dcsimg

Política no Brasil – Saiba Mais Sobre o Mensalão

Política no Brasil - Entenda mais sobre o escândalo da política brasileira, o caso Mensalão. Saiba quem são os envolvidos neste caso!

mensalão
Mensalão foi o nome dado ao escândalo de compra de votos dos parlamentares, que foi descoberto no primeiro mandato do Presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Já havia rumores de venda de votos dentro do parlamento, mas nada tinha sido comprovado. O esquema de compra de votos foi desmascarado em Junho de 2005 pelo então deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) em entrevista ao Jornal Folha de São Paulo.

Jefferson foi acusado de envolvimento em licitações fraudulentas, praticadas por funcionários dos Correios ligados ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), partido no qual o deputado era Presidente.

Antes de ser instaurada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para averiguar as licitações fraudulentas, Roberto Jefferson resolveu  denunciar o esquema do Mensalão.

A acusação do deputado foi que os deputados que faziam parte da aliança do Partido Trabalhista (PT) recebiam uma “mesada” de 30 mil reais para votarem a favor do governo. Os candidatos mensaleiros faziam parte dos seguintes partidos :

– Partido Liberal (PL);

– Partido Progressista (PP);

– Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB);

– Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Na acusação foi mostrado um núcleo que seria responsável pelo esquema de compra de votos e pelo suborno dos deputados. José Dirceu, na época Ministro da Casa Civil foi apontado como o chefe do esquema. O tesoureiro do esquema era Delúbio Soares (tesoureiro do Partido Trabalhista). Com dinheiro na mão, o grupo de mensaleiros também teriam saldado dívidas com o Partido e gastos das campanhas eleitorais passadas.

O publicitário e dono das agências, Marcus Valério Fernandes de Souza, que detinha os contratos de trabalho com os órgãos do governo, seria o operador do esquema Mensalão. Era ele o responsável por arrecadar o dinheiro junto com as empresas estatais e privadas e em bancos, através de empréstimos que nunca foram ressarcidos. A secretária de Valério, Fernanda Karina, testemunhou e confirmou o esquema apelidado de “valerioduto”.

dinheiro-mensalão

Outras figuras que eram de destaque no governo que estavam participando do esquema do mensalão :

– Jose Genoíno (Presidente do Partido Trabalhista);

– Sílvio Pereira (Secretário do Partido Trabalhista);

– João Paula Cunha (Presidente da Câmera dos Deputados);

– Luiz Gushiken (Ministro de Comunicações);

– Anderson Adauto (Ministro da Transporte);

– Antônio Palocci (Ministro da Fazenda).

Durante os interrogatórios à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Correios, todos os envolvidos no esquema foram afastados do cargo que ocupavam.

O Presidente Lula negou que soubesse do esquema do mensalão, o próprio Roberto Jefferson poupou o presidente das acusações. Enquanto os homens fortes do governo caíam, o presidente se manteve no cargo e ainda conquistou a reeleição em 2006.

Em agosto de 2007, mais de dois anos depois da acusação do deputado Jefferson, o Supremo Tribunal Ferderal (STF) acatou a denúncia feita pela Procuradoria Geral da República e abriu inquérito contra trinta e oito envolvidos no escândalo do Mensalão. Todos estão sendo acusados por lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva, formação de quadrilha entre outros crimes.

O julgamento do Mensalão se iniciou dia 2 de agosto de 2012, está em andamento e teve início a votação para condenação dos reús.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin