dcsimg

Descubra como se inscrever no FIES e obter seu financiamento

Entenda tudo o que você precisa fazer para concorrer a um financiamento estudantil do FIES!

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) já beneficiou centenas de milhares de estudantes desde sua criação e continua abrindo mais vagas a cada semestre.

Para se candidatar, é preciso cumprir alguns requisitos e ficar atento a cada etapa da inscrição, do cadastro à contratação do financiamento. O programa é cheio de pequenos detalhes que podem fazer toda a diferença. Por isso, quanto mais informado você estiver, melhor.

Acompanhe nosso guia sobre o FIES e saiba mais sobre as exigências, o passo a passo da inscrição e como fazer para obter o financiamento. Além disso, também mostraremos algumas alternativas para quem não se encaixar no programa. Vamos lá?

Quem pode pedir o FIES?

Para pedir o FIES é necessário atender aos seguintes requisitos:

  • Obter um bom desempenho em qualquer edição do Enem a partir de 2010 (pelo menos 450 pontos na média das provas e não ter zerado a redação).
  • Ter renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

Quanto à questão da renda familiar, aqui vale uma explicação um pouco mais detalhada:

O FIES trabalha com três tipos de contrato, firmados de acordo com a renda do candidato e sua localização:

  1. Contrato com juro zero, destinado aos estudantes com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa.
  2. Contrato com juros de 3% ao ano, criado para atender aos alunos das regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste do país que tenham renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.
  3. Contrato voltado a quem tem renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa. A taxa de juros dessa modalidade ainda não foi definida.

Quanto custa se inscrever no FIES?

A inscrição no FIES é totalmente gratuita. O candidato não precisa pagar nada para se inscrever.

Como se inscrever no FIES

A inscrição para o FIES deve ser realizada por meio do site oficial do FIES Seleção.

Para se inscrever, o candidato deverá informar o CPF, data de nascimento e um endereço de e-mail válido.

Em seguida, deverá inserir os nomes dos componentes do grupo familiar maiores de 14 anos, bem como seus CPFs, datas de nascimento e renda bruta mensal.

O próximo passo é escolher a graduação que deseja financiar entre as opções disponíveis. É preciso selecionar o curso, a instituição de ensino, o campus e o turno. Então, é só confirmar a inscrição e ficar de olho nas notas de corte.

Durante o período de inscrições, o sistema de seleção do FIES publica, em tempo real, a nota do último candidato que conseguiria a vaga naquele momento do processo seletivo. Para que serve isso? Para você avaliar se teria ou não a probabilidade de ser selecionado com a sua pontuação do Enem. Você poderá mudar suas opções de quantas vezes quiser. Para a classificação final, vai valer a última escolha que salvou no sistema.

Como obter o financiamento do FIES

Quem consegue passar pelo processo seletivo do FIES precisa cumprir mais uma etapa para garantir o financiamento.

O primeiro passo é fazer o cadastro em outro sistema, o SisFIES.

Em seguida, o FIES estabelece um prazo para comprovar, na faculdade, todas as informações prestadas na inscrição. Isso inclui demonstrar a renda de todos os membros da sua família que moram na mesma casa que você e também levar documentos de identificação pessoal, como RG, CPF e certificado de conclusão do ensino médio. Não precisa levar o boletim do Enem, uma vez que o sistema do FIES é automático e computa a nota instantaneamente. A comprovação deverá ser feita na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), um departamento que cuida dos assuntos do FIES e existe em todas as faculdades participantes do programa.

Após obter o sinal verde da CPSA, é a hora de contratar o financiamento no banco. O FIES também define um prazo para essa etapa. A lista de documentos vai depender do tipo de contrato que você vai assinar e pode ser consultada no site do FIES.

Alternativas ao FIES

Nem todo mundo se enquadra nos requisitos do processo seletivo do FIES ou vence a acirrada concorrência por uma vaga. Isso não significa, no entanto, que você deva desistir do seu sonho de obter um diploma universitário.

O FIES não é o único tipo de financiamento estudantil disponível. Se você precisa de ajuda para bancar a faculdade, saiba que diversas faculdades particulares possuem seus próprios programas de crédito. Sugerimos que visite o site da instituição de ensino que deseja cursar e consulte as condições de contratação. Elas costumam ser parecidas com as do FIES (principalmente quanto a só começar a quitar a dívida depois da formatura), só que com muito menos exigências e questões burocráticas.

Além de financiamento estudantil, muitas faculdades também mantêm ou participam de programas de bolsas de estudo. Cada faculdade tem suas regras, mas há benefícios variados: bolsa do ProUni, por mérito acadêmico, descontos para quem paga em dia e muito mais.

Outra maneira de conseguir bolsa é acessando algum site especializado no assunto, como o Quero Bolsa e o Educa Mais Brasil. Ambos são muito parecidos: é só inserir o curso e a faculdade que você deseja cursar no campo de busca e conferir todas as bolsas disponíveis. Os descontos podem chegar a até 70% da mensalidade.

Faculdades que participam do FIES e trabalham com seus próprios programas de financiamento

Para participar do FIES, as faculdades devem ser bem avaliadas e reconhecidas pelo MEC. Isso garante a validade do diploma em todo o território nacional e também é uma maneira de assegurar que o curso tem boa qualidade.

Confira a seguir algumas faculdades que participam do FIES e ainda oferecem seus próprios financiamentos estudantis:

Veja também:

Documentos para o FIES

Está pensando em se candidatar ao FIES? Qual graduação deseja financiar? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin