dcsimg

Saiba quais serão as faculdades do futuro

Ao escolher qual curso superior fazer, é preciso levar diversos fatores em consideração. Além de nossas habilidades e preferências, devemos também pensar nas possibilidades futuras da área de estudos escolhida. 

De acordo com um estudo encomendado pela Dell Technologies ao IFTF (Institute For The Future), 85% dos trabalhos que existirão no ano de 2030 ainda não foram criados. Isso não significa que os cursos e carreiras disponíveis hoje serão irrelevantes, mas que o mercado mudará de maneira cada vez mais rápida.

Portanto, mais importante do que o curso feito na faculdade, será a capacidade de adaptação e atualização dos profissionais. Hoje, já é difícil imaginar o que um profissional recém-formado estará fazendo daqui a dez anos. Imagine, então, daqui a duas ou três décadas!

Por outro lado, é possível apontar algumas áreas que, ao que tudo indica, darão ao profissional ótimas chances de caminhar rumo a esses empregos e especializações do futuro. 

Novas profissões

O Mapa do Ensino Superior no Brasil, realizado pelo Semesp (Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino superior no Estado de São Paulo), aponta algumas carreiras que devem surgir ou ganhar mais espaço nos próximos anos:

  • Agricultor digital
  • Agricultor urbano
  • Gestor de inovações em inteligência artificial
  • Gestor de resíduos
  • Desenvolvedor de material educacional online
  • Especialista em impressão 3D
  • Engenheiro climático
  • Técnico de manutenção de robôs

Perceba que, na lista do Semesp, estão profissões ligadas às áreas de Agronegócio, Engenharia da Computação, Tecnologia da Informação, Engenharia Ambiental e Educação. 

Então, todas essas áreas continuarão existindo, mas seus profissionais provavelmente trabalharão com mais recursos tecnológicos do que conhecemos hoje.

O agricultor digital, por exemplo, pode ser um técnico da área de Agricultura ou um bacharel em Agronegócio que se especialize no uso de ferramentas e aplicações digitais (como drones e aplicativos de celular) para gerenciar e melhorar os processos de cultivo. 

Já o desenvolvedor de material educacional online pode ser um pedagogo ou um educador que cursou licenciatura em alguma disciplina, como Português ou Matemática. 

Em vez de desenvolver apostilas e livros didáticos em papel, esse especialista criará materiais para plataformas de ensino digitais, como as que são usadas em cursos a distância. Essa, aliás, é uma área que já existe e está em plena expansão, com o nome de “design instrucional”.

Tecnologia da Informação

Como você já deve ter percebido, muitas das profissões do futuro estão ligadas à computação. Faz todo o sentido, já que os equipamentos e recursos de informática têm revolucionado a maneira como todos trabalham e interagem.

Hoje, um dos campos mais promissores é o de gestão e análise de big data (grandes volumes de dados). 

O especialista na área precisa transitar entre o mundo dos negócios e o da tecnologia. Ele trabalha com a crescente quantidade de dados disponíveis com o objetivo de extrair informações que orientem a tomada de decisão nas organizações.

Não existe um único caminho para se tornar um profissional da área. É possível fazer, por exemplo, um dos seguintes cursos superiores:

  • Ciência da Computação (bacharelado)
  • Engenharia da Computação (bacharelado)
  • Gestão da Tecnologia da Informação (bacharelado)
  • Sistemas de Informação (bacharelado)
  • Gestão da Tecnologia da Informação (grau tecnológico)
  • Sistemas para Internet (grau tecnológico)

Esses cursos estão disponíveis em universidades públicas e privadas em todo o Brasil. Uma delas é a Universidade Anhanguera, reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação) e autorizada a oferecer cursos superiores nas modalidades presencial e a distância.

Meio ambiente

Como vimos, outra área promissora é a de gestão de iniciativas de proteção ambiental e manejo de lixo e resíduos. A crescente preocupação com sustentabilidade tem levado muitas empresas e organizações a investirem no setor.

Entre os cursos superiores da área estão o bacharelado em Engenharia Ambiental e a graduação tecnológica em Gestão Ambiental. Ambos estão disponíveis, por exemplo, na Universidade Cruzeiro do Sul.

Saúde

Também não podemos deixar de lado as formações da área de Saúde. Medicina, Enfermagem, Odontologia, Veterinária e Biomedicina são cursos que provavelmente continuarão com altas taxas de empregabilidade. É claro que, com o tempo, recursos tecnológicos serão cada vez mais usados no dia a dia dessas profissões.

Dentro da Medicina e da Enfermagem, um setor que deve crescer muito é o de Gerontologia, voltado aos cuidados com idosos. Com o crescente envelhecimento da população, cada vez mais precisaremos de profissionais dedicados a essa faixa etária.

Onde estudar

Existem boas universidades públicas e particulares que oferecem cursos superiores nas áreas consideradas mais promissoras. Ao escolher uma instituição, verifique se ela é reconhecida e bem avaliada pelo MEC, como estas:

Ao optar por uma faculdade reconhecida pelo MEC, você terá a garantia de que seu diploma será aceito em todo o país. Acesse o site da instituição de seu interesse, verifique os cursos disponíveis e entre em contato para saber mais.

Se o valor da mensalidade pesar no seu bolso, pergunte à instituição sobre programas de bolsas, financiamentos e descontos. Conseguir um diploma de curso superior pode custar muito menos do que você imagina.

Leia também:

Confira 4 profissões em alta na área da saúde

Conheça 8 cursos para quem gosta de tecnologia

Em que área você gostaria de trabalhar? Já sabe que curso superior deseja fazer? Conte para a gente nos comentários.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin