

Agora que você sabe que existem cursos a distância credenciados pelo MEC poderá decidir se vale a pena se matricular e pesquisar o credenciamento da instituição na qual deseja estudar. Você já fez algum curso a distância? Conte para gente em qual instituição você estudou, se ela possui credenciamento e se valeu a pena!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin