Conheça o curso de cuidador de idosos e veja como se tornar um

Veja porque é importante obter uma formação superior na área para exercer a profissão de cuidador de idosos!

Em apenas seis anos, entre 2012 e 2018, a população de pessoas com mais de 65 anos no Brasil cresceu impressionantes 26%.

A estimativa é que até 2030 o país terá a quinta maior população de idosos do planeta.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê ainda que até 2050 os idosos vão compor um quinto da população mundial, ou seja: dois bilhões de pessoas!

A pergunta que fica é: como vamos cuidar de tanta gente?

Não é por acaso que está crescendo rapidamente o número de profissionais especializados na área.

A seguir, conheça o curso de cuidador de idosos e veja como se tornar um!

O curso de cuidador de idosos

Pense que num futuro bem próximo o Brasil terá mais idosos que crianças no total da sua população.

Portanto, é natural que a procura por cuidadores suba bastante – como já vem acontecendo.

Existem diversos cursos que formam profissionais habilitados a entender e cuidar das principais necessidades dessa população – mas só dois são 100% focados nessa atividade.

Para facilitar, a gente vai dividir os cursos em grau de formação: técnicos, superiores e de pós-graduação.

O motivo para isso é a ampla demanda no mercado de trabalho para profissionais mais qualificados.

Entenda melhor a seguir.

Cursos rápidos de cuidador de idoso

Na prática, não é necessário ter curso de nível superior para ser cuidador de idosos.

Quem estiver com pouco tempo à disposição pode optar por uma formação mais rápida e focada, de nível médio.

Tem duas boas opções à mão:

Técnico em Cuidados de Idosos – Com um ano e meio de duração, prepara o profissional para auxiliar na rotina do idoso: tratamentos, higiene, atividades ocupacionais.

Técnico em Enfermagem – Também com um ano e meio de duração, forma profissionais que prestam ajuda na administração de medicamentos, banhos, verificação de sinais vitais e na reabilitação de doenças.

Os cursos técnicos podem ser encontrados em centros de formação profissionalizante por todo o país.

Curso superior para quem quer trabalhar como cuidador de idoso

Os cursos superiores são os mais recomendados para quem quer trabalhar com cuidado de idosos.

O principal motivo é a demanda de mercado. Profissionais mais qualificados são preferidos pelos principais empregadores, que são as clínicas e os hospitais especializados.

Também cresce a preferência por esses profissionais entre as empresas que oferecem serviços de atendimento em domicílio.

O curso mais indicado para quem quer trabalhar com cuidados ao idoso é o de Gerontologia, porque trata especificamente do tema.

O curso aborda o processo de envelhecimento do ser humano e discute todas as formas de oferecer qualidade de vida ao idoso por meio de atividades físicas, tratamentos de saúde, integração, etc.

Dá para optar pela formação em grau de tecnologia ou bacharelado.

O de tecnologia é mais curto, com duração média de 2,5 anos, e ainda pode ser feito a distância. Está disponível em apenas quatro faculdades – mas, por ser EAD, pode ser encontrado num número infinitamente maior de polos de apoio pelo Brasil.

O de bacharelado tem quatro anos e está disponível apenas no formato presencial. É oferecido por três faculdades pelo Brasil, sendo duas delas na rede pública (veja a relação completa no final deste texto).

Embora o número de instituições seja reduzido, Gerontologia abre aproximadamente 9 mil vagas por ano – grande maioria nos cursos a distância.

Ambos os formatos são reconhecidos pelo MEC e rendem diploma de nível superior.

Mais cursos superiores para quem quer ser cuidador de idoso

Se não tiver a formação em Gerontologia na sua cidade, dá para optar por outras formações de nível superior que permitem atuar na área.

Conheça:

Enfermagem – Outra graduação muito recomendada para quem quer trabalhar com o cuidado ao idoso e que conta com grande popularidade no país.

O curso é oferecido em grau de bacharelado e tem, em média, cinco anos de duração.

Forma profissionais aptos a prestarem apoio em serviços médicos – o que inclui o cuidado aos mais velhos, especialmente os que têm saúde delicada.

A graduação em Enfermagem pode ser encontrada em mais de 850 instituições de ensino pelo Brasil. Algumas já oferecem o curso na modalidade semipresencial, que mistura aulas presenciais e a distância.

Além de cuidar de idoso, os enfermeiros encontram facilmente trabalho em clínicas e hospitais por todo o país.

Fisioterapia – O fisioterapeuta é responsável por aplicar tratamentos físicos a pessoas com problemas motores ou psicomotores.

A graduação, com cinco anos de duração, é fácil de ser encontrada nas principais faculdades.

É uma boa formação para trabalhar com idoso, mas, nesse caso é recomendável que o profissional busque uma especialização ao final da graduação.

Terapia Ocupacional – Outro curso bastante interessante para quem quer trabalhar com idosos, Terapia Ocupacional ensina a promover ações terapêuticas para quem sofre com alterações motoras, cognitivas e físicas que dificultam as atividades diárias.

O curso dura quatro anos e pode ser encontrado em cerca de 40 faculdades pelo país.

É recomendável para quem busca trabalhar em clínicas e espaços que acolhem idosos, por exemplo, lidando com pessoas que não exigem cuidados médicos mais apurados.

Cursos de pós-graduação de cuidador de idoso

Quem já é formado em qualquer curso de nível superior pode optar por uma pós-graduação em Gerontologia.

Isso vai ajudar a entender ainda mais as rotinas e os cuidados necessários e dar um gás na carreira.

As pós-graduações podem ser feitas presencialmente ou a distância e têm duração aproximada de um ano e meio.

Dá para encontrá-las com mais facilidade nas faculdades privadas.

Onde fazer um curso de cuidador de idoso

Se você está pensando em fazer o curso superior de Gerontologia, vai encontrá-lo apenas nessas faculdades:

  • Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI)
  • Universidade de São Paulo (USP)
  • Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR)
  • Centro Universitário Claretiano (CEUCLAR)
  • Centro Universitário Unirb (UNIRB)
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA)
  • Centro Universitário Internacional (UNINTER)

Já os demais, incluindo Enfermagem, Terapia Ocupacional e Fisioterapia, podem ser encontrados em diversas outras faculdades.

A gente destaca algumas boas instituições onde você pode tentar sua vaga:

Veja também:

Saiba mais sobre o curso de Gestão Hospitalar

Na sua opinião, qual melhor curso para quem quer ser cuidador de idosos? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin