Entenda como entrar para polícia federal

Saiba como é o processo para ingressar na Polícia Federal e veja quais cursos de graduação são exigidos pelo concurso.

como entrar para Polícia FederalAs carreiras da Polícia Federal (PF) estão entre as mais cobiçadas do Brasil, pois oferecem altos salários e estabilidade na função. Quem deseja entrar para a Polícia Federal precisa saber que para passar neste concurso público é necessário empenhar muito estudo, foco e dedicação, pois por ser uma prova a nível nacional, a concorrência é altíssima.

Apesar do interesse de muitos pelas áreas com funções policiais, a PF oferece ao candidato a oportunidade de seguir carreira em áreas de atuação distintas como Psicologia, Engenharia, Arquitetura e muito mais!

Ficou curioso para saber mais sobre o processo seletivo da Polícia Federal? Continue lendo este artigo, pois o Guia da Carreira vai te explicar todos os detalhes. Confira!

O que faz um Policial Federal?

Da emissão de passaportes às investigações de crimes e infrações contra a União e empresas públicas federais, os policiais federais desempenham algumas das funções mais importantes do país. Esses profissionais lidam com todos os assuntos que são de interesse da ordem pública federal, portanto relizam a fiscalização de fronteiras, combatem o contrabando, o terrorismo, o tráfico de drogas, o desvio de dinheiro público. Fiscalizam crimes contra patrimônios históricos e contra o meio ambiente, investigam violações dos Direitos Humanos, crimes cibernéticos e até mesmo a crimes de pedofilia.

Quem pode fazer o concurso da Polícia Federal?

O concurso da Polícia Federal possui diversas etapas até a aprovação. Mas antes mesmo do início das provas, é preciso atender a uma série de requisitos para participar. Veja a seguir:

  • Idade mínima de 18 anos.
  • Nacionalidade brasileira ou portuguesa.
  • Aptidão física e mental.
  • Boa conduta social.
  • Obrigações eleitorais em dia.
  • Nível de escolaridade compatível com o cargo disputado, que pode ser da carreira policial – que exige diploma de nível superior – ou da carreira administrativa.
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH), em categoria B (no mínimo), para candidatos à carreira policial.

Alguns desses requisitos podem ser conquistados até a data da prova, como a Carteira Nacional de Habilitação e o nível de escolaridade. Portanto, a nossa dica é que você não espere a publicação do edital para correr atrás destas coisas. Assim como os estudos, atender aos requisitos é de extrema importância para entrar na disputa.

Como é o concurso da Polícia Federal?

Os concursos da PF costumam ter várias fases. Portanto o preparo para a prova deve ser não apenas acadêmico, mas físico e mental. veja a seguir:

  • Prova objetiva (questões de múltipla escolha) e discursiva (redação).
  • Teste de aptidão física.
  • Avaliação médica.
  • Avaliação psicológica.
  • Investigação social (avaliação de antecedentes e da conduta social de cada candidato).

Quem é aprovado nessas etapas é convocado para participar de um curso de formação, de caráter eliminatório. A formação dura cerca de 5 meses, com aulas e treinamento em período integral.

Outro detalhe: dependendo do cargo, podem ser realizadas provas específicas. Quem concorre a uma vaga de escrivão, por exemplo, precisa fazer uma prova prática de digitação.

Quais matérias caem no concurso da Polícia Federal?

Para dar a largada na maratona de estudos é importante saber as matérias que cairão nas provas. No entanto, nem sempre a decisão mais prudente é esperar a publicação do edital para começar a estudar. 

O ideal é estudar com base nos últimos editais e provas, para ter tempo de assimilar bem as matérias. Além disso, o conteúdo varia bastante conforme cada cargo pretendido. Mas em todos os casos, as matérias mais comuns são as seguintes:

Matérias comuns

  • Atualidades
  • Direito administrativo
  • Direito constitucional
  • Direito penal
  • Informática
  • Legislativo especial
  • Língua portuguesa
  • Noções de administração
  • Raciocínio lógico

Escrivão

  • Arquivologia

Agente

  • Noções de economia
  • Noções de contabilidade

Delegado

  • Criminologia
  • Direito empresarial
  • Direito internacional
  • Direito tributário
  • Direito civil e processual
  • Direito empresarial
  • Direito previdenciário

Qual é a formação exigida pelo concurso da Polícia Federal?

A exigência de nível de escolaridade depende do cargo a que você concorre, mas todas as posições da carreira policial da PF exigem diploma de graduação (ensino superior).

Algumas delas especificam o curso em que é preciso ter formação e outras aceitam diploma de qualquer área. Veja qual é a exigência de formação para cada cargo:

Cargos da PF que aceitam diploma de nível superior em qualquer área:

  • Escrivão: cuida de formalidades processuais e dá apoio em procedimentos de investigação.
  • Agente: executa investigações e operações policiais.
  • Papiloscopista: colhe impressões digitais para fins de identificação civil e criminal.

Cargos da PF que especificam a área de formação superior:

  • Delegado – instaura e preside procedimentos de investigação. Exige diploma de Direito.
  • Perito criminal – faz perícias, coleta dados e informações para investigação. De acordo com a área de atuação, exige uma das seguintes formações superiores:

Ciências Contábeis

É possível trabalhar na PF sem diploma de graduação?

policia-federal-guia-da-carreiraNem todos sabem, mas sim, a Polícia Federal também seleciona profissionais para cargos administrativos. Neste caso, não exigem diploma de ensino superior, apenas o certificado de ensino médio. No entanto, também é necessário realizar um concurso público.

O cargo de agente administrativo, conta com rendimentos menores dos que os oferecidos para funções que exigem ensino superior. Enquanto o salário de um funcionário administrativo de nível médio é de no máximo R$ 4.710, os agentes policiais em início de carreira, por exemplo, recebem R$ 12.440.

Que faculdade fazer para trabalhar na Polícia Federal?

Para concorrer aos cargos da PF que exigem ensino superior sem especificar o curso (escrivão, agente e papiloscopista), os candidatos podem ter diploma em qualquer graduação, desde que ela seja reconhecida pelo MEC.

Isso significa que, mesmo quem fez uma graduação de curta duração – cursos de grau tecnológico, que duram 2 ou 3 anos – pode concorrer.

Aliás, veja algumas opções de curso para quem deseja trabalhar no setor público ou com atividades de segurança:

Mas vale reforçar: quando a exigência é de ensino superior sem especificar o curso ou a área de formação, vale qualquer graduação – Arquitetura, Jornalismo, Geografia, Matemática etc.

Onde cursar a graduação para entrar na Polícia Federal?

Assim como o concurso da Polícia Federal, todos os processos seletivos do setor público que pedem nível superior exigem que o diploma tenha sido emitido por uma instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

Portanto, muita atenção ao escolher onde fazer sua faculdade: procure uma instituição confiável e que cumpra todos os requisitos de avaliação e credenciamento do MEC. A fonte oficial para pesquisar quais instituições e cursos têm registro é o portal e-MEC, mantido pelo governo.

Que tal algumas sugestões? Abaixo, listamos universidades particulares que cumprem todos os requisitos do MEC, oferecem vários dos cursos de graduação que citamos aqui e têm programas de bolsas de estudos. Interessou? Clique para navegar pelos sites e saber mais:

Boa pesquisa e bons estudos!

Leia mais:

Qual a diferença entre bacharelado, licenciatura e tecnólogo?

Polícia Civil: conheça a profissão e o mercado de trabalho

Você quer prestar o concurso da Polícia Federal? Que faculdade planeja fazer? Deixe um comentário contando para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin
Descubra a faculdade certa para você!