dcsimg

Descubra o valor da faculdade de Psicologia

Confira aqui quanto custa estudar Psicologia nas principais faculdades brasileiras!

Você quer estudar Psicologia, mas está preocupado com os preços? Isso é normal. Afinal de contas, são cinco anos de curso e o investimento é grande. Mas nós vamos ajudar você a colocar tudo na ponta do lápis.

Se depois de fazer as contas você decidir mesmo estudar Psicologia, vai saiba que vai cursar uma das graduações preferidas dos brasileiros: o mais recente Censo da Educação Superior mostra que Psicologia é a sétima graduação do país em número de matrículas.

São mais de 230 mil alunos entrando no curso Psicologia a cada ano em universidades dos quatro cantos do Brasil. Tanto interesse tem seus motivos: o mercado de trabalho é amplo e variado, com chances de ótimos salários.

Veja agora quanto custa a faculdade de Psicologia e descubra onde estudar com qualidade pagando menos.

Quanto custa a faculdade de Psicologia?

As mensalidades oscilam bastante, e isso se deve a fatores como a região onde se encontra a faculdade, a infraestrutura oferecida e a titulação dos professores. Os preços podem ser mais altos, inclusive, por uma simples questão de tradição e renome da instituição no mercado.

Pode haver variações também entre unidades diferentes de uma mesma faculdade e até mesmo segundo o período de estudos – alguns cursos noturnos, por exemplo, às vezes são ligeiramente mais caros do que seus equivalentes matutinos. Além disso, é claro, as mensalidades podem sofrer ajustes semestre a semestre.

Para ajudá-lo a se situar, adotamos o sistema de dividir as faculdades por faixas de preços. Acompanhe:

Faculdades de Psicologia por menos de R$ 800

Faculdades de Psicologia entre R$ 801 e R$ 1.000

  • Universidade de Franca (UNIFRAN)
  • Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN)
  • Centro Universitário Paulistano (UNIPAULISTANA)
  • Escola Superior Batista do Amazonas (ESBAM)
  • Faculdade de Tecnologia de Alagoas (FAT)
  • Faculdade dos Guararapes (FG)
  • Instituto de Educação Superior da Paraíba (IESP)
  • Instituto de Ensino Superior (FAVI)
  • Universidade Braz Cubas (UBC)
  • Universidade Unigranrio (UNIGRANRIO)

Faculdades de Psicologia entre R$ 1.001 e R$ 1.200

  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
  • Centro Universitário Luterano de Manaus (ULBRA MANAUS)
  • Faculdade de Administração, Ciências, Educação e Letras (FACEL)
  • Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza (FAMETRO)
  • Faculdade de Estudos Administrativos (FEAD)
  • Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU)
  • Universidade Nilton Lins (UNINILTONLINS)

Faculdades de Psicologia entre R$ 1.201 e R$ 1.400

  • Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA)
  • Centro Universitário Celso Lisboa (CELSO LISBOA)
  • Centro Universitário de Belo Horizonte (UNIBH)
  • Centro Universitário Euro-Americano (UNIEURO)
  • Faculdade de Pará de Minas (FAPAM)
  • Faculdade Metropolitana da Amazônia (FAMAZ)
  • Faculdade Social da Bahia (FSBA)
  • Rede de Ensino Doctum (DOCTUM)
  • Universidade Ibirapuera (UNIB)

Faculdades de Psicologia por mais de R$ 1.400

  • Centro Universitário Campos de Andrade (UNIANDRADE)
  • Centro Universitário Metodista (IPA)
  • Centro Universitário Una (UNA)
  • Faculdade de Macapá (FAMA)
  • Faculdade de Tecnologia Tec Brasil (FTEC)
  • IBMR Centro Universitário (IBMR)
  • Universidade São Judas Tadeu (USJT)
  • Universidade de Cuiabá (UNIC)

Custos extras com a faculdade de Psicologia

Além das mensalidades, você tem que estar atento também a outros gastos. Muitos deles podem até parecer insignificantes quando vistos isoladamente, mas na soma de todos os dias do mês os valores se tornam bem significativos. Por exemplo:

  • Alimentação:mesmo que você não tenha que almoçar ou jantar fora de casa, o gasto diário com um café ou uma água deve estar previsto no seu orçamento. Se você leva lanche de casa, melhor. Mesmo assim é interessante estimar os valores gastos no supermercado.
  • Transporte:a não ser que você tenha a sorte de morar ao lado da faculdade, terá que pegar ônibus, trem, metrô ou tirar o carro da garagem para ir diariamente às aulas. Previna-se e separe a quantia necessária para os trajetos do mês inteiro (passagem ou combustível e estacionamento).
  • Material didático:engana-se quem pensa que hoje em dia tudo está disponível gratuitamente na internet. Em um curso superior como o de Psicologia, fatalmente você terá que investir em livros físicos (pelo menos os mais importantes). Além disso, há os gastos com fotocópias e material para as aulas de laboratório, como jalecos e outros itens. A dica é: pergunte, na faculdade, sobre os materiais que você vai precisar adquirir a cada semestre.

O último toque é para aqueles que vão morar fora durante o período da faculdade. Obviamente, o aluguel será um de seus principais gastos, mas não se esqueça também das contas de luz, água, internet, IPTU, condomínio, supermercado, limpeza, etc. A soma disso tudo pode ser bastante alta!

Dá para estudar Psicologia pagando menos!

Existe no Brasil, já há alguns anos, a tendência da democratização do ensino superior. Tanto em nível governamental quanto na iniciativa privada, observam-se muitos esforços para que cada vez mais gente tenha acesso à universidade.

Isso é uma excelente notícia, principalmente para os alunos que não teriam condições de arcar com as pesadas mensalidades das graduações particulares. Quanto às faculdades públicas, sabemos que a concorrência é acirrada.

O governo federal, por exemplo, oferece dois programas abrangência nacional. O foco são os estudantes de baixa renda, mas que também demonstrem bom desempenho acadêmico. Você certamente já ouviu falar deles, mas refrescamos aqui a sua memória:

  • ProUni:essa é a sigla para o Programa Universidade para Todos, que distribui bolsas de estudo em cursos superiores em todas as áreas do saber e em todos os estados do país. Para participar, além de comprovar baixa renda familiar, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais recente, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e acima de zero na redação.
  • FIES:o Fundo de Financiamento Estudantil não fornece bolsas, mas sim um financiamento. Funciona assim: o governo arca com parte da mensalidade durante o curso, transferindo o valor diretamente para a faculdade. Mas fique atento, pois você terá que pagar a dívida adquirida depois de se formar. A grande vantagem é que os juros são baixos (podem inclusive chegar a zero) e o prazo para pagamento é bem longo. Como no ProUni, o FIES também exige comprovação de renda, e o candidato tem que apresentar um desempenho mínimo no Enem.

Uma ressalva importante, que serve tanto para o ProUni quanto para o FIES: como Psicologia é uma carreira bastante concorrida, é muito provável que a pontuação mínima pedida no Enem (450 na média geral das provas e mais do que zero na redação) não seja suficiente para conseguir uma vaga. Em poucas palavras: quanto melhor você se sair no Exame, mais chances terá de entrar no curso dos seus sonhos.

Fora as iniciativas governamentais, as faculdades particulares costumam ter seus próprios programas de descontos, financiamento e bolsas de estudo. Consulte diretamente a instituição em que você está pensando em estudar. É provável que eles tenham uma solução sob medida para o seu caso.

Selecionamos aqui algumas faculdades de Psicologia reconhecidas pelo MEC que participam do ProUni e do FIES, além de trabalharem com seus próprios programas de incentivo (bolsas, financiamentos, descontos, convênios, etc.):

Veja também:

Quanto ganha um psicólogo?

O que achou dos preços de Psicologia? Dá para encarar o investimento? Conte aqui para a gente quais são os seus planos!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin