dcsimg

Quem tem FIES pode participar do Sisu? Descubra

Entenda se quem já usa o benefício do FIES pode concorrer a uma vaga no Sistema de Seleção Unificada, o Sisu!

Quem está tentando entrar em uma universidade no Brasil precisa ficar de olho em tanto programa e sigla que às vezes a cabeça dá um nó!

É Enem, Sisu, MEC, ProUni, FIES… uma verdadeira sopa de letrinhas. E todas essas siglas estão relacionadas de alguma forma às universidades: tem prova, bolsa de estudos, processo seletivo, financiamento, órgão do governo e por aí vai.

Uma dúvida bem recorrente envolve duas dessas siglas: FIES e Sisu. Vamos entender melhor:

O FIES é o Fundo de Financiamento Estudantil, um programa do governo federal que facilita o ingresso de estudantes de baixa renda no ensino superior privado. As condições do financiamento são facilitadas e a dívida só começa a ser paga após a formatura. Os candidatos ao benefício precisam passar por um processo seletivo e são classificados de acordo com o desempenho no Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio – olha a sigla aí!

Já o Sisu é Sistema de Seleção Unificada, que oferece vagas em universidades públicas. Os candidatos também são classificados a partir da nota do Enem. O processo é totalmente informatizado.

A questão é: se eu já tiver o financiamento do FIES e quiser tentar uma vaga em universidade pública vou poder participar do Sisu? E se eu quiser tentar os dois processos seletivos ao mesmo tempo para aumentar as chances de entrar na faculdade, dá para fazer isso? Entenda melhor a seguir!

Quem já tem o FIES pode participar do Sisu?

O primeiro passo, aqui, é entender os critérios de participação de cada programa, para saber se você vai se encaixar nos requisitos de participação.

Vamos lá: para participar do FIES, o candidato precisa atender a determinados critérios de renda e ter feito alguma edição do Enem a partir de 2010, apresentando pontuação de pelo menos 450 pontos e não ter zerado a redação.

Para concorrer a uma vaga em faculdade pública pelo Sisu não é necessário comprovar renda, então já pode riscar essa exigência da lista. O único critério é ter feito a edição mais recente do Enem sem ter zerado a redação.

Então, se você cumpre os requisitos, nada o impede de participar dos dois processos seletivos.

O detalhe aqui é que geralmente a competição do Sisu é maior que a do FIES, e a nota necessária para passar em um curso numa universidade pública pode ser mais alta.

Se mesmo assim você conseguiu ser aprovado no Sisu, parabéns! Vamos então à maior questão: é possível manter o financiamento do FIES e cursar uma universidade pública?

Tanto o site do FIES quanto o do Sisu são vagos ao tratar da matéria. No site do Sisu, há apenas uma disposição que afirma: “O candidato matriculado em instituição de ensino superior pode concorrer no processo seletivo desta edição do Sisu (…) caso tenha feito o Enem mais recente. Mas o estudante de graduação não pode ocupar duas vagas simultaneamente em instituições públicas de educação superior, conforme estabelece a Lei. Nº 12.089, de 11 de novembro de 2009. ”

A pergunta aqui é: por que você seguiria com os dois cursos – um que vai gerar uma dívida de financiamento lá na frente e outro gratuito? Você tem condições de se dedicar de verdade às duas graduações? Reflita se não seria mais vantajoso para você se concentrar em apenas uma opção!

Posso me desligar do FIES para fazer o Sisu?

Se a sua ideia é cancelar o FIES, se livrar do financiamento e fazer só a universidade pública, sim, isso é possível.

No entanto, tudo vai depender do ano em que você assinou o contrato do FIES e a fase de pagamento em que você se encontra (se ainda está matriculado no curso financiado, já se formou ou se está na época de pagar as parcelas de amortização da dívida).

O FIES vem passando por diversas mudanças ao longo dos anos, portanto a época em que você assinou o contrato vai determinar quais são as regras de cancelamento.

Você pode obter informações detalhadas sobre as regras de cancelamento de seu contrato na agência bancária onde assinou o financiamento ou na faculdade onde financiou o curso.

Vale um lembrete: o cancelamento pode envolver encargos e encerrar o contrato não significa que você está automaticamente livre de cumprir compromissos financeiros. Leve isso em consideração!

Como se inscrever no FIES?

As inscrições para o processo seletivo do FIES são gratuitas e acontecem duas vezes por ano.

No prazo determinado pelo Ministério da Educação (MEC), acesse o site do FIES Seleção, informe os dados solicitados, escolha entre as vagas disponíveis o curso que pretende financiar e não se esqueça de confirmar todos os dados.

Se você for pré-selecionado, deverá se cadastrar em outro sistema, o SisFIES. Em seguida, terá que comparecer à faculdade para comprovar as informações prestadas na inscrição e, em seguida, levar mais uma série de documentos ao banco para assinar o contrato de financiamento.

Lembre-se: é preciso que ficar de olho nos prazos para a entrega de documentos, tanto na faculdade como no banco. Se você perder as datas, sua inscrição será cancelada e a vaga vai para o próximo classificado da fila.

Como se inscrever no Sisu?

A inscrição para o Sisu também é gratuita, feita pela internet. No período determinado pelo MEC, basta entrar no site do Sisu, inserir seus dados do Enem mais recente (número de inscrição e senha de acesso) e seguir com o preenchimento das opções mostradas na tela. Você poderá escolher até duas opções de vaga, em combinações de universidade, campus, curso e turno.

A classificação é feita a partir da nota do Enem dos candidatos que selecionaram as mesmas opções (de universidade, curso, turno, etc.). Caso seja pré-selecionado, tudo o que o estudante precisa fazer é levar os documentos até a faculdade para fazer a matrícula.

Universidades que participam do Sisu

O número de universidades públicas participantes do Sisu já ultrapassou a casa da centena. Há opções em todas as regiões do Brasil. Algumas instituições usam apenas o Sisu para selecionar seus alunos, enquanto outras aplicam o vestibular e destinam algumas vagas para acesso via Sisu, como é o caso da Universidade de São Paulo (USP).

Nas federais de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, por exemplo, só dá para ingressar pelo Sisu. Na de Santa Catarina, o modelo é misto (Sisu + Vestibular).

Como o Sisu acontece todo semestre, o ideal é consultar a lista de faculdades participantes daquela edição que você pretende disputar. A consulta à lista de universidades, assim como a de cursos e quantidade de vagas em cada local, é gratuita e fica disponível no site do Sisu durante o período de inscrições.

Faculdades que aceitam o FIES

Para participar do FIES, as faculdades particulares devem ser bem avaliadas e reconhecidas pelo MEC.

A lista de instituições participantes e os cursos que elas oferecem pode variar de acordo com a edição do programa. Confira algumas que costumam ter vagas do FIES:

Veja também:

ProUni e FIES juntos

E aí? Pretende fazer uma faculdade privada com o FIES ou vai tentar uma vaga no Sisu? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin