dcsimg

Quanto ganha um Químico?

Você sabe quanto ganha um Químico? Conheça mais sobre a profissão, o mercado de trabalho e a média salarial!

Quanto ganha um químico?

O Químico é o profissional que estuda a composição e a transformação da matéria e propõe uma aplicação prática dessas substâncias para solucionar algum problema da sociedade, que pode ser desde a criação de uma tinta de parede sem cheiro até embalagens que preservem melhor os alimentos.

Existe um amplo mercado de atuação para quem se forma em Química, com boa oferta de emprego em indústrias, centros de pesquisa, escolas, universidades, consultorias e muito mais.

É uma área em constante evolução, que demanda dinamismo e agilidade dos seus profissionais, além de qualificação constante.

Qual o salário médio do Químico ?

Em um levantamento recente feito pela Revista Exame com a consultoria Catho, a profissão de Químico está entre as mais bem remuneradas da área, perdendo apenas para a Engenharia Química e a Química Industrial.

A pesquisa revelou que os vencimentos médios de um químico ficam em R$ 2.981, com uma curiosidade inesperada: as mulheres ganham mais!

No comparativo, a média salarial das mulheres é quase o dobro dos homens. Veja a diferença:

  • Mulheres: R$ 4.374
  • Homens: R$ 2.217

O que explica essa diferença? A Química vem se tornando uma área equilibrada em termos de gênero. Como as mulheres têm se dedicado mais à formação contínua, acabam encontrando oportunidades de trabalho em cargos de maior responsabilidade.

Outro dado interessante da pesquisa: o Químico Industrial aparece em segundo lugar na lista dos cargos com melhor remuneração. O vencimento médio para este grupo é de R$ 3.109.

Já no cenário nacional geral, um Químico recebe entre R$ 2.000 e R$ 5.000 – valores que mudam de acordo com o tempo de serviço e local de trabalho.

Nas indústrias de grande porte (farmacêutica, bebidas, materiais, tintas e vernizes etc.) é possível encontrar vagas para Químicos com salários entre R$ 4.600 até R$ 10.000.

Já as empresas públicas, como as de água e saneamento ou de energia, tem oferecido salários entre R$ 5.800 e R$ 8.000. Os concursos públicos são uma importante fonte de empregos para os Químicos que desejam trabalhar com pesquisa, desenvolvimento e docência. Universidades, institutos de pesquisa, Petrobras e prefeituras são os maiores contratantes e têm constante demanda por esses profissionais. Os valores vão de R$ 3.000 a R$ 6.000, sem contar os benefícios e a estabilidade.

Precisa de diploma para trabalhar como Químico?

A profissão de Químico é reconhecida no Brasil desde 1934 e a regulamentação da carreira veio nove anos depois, em 1943.

Para atuar como Químico é obrigatório possuir diploma, que deve ser devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), em curso de graduação superior em Química, Química Industrial ou Química com atribuições tecnológicas. O profissional também deve obter o registro em seu respectivo Conselho de Classe.

Onde estão os melhores salários para o Químico?

De maneira geral, o Químico tem um grande campo de atuação, sendo a indústria a principal empregadora. O parque industrial brasileiro está sempre em busca de profissionais qualificados, independentemente do cenário econômico.

Os mercados mais lucrativos para o Químico são:

1. Petróleo

A indústria petrolífera é uma das que pagam os melhores salários no Brasil. O Químico está presente em todas as etapas da obtenção do petróleo, da extração ao refino.

2. Indústrias

Na indústria, o profissional pode trabalhar na supervisão, análise e controle de qualidade de produtos, fazer vistoria, avaliação e análise de processos químicos diversos. Dependendo da especialização e experiência, pode alcançar cargos de diretoria.

3. Meio Ambiente

As transformações ambientais e a urgência na busca por processos industriais mais sustentáveis também geram novas oportunidades para os Químicos, que encontram emprego em institutos de pesquisa e desenvolvimento de soluções para o meio ambiente, gestão de resíduos e reciclagem.

4. Universidades e centros de pesquisa

Outro caminho para o químico é a carreira acadêmica. Por se tratar de uma disciplina obrigatória nos ensinos fundamental e médio, a educação ainda é o mercado que mais absorve profissionais dessa área. Professores universitários, com mestrado e doutorado, podem alcançar melhores rendimentos.

Vale lembrar que ser um Químico bem sucedido exige um certo grau de especialização. Isso significa apostar em formação de alto nível, como mestrados e doutorados.

Como se tornar um Químico?

Os cursos de Química têm duração média de quatro anos e são oferecidos nas habilitações de bacharelado e licenciatura. Algumas faculdades dispõem também do curso na modalidade a distância e tecnológicos. É uma graduação comum à maioria das universidades públicas e privadas.

Veja algumas opções:

  • Bacharelado em Química: tem duração média de quatro anos e capacita o profissional a atuar no setor produtivo, com foco na atividade industrial e de transformação. O aluno é estimulado a criar novas substâncias, melhorar processos industriais e elaborar pesquisas em fontes alternativas de energia.
  • Licenciatura em Química: dura em média quatro anos e tem foco na formação de professores para o ensino fundamental e médio. Com pós-graduação, o licenciado pode também atuar como professor universitário. A licenciatura também é oferecida na modalidade a distância, com duração média de 3 anos. A licenciatura em Química EAD tem o reconhecimento do MEC e o diploma vale tanto quanto o presencial.
  • Cursos de Tecnólogo: duram em média dois anos e preparam o profissional para atuar áreas bem específicas ligadas à indústria Química, como por exemplo: Polímeros, Petróleo e Celulose, Biocombustíveis e Produção Sucroalcooleira. São cursos superiores com alto índice de empregabilidade.

Entre as principais universidades reconhecidas pelo MEC que oferecem cursos de Química, podemos citar:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

Veja também:

Qual a diferença entre Química e Engenharia Química?

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin