dcsimg

Entenda quantos pontos precisa para passar no Enem

Veja o desempenho médio necessário para conseguir vaga nos principais cursos superiores que usam o Enem como forma de ingresso!

Passar em um dos processos seletivos que usam a nota do Enem não é moleza não. É preciso chegar na disputa uma boa pontuação nas provas e ficar de olho ligadíssimo nas notas de corte, que podem variar bastante no decorrer da seleção.

Por isso é tão importante chegar a esse momento sabendo mais ou menos de quantos pontos você vai precisar para conseguir aquela tão desejada vaga em uma faculdade pública ou particular por todo o país.

Descubra agora mesmo quantos pontos você precisa tirar para passar no Enem, quais são os processos seletivos que usam a nota do exame e algumas faculdades onde você pode estudar com tranquilidade e qualidade.

Pontos necessários para passar no Enem

A quantidade de pontos no Enem para conseguir vaga na faculdade depende do processo seletivo em que você for concorrer.

Nos mais disputados, a nota mínima para entrar pode ultrapassar os 800 pontos! Nos mais tranquilos, com cerca de 450 pontos na média das provas já dá para garantir uma vaga.

Tem processo seletivo para tudo quanto é gosto: para entrar na faculdade pública, para conseguir bolsa de estudos, tentar financiamento estudantil ou entrar direto na faculdade particular sem precisar fazer vestibular.

Vamos ver a seguir quantos pontos no Enem você precisa para passar em cada um deles:

Pontos necessários no Enem para entrar no Sisu

O Sisu é o um dos maiores processos seletivos do Brasil. Duas vezes por ano, no primeiro e no segundo semestre, milhões de alunos se inscrevem para concorrer a uma das mais de 200 mil vagas que são distribuídas anualmente em instituições públicas de todo o país.

E como você já deve imaginar, a disputa por um lugarzinho ao sol aqui é bem acirrada. Dependendo do curso escolhido, às vezes é preciso ter pontuação superior a 800 pontos!

Duvida? Então confira algumas médias de pontos do Sisu:

  • Administração – 550 a 700 pontos
  • Agronomia – 600 a 700 pontos
  • Arquitetura – 650 a 750 pontos
  • Biologia – 600 a 700 pontos
  • Ciências Contábeis – 600 a 700 pontos
  • Direito – 650 a 800 pontos
  • Educação Física – 600 a 700 pontos
  • Enfermagem – 600 a 730 pontos
  • Engenharia Civil – 700 a 800 pontos
  • Engenharia de Automação – 650 a 800 pontos
  • Engenharia de Computação – 650 a 800 pontos
  • Engenharia de Produção – 650 a 750 pontos
  • Engenharia Elétrica – 700 a 800 pontos
  • Engenharia Mecânica – 700 a 800 pontos
  • Engenharia Química – 650 a 800 pontos
  • Farmácia – 600 a 750 pontos
  • Gastronomia – 600 a 700 pontos
  • Gestão de Recursos Humanos – 600 a 680 pontos
  • Gestão Financeira – 550 a 650 pontos
  • História – 580 a 680 pontos
  • Jornalismo – 650 a 760 pontos
  • Letras – 580 a 680 pontos
  • Medicina – de 780 pontos para cima
  • Nutrição – 650 a 760 pontos
  • Odontologia – 650 a 800 pontos
  • Pedagogia – 600 a 730 pontos
  • Psicologia – 600 a 750 pontos
  • Química – 550 a 650 pontos

Pontos necessários no Enem para entrar no ProUni

Com o Programa Universidade para Todos, o ProUni, o candidato pode usar sua pontuação no Enem para concorrer a bolsas de estudos em diversas faculdades particulares por todo o Brasil.

O processo seletivo também é super disputado, então é bom chegar à corrida com um belo desempenho.

Mas nem tudo é pedreira. Como são milhares de bolsas todos os anos, é possível descolar vagas com a pontuação mínima exigida pelo programa, que é de 450 pontos nas provas e nota acima de zero na redação no Enem mais recente.

O ProUni é o único processo seletivo do Governo Federal que também distribui vagas em cursos a distância.

O programa é direcionado às pessoas que se encaixam em certos critérios de renda familiar e formação escolar determinados pelo Ministério da Educação (MEC).

A pontuação para entrar varia da seguinte forma:

  • Administração – 480 a 700 pontos
  • Agronomia – 550 a 650 pontos
  • Arquitetura – 550 a 720 pontos
  • Ciências Contábeis – 460 a 750 pontos
  • Comunicação Social – 500 a 680 pontos
  • Direito – 450 a 800 pontos
  • Educação Física – 460 a 680 pontos
  • Enfermagem – 540 a 700 pontos
  • Engenharia Aeronáutica – 650 a 750 pontos
  • Engenharia Civil – 580 a 750 pontos
  • Engenharia de Computação – 550 a 750 pontos
  • Engenharia de Produção – 500 a 650 pontos
  • Engenharia Elétrica – 600 a 740 pontos
  • Farmácia – 550 a 700 pontos
  • Física – 450 a 550 pontos
  • Gestão de Recursos Humanos – 460 a 680 pontos
  • Gestão Financeira – 450 a 550 pontos
  • História – 450 a 550 pontos
  • Jornalismo – 500 a 720 pontos
  • Letras – 450 a 680 pontos
  • Medicina – 700 a 820 pontos
  • Nutrição – 550 a 700 pontos
  • Odontologia – 600 a 760 pontos
  • Pedagogia – 450 a 680 pontos
  • Psicologia – 580 a 730 pontos
  • Química – 450 a 550 pontos
  • Radiologia – 450 a 550 pontos

O ProUni também abre inscrições duas vezes por ano, no primeiro e no segundo semestre.

Como você pode ver, a variação é grande. Dá até para encontrar pontuações diferentes na mesma faculdade – tudo depende do turno, do campus, da modalidade de concorrência e, claro, do desempenho dos candidatos que disputam a mesma vaga. Quer um exemplo? Em edição recente do ProUni, a nota de corte de Administração  no Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) de São Bernardo, no estado de São Paulo, foi de 571 pontos para o turno da manhã. Para o período noturno, na mesma unidade, foi de 589 pontos.

Pontos necessários no Enem para entrar no FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil ajuda a pagar a faculdade e a conta só chega depois da formatura, com um prazo longo para quitar a dívida e juros bem abaixo do valor de mercado.

Para participar do processo seletivo que distribui os financiamentos, é preciso apresentar desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação de qualquer Enem a partir de 2010. O programa também tem alguns requisitos de renda.

Dependendo do curso, a corrida por uma vaga pode ser bastante puxada.

Veja alguns exemplos:

  • Administração – 450 a 680 pontos
  • Análise a Desenvolvimento de Sistemas – 450 a 630 pontos
  • Arquitetura a Urbanismo – 600 a 700 pontos
  • Ciências Biológicas – 450 a 600 pontos
  • Ciências Econômicas – 500 a 650 pontos
  • Comunicação Social – Jornalismo – 560 a 700 pontos
  • Direito – 500 a 700 pontos
  • Educação Física – 450 a 630 pontos
  • Enfermagem – 450 a 680 pontos
  • Engenharia Civil – 550 a 700 pontos
  • Farmácia – 530 a 600 pontos
  • Gastronomia – 450 a 650 pontos
  • Gestão de Recursos Humanos – 450 a 630 pontos
  • Gestão Financeira – 450 a 600 pontos
  • Jornalismo – 530 a 570 pontos
  • Letras – 450 a 600 pontos
  • Medicina – 700 a 800 pontos
  • Nutrição – 550 a 700 pontos
  • Odontologia – 600 a 700 pontos
  • Pedagogia – 450 a 650 pontos
  • Psicologia – 600 a 700 pontos

O FIES abre inscrições duas vezes ao ano. Geralmente a seleção começa depois que se encerra o ProUni. Fique de olho.

No FIES encontramos o mesmo fenômeno observado no ProUni. Até mesmo dentro de um único campus as notas de corte podem variar. Foi o caso da Universidade Estácio de Sá (UNESA) de Belo Horizonte, Minas Gerais, na unidade do Prado. Para o período matutino, recentemente a nota de corte de Administração foi de 508 pontos. Já para o turno da noite, foi de 542 pontos

Pontos necessários no Enem para o ingresso direto

O ingresso direto é uma forma super prática de entrar na faculdade particular. Com ele, o candidato apresenta a nota no Enem e já pode fazer a matrícula, sem precisar fazer vestibular.

Basta, para isso, ter a pontuação necessária.

Geralmente as faculdades aceitam qualquer edição do Enem. O aluno só tem que apresentar o boletim de desempenho individual para garantir a vaga.

As notas mínimas necessárias variam bastante de acordo com a faculdade escolhida. Confira a pontuação junto à instituição onde você quer estudar.

Onde estudar com a nota do Enem

Independentemente do processo seletivo que você for disputar, o importante mesmo é garantir que irá tentar vaga em uma boa faculdade.

A instituição deve ser bem avaliada pelo MEC, ter uma unidade perto de você e oferecer infraestrutura de primeira. Isso vai garantir uma entrada triunfal no mercado de trabalho.

Para quem está de olho no ProUni, no FIES ou no ingresso direto, temos algumas sugestões de faculdades que se encaixam direitinho nesses critérios. Confira:

Veja também:

Descubra quem pode prestar o Enem

Vai tentar algum desses processos seletivos? O que achou das notas de corte? Conte para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin