dcsimg

Descubra quantos anos leva a faculdade de Gastronomia

Pensando em cursar uma faculdade de Gastronomia? A duração do curso depende de cada faculdade, portanto dependerá da sua escolha. Saiba mais.

De alguns anos para cá, nota-se um grande aumento na procura e interesse por cursos de formação de áreas ligadas ao universo da Gastronomia. Seja pela valorização da profissão de chef de cozinha, seja pelo mercado de restaurantes cada vez mais efervescente nas grandes capitais, a graduação de gastronomia possui cerca de e 30 mil estudantes matriculados atualmente, de acordo com o Censo da Educação Superior de 2017 e 2018.

Ao escolher um curso de gastronomia é importante ter atenção a um detalhe: esta formação está disponível em diferentes graus e formatos de curso, além das várias abordagens, eles possuem também uma carga horária diferente entre as opções.

Duração do curso de Gastronomia

Há dois formatos possíveis de cursos de gastronomia: o bacharelado e o tecnológico. Os cursos conhecidos como tecnológicos são mais abrangentes e também mais rápidos. Seu principal foco é a prática profissional. Nessa formação, o aluno aprende sobre as principais técnicas de preparação de alimentos e também a gerir empreendimentos na área, como bares e restaurantes.

Os cursos tecnológicos possuem uma carga horária mínima de cerca de 1.800 horas, o que significa que a graduação pode ser concluída em cerca de dois anos.

Os bacharelados, por sua vez, são cursos mais amplos e, por isso, também, mais longos. Além de técnicas de cozinha e preparo de alimentos, os estudantes de bacharelado em gastronomia também estudam disciplinas voltadas à gestão de negócios na área gastronômica. Esses cursos, em geral, tem carga horária variada de instituição para instituição, e duração média de 2.400 a 3.000 horas, equivalente a cerca de três anos e meio a quatro anos de estudos.

De forma geral, o curso de gastronomia tem caráter prático, com aulas e atividades em cozinhas industriais. Tudo isso para que o aluno aprenda técnicas de preparo e montagem de pratos, harmonização de bebidas, produção de sobremesas, preparação de eventos gastronômicos, por exemplo.

Além disso, o aluno também tem aulas de administração de empresas e gestão para se capacitar a abrir e manter um negócio no setor.

O mercado de trabalho para quem estuda gastronomia

O estudante formado em gastronomia encontrará um mercado de trabalho efervescente, com diversas opções e possibilidades de atuação. Este profissional pode optar por trabalhar como chef de cozinha, por exemplo, concebendo e preparando os pratos de um restaurante. Dentro desse universo, ao contrário do que muitos pensam, também há caminhos de especialização: há o profissional especializado em pratos doces, ou em carnes, ou em determinado tipo de cozinha. Também há aquele que é responsável pela finalização dos pratos.

Mas as opções não param por aí. O profissional formado em gastronomia pode trabalhar em restaurantes, mas fora da cozinha, com o atendimento do salão, treinando, capacitando e gerindo uma equipe de garçons, por exemplo.

Também há a opção de atuar com a administração e um restaurante, no setor administrativo e de comprar, por exemplo. A formação de gastronomia prepara o estudante para todas essas possibilidades.

Faculdades de Gastronomia reconhecidas pelo MEC

Somente no Brasil há inúmeras opções de faculdades oferecendo cursos de graduação -bacharelado e técnicos em gastronomia. A maioria dessas instituições pertence a rede particular.

Antes de optar entre uma faculdade ou outra, é muito importante que o estudante verifique o currículo do curso de seu interesse, para evitar futuras frustrações, caso a grade do curso não corresponda a sua expectativa.

Além disso, outro detalhe de grande importância é que o aluno deve verificar se o curso pretendido é validado e credenciado pelo Ministério da Educação. Pois sem esse reconhecimento, o diploma emitido pela instituição não terá validade no mercado de trabalho.

Confira algumas opções de boas faculdades com cursos de gastronomia bem avaliados pelo MInistério:

Curso de Gastronomia a distância

Uma boa alternativa para aqueles que desejam ter mais liberdade na rotina de estudos, e querem conciliar os estudos com outras atividades são os cursos na modalidade a distância. A graduação de gastronomia está disponível ao estudante na formação de tecnológico.

No curso a distância, o currículo e o programa de aulas é equivalente aos cursos presenciais. A diferença é que as aulas teóricas são previamente gravadas pelos professores e assistidas online, e o aluno recebe todo suporte que necessitar -para tirar dúvidas ou aprofundar conhecimentos- também de forma online.

As aulas práticas, por sua natureza, são realizadas na cozinha industrial e precisam ser feitas presencialmente, com professores, tutores e alunos colocando a mão na massa. Nessas aulas, o estudante aprenderá técnicas de cozinha e outros recursos indispensáveis ao dia a dia em um restaurante.

Ps cursos a distância não são mais fáceis de cursar, como muitos podem pensar. Assim como os presenciais, eles também são regulamentados pelo Ministério da Educação, e tem cargas horárias de aulas mínimas definidas pelo órgão. Assim, o curso de Gastronomia à distância tem as mesmas 1.800 horas de aula, ou pelo menos dois anos de estudos.

A opção ainda é oferecida por poucas faculdades no Brasil, como a Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL), por exemplo. O aluno que cursa Gastronomia à distância em uma instituição reconhecida pelo MEC finaliza sua formação com um diploma reconhecido no mercado de trabalho.

Veja também:

Saiba o que se estuda em Gastronomia

Interessado em fazer da gastronomia sua profissão? Então conta pra gente qual seu objetivo profissional e em qual faculdade você gostaria de estudar!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin