dcsimg

Confira como conseguir financiamento para a Anhanguera

Precisa financiar as mensalidades de seu curso na Anhanguera? Conheça agora mesmo as possibilidades!

Se os preços do Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) não cabem no seu bolso, financiar o curso pode ser uma boa opção. Você paga uma mensalidade menor e só vai começar a quitar a dívida depois de formado.

Os financiamentos estão disponíveis para praticamente todos os cursos de graduação da Anhanguera: bacharelados, licenciaturas e tecnológicos, nas áreas de Ciências Exatas, Humanas ou Biológicas.

Existe uma opção oferecida pelo governo federal e outra particular, a partir de um programa da própria faculdade. Seja qual for a sua escolha, há grandes chances de conseguir o benefício. Aqui você vai conhecer todas as regras.

Anime-se, pois com o financiamento, seu sonho de se formar pela Anhanguera pode estar mais perto do que você imagina!

Como conseguir o Parcelamento Estudantil Privado (PEP) na Anhanguera

O PEP é um projeto da Anhanguera em conjunto com outras universidades que fazem parte do grupo Kroton – uma das maiores redes de educação do mundo.

O site da faculdade afirma que o PEP não é um financiamento, pois sua contratação é simplificada e não exige conta em banco. Mas as semelhanças entre o PEP e os sistemas de financiamento estudantil são muitas.

Vamos ver agora como funciona o programa e como conseguir esse benefício.

Como funciona o PEP

Com o PEP, até 70% do curso pode ser pago somente depois da formatura. O prazo para quitar a dívida é igual à duração do curso financiado. Quer dizer: se você fez uma graduação que durou quatro anos, poderá ter até quatro anos depois de se formar para pagar esses 70%, em prestações mensais, sem juros.

Apesar de não cobrar juros, o PEP aplica correção monetária às parcelas, calculada de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Ainda assim, o PEP apresenta uma grande vantagem em relação a outros financiamentos.

É que para entrar no PEP o estudante não precisa apresentar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), nem se encaixar em requisitos de renda familiar.

Os alunos inscritos no PEP poderão aproveitar suas vantagens durante todo o curso. É importante saber que o programa só é valido para as graduações presenciais e, mesmo assim, nem todos os cursos podem ser parcelados (o curso de Medicina, por exemplo, não entra no PEP).

Somente alunos recém-ingressados na faculdade podem solicitar o PEP. Estudantes transferidos de outras instituições também podem contar com o benefício, desde que o solicitem no primeiro semestre de estudos na Anhanguera.

Quais são as modalidades do PEP

O PEP se divide em três modalidades: PEP 25, PEP 30 e PEP 50. Cada uma tem seu próprio regulamento e condições de parcelamento. Vale lembrar que as regras podem sofrer pequenas variações a cada semestre.

  • PEP 25: é aplicado a cursos de graduação com duração de até dois anos, caso de muitos cursos superiores de tecnologia (ou tecnólogos). Nos dois primeiros semestres, o aluno paga 25% do valor da mensalidade. Nos outros dois semestres, 35%. A dívida – chamada de saldo remanescente – do estudante com a Anhanguera começa a ser paga um mês depois da conclusão do curso. O valor de cada parcela será igual a 70% da mensalidade da época da formatura, e as parcelas se estendem até a quitação total do saldo.
  • PEP 30: a modalidade PEP 30 é aplicável a uma enorme lista de cursos dos graus de bacharelado, licenciatura e tecnológico. No primeiro ano, o aluno paga 30% das mensalidades. No segundo ano, 40%. No terceiro, 50%. A partir do quarto ano, até a conclusão do curso, o estudante paga 60% das mensalidades. O saldo remanescente começa a ser quitado no primeiro mês após a formatura, e o valor de cada parcela será o equivalente a 60% da mensalidade cobrada na época pelo curso.
  • PEP 50: a relação de cursos em que a PEP 50 pode se aplicar também é muito extensa e abrange todas as áreas do conhecimento. Nessa modalidade, a conta é mais fácil de fazer: durante todo o curso, até a sua conclusão, o aluno pagará metade das mensalidades. O saldo remanescente começa a ser pago depois do término do curso e o valor das parcelas também é de metade da mensalidade. De todas as três modalidades, o PEP 50 é o único que pede um fiador.

Como se inscrever no PEP

A inscrição no PEP é fácil, rápida e deve ser feita diretamente na Anhanguera. Todo aluno aprovado no processo seletivo já ganha o direito de solicitar sua adesão ao programa. Como já dissemos, não é necessário ter conta bancária.

O primeiro passo, portanto, é ser aprovado para estudar na Anhanguera. No momento da matrícula ao curso, o estudante deve dizer que tem interesse em participar do PEP. Então, o aluno será informado sobre a relação de documentos necessários para entrar no programa.

A documentação solicitada costuma seguir o padrão básico: documentos pessoais como RG, CPF, comprovante de residência, etc. Ou seja, não há nenhum documento complicado de conseguir para participar do PEP. No caso da PEP 50, é preciso apresentar também os documentos do fiador.

Como conseguir o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) para estudar na Anhanguera

O FIES é um programa do governo federal destinado a ampliar o acesso da população de baixa renda ao ensino superior. Vale apenas para cursos presenciais e abrange uma série de universidades privadas brasileiras, entre elas a Anhanguera.

Para participar do processo seletivo, que acontece duas vezes ao ano, é necessário cumprir os critérios de renda familiar e desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições são gratuitas e tudo é feito pela internet.

O FIES vem passando por uma série de modificações. Por isso, a cada semestre as regras de participação, a taxa de juros, as fases de pagamento e o percentual financiado podem mudar.

A partir de 2018, por exemplo, as parcelas da dívida podem ser descontadas diretamente do salário, assim que o estudante conseguir um emprego.

Para ter informações atualizadas sobre o FIES, o melhor mesmo é estar sempre atento ao site do programa, onde também é possível consultar as vagas disponíveis, as regras, o calendário e instruções para fazer a inscrição.

Veja também:

Saiba como é e como acontece o vestibular da Anhanguera

O que achou das possibilidades de financiamento da Anhanguera? Está interessado em algum curso específico? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin