dcsimg

Quantas questões tem o Enem? Descubra

Entenda quantas questões tem o Enem, quantos pontos elas valem e como usar o desempenho no exame para turbinar sua carreira!

O que tem a ver o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) com a vida profissional? Hoje em dia, muita coisa. Muita mesmo!

É que o desempenho nessa prova (ou provas, já explicaremos tudo) é o passaporte para o ensino superior que, por sua vez, abre as portas para o mercado de trabalho.

Com a nota do Enem dá para conseguir bolsa de estudos, financiamento estudantil e até entrar na universidade sem precisar fazer o temido vestibular.

Mas será que precisa estudar muito para ir bem no exame? É difícil? O que cai na prova? Quantas questões tem o Enem?

Fique aqui com a gente que vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre o Enem para turbinar sua carreira. Confira!

Quem pode fazer o Enem?

Qualquer pessoa que tenha terminado ou esteja terminando o ensino médio pode fazer o Enem para entrar na faculdade. Basta se inscrever, pagar a taxa (caso não seja isento), comparecer nos dias de prova e aguardar o resultado.

Quem ainda estiver nos primeiros anos do ensino médio também pode fazer o Enem, mas apenas na condição de “treineiro”, para se familiarizar com o modelo das provas. O treineiro não poderá usar a nota do Enem para entrar na faculdade por um motivo muito simples: por lei, só quem concluiu o ensino médio pode se matricular em um curso superior.

O Enem é difícil?

O Enem testa os conhecimentos do participante sobre o conteúdo dos três anos do ensino médio. Aqui, vamos ser bem sinceros: pode ser difícil sim, principalmente se você já parou de estudar há um tempinho.

Mas nada que não dê para superar com um pouco de dedicação e revisão da matéria.

Quantas questões tem o Enem?

Antes que você se assuste, vamos explicar melhor como funciona o Enem.

Lembra que ele engloba as matérias do ensino médio? Pois bem, todas elas (Química, Geografia, Português, História, Física, Biologia, Matemática, etc.) estão agrupadas em quatro áreas do conhecimento:

  • Matemática
  • Ciências da Natureza
  • Linguagens e Códigos
  • Ciências Humanas

Cada uma dessas áreas tem 45 questões de assinalar, o que totaliza 180 questões. É uma verdadeira maratona, mas o exame é aplicado em dois dias, o que dá um certo respiro.

São duas áreas de conhecimento por dia de aplicação do Enem. Em um deles (no primeiro ou no segundo, depende do ano), acontece também a prova de Redação.

Como é a redação do Enem?

A redação é uma parte super importante do Enem por alguns motivos:

  1. Ela vale até 1.000 pontos, o que pode render um belo incremento na média geral.
  2. É o primeiro critério de desempate nos processos seletivos unificados que usam a nota do exame como critério de classificação (já vamos falar de todos eles).
  3. Quem zerar a redação não pode participar dos tais processos seletivos que mencionamos acima.

Se você for fazer o Enem, vale super a pena baixar o edital do exame e a cartilha que a organização do Enem publica todo ano para explicar a redação. Ali você vai encontrar um verdadeiro mapa da mina, com tudo o que precisa saber sobre o modelo solicitado, o que pode e o que não pode fazer, como é a correção, o que rende um zero na prova e até exemplos de redações nota mil para você se inspirar.

Quando sai o resultado do Enem?

Fazer o Enem é também um teste de paciência. Entre a última prova e a divulgação do resultado final passam-se em média dois meses.

O exame costuma ser aplicado entre o final de outubro e o início de novembro. O Boletim de Desempenho Individual, com a pontuação obtida em cada uma das quatro provas objetivas e redação, só é liberado lá pela metade de janeiro do ano seguinte.

E aí começa a corrida por uma vaga nos diversos processos seletivos que usam a nota do Enem. Entenda melhor a seguir.

O que fazer com a nota do Enem?

Chegamos, finalmente, à conexão entre o Enem e a sua carreira. Caso cumpra os demais requisitos de inscrição, com a nota do exame você vai poder:

Concorrer a uma vaga em universidade pública sem fazer vestibular

O caminho é participar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em mais de cem instituições públicas de ensino superior espalhadas pelo Brasil. Em algumas delas, inclusive, nem existe mais vestibular – só dá para entrar pelo Sisu. Tem vaga em tudo quanto é área do conhecimento e os requisitos de participação são muito simples: ter feito o Enem mais recente sem ter zerado a redação. A concorrência, no entanto, pode ser bem cruel, principalmente em cursos como Medicina, algumas Engenharias e Direito. O Sisu acontece duas vezes por ano.

Tentar uma bolsa de estudos bancada pelo governo federal

Para participar do processo seletivo do Programa Universidade para Todos (ProUni) é preciso ter feito o Enem mais recente e se encaixar em critérios de desempenho no exame, renda familiar e escolaridade. As inscrições abrem logo após o encerramento do Sisu.

Financiar os estudos com a ajuda do governo federal

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) usa a nota do Enem para classificar candidatos a um super benefício: receber ajuda para pagar a faculdade agora e só começar a quitar a dívida depois de se formar. O FIES abre inscrições logo após o encerramento do ProUni. Os requisitos de participação envolvem renda familiar e desempenho no Enem.

Entrar direto em uma boa faculdade particular

Deixamos a cereja do bolo para o final. Com a nota do Enem dá para entrar direto em uma boa faculdade, basta ter o desempenho solicitado e fazer a matrícula. Cada instituição tem suas próprias regras, mas no geral o processo é super simples e sem burocracia. Centenas e centenas de faculdades oferecem essa forma de ingresso.

E para você não se perder em meio a tantas opções (nem investir seu tempo e dinheiro em uma furada), a gente fez uma seleção de faculdades de primeira linha onde você pode usar seu desempenho no Enem. Confira!

Faculdades que aceitam o Enem 2017

Escolhemos a dedo algumas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que aceitam a nota do Enem. Todas elas participam do ProUni e do FIES, além de terem seus próprios programas de vantagens para facilitar a vida financeira dos estudantes: convênios, financiamentos facilitados, parcelamento das mensalidades, bolsas de estudos e descontos variados.

Juntas, cobrem todos os estados brasileiros e oferecem cursos em todas as áreas do conhecimento.

Dê uma olhada:

Veja também:

Descubra qual é a nota mínima para passar no Enem

Enem, prova

O que achou do Enem? Vai encarar o exame para tentar entrar na faculdade? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin