dcsimg

Veja quanto custa a mensalidade da faculdade de Gastronomia

Aqui você fica sabendo quanto vai precisar pagar por mês para conquistar o sonho de estudar Gastronomia!

Gastronomia é um dos cursos mais quentes do momento, ninguém pode negar.

Disponível em mais de 150 instituições de ensino pelo Brasil, está formando profissionais de primeira linha que irão assumir as cozinhas dos principais restaurantes do país.

Aliás, é justamente essa profissionalização e a alta concorrência do setor que estão fazendo com que o mercado busque profissionais mais bem preparados, antenados com as tendências internacionais e com uma boa visão de negócio.

Não é por acaso que mais e mais pessoas estão recorrendo às faculdades de Gastronomia.

Mas quanto será que custa se formar nessa área? Você tem ideia dos valores das mensalidades?

Para ajudar a resolver essa questão, a gente traz a seguir uma relação com as mensalidades de diversas faculdades de Gastronomia pelo Brasil – tanto na modalidade presencial quanto a distância.

Confira!

Mensalidades da faculdade de Gastronomia

Gastronomia não é exatamente um curso barato – e o motivo para isso é muito simples: essa é uma graduação para colocar a mão na massa – literalmente! Os alunos precisam encarar muitas e muitas horas em cozinhas–laboratório das faculdades, aprendendo as principais técnicas de preparação de alimentos e bebidas.

E todo esse material custa dinheiro, o que acaba se refletindo nos valores das mensalidades.

Mas existem exceções. No curso a distância, por exemplo, o aluno pode economizar uma boa grana com mensalidades. Se batalhar para conseguir bolsas e financiamentos nos presenciais, também.

Veja a seguir os valores das mensalidades da faculdade de Gastronomia na modalidade presencial e a distância!

Mensalidades da faculdade presencial de Gastronomia

As mensalidades do curso tradicional de Gastronomia variam bastante. Tem faculdade cobrando R$ 800, enquanto outras pedem mais de R$ 3.000.

Veja alguns exemplos:

  • Cruzeiro do Sul Educacional (presencial) – R$ 900
  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)  – R$ 1.150
  • Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais http://o1.qnsr.com/cgi/r?;n=203;c=1624319;s=13637;x=7936;f=201610061252040;u=j;z=TIMESTAMP; – R$ 1.600
  • Centro Universitário Filadélfia – R$ 1.300
  • Universidade Norte do Paraná – R$ 1.100
  • Universidade São Francisco – R$ 1.700
  • Grupo Educacional Hotec – R$ 1.700
  • Faculdades Metropolitanas Unidas – R$ 1.000
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná – R$ 1.600
  • Universidade Paulista – R$ 3.100
  • Universidade Guarulhos – R$ 1.350
  • Faculdades Metropolitanas Unidas – R$ 1.500
  • Universidade Castelo Branco – R$ 1.800
  • Centro Universitário do Distrito Federal – R$ 2.150
  • Faculdade Metropolitana de Manaus – R$ 830
  • Faculdade Santa Terezinha – R$ 850
  • Centro Universitário FACEX – R$ 820
  • Universidade Potiguar – R$ 850
  • Centro Universitário FAM – R$ 1.500
  • Faculdade Internacional da Paraíba – R$ 1.100
  • Faculdade Promove – R$ 1.650
  • Centro Universitário Maurício de Nassau – R$ 1.100
  • Centro Universitário Universus Veritas – R$ 2.350
  • Universidade Metodista de São Paulo – R$ 1.200
  • Faculdades Integradas do Norte de Minas – R$ 1.800
  • Universidade do Sul de Santa Catarina – R$ 930

Mensalidades da faculdade a distância de Gastronomia

Os cursos a distância de Gastronomia são mais baratos que os presenciais. As mensalidades vão de R$ 500 a R$ 800, em média, mas com os descontos oferecidos pelas faculdades, podem cair para menos metade do preço.

Para você ter uma ideia, o primeiro da lista abaixo, da Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) pode cair de R$ 720 para R$ 320 – uma diferença e tanto!

Veja outros valores:

  • Cruzeiro do Sul Virtual (a distância) – R$ 720
  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) – R$ 800
  • Universidade Anhembi Morumbi – R$ 830
  • Centro Universitário de Maringá – UniCesumar – R$ 650
  • Centro Universitário Maurício de Nassau – R$ 400
  • Centro Universitário da Serra Gaúcha – R$ 740
  • Universidade Norte do Paraná – R$ 800
  • Faculdades Opet – R$ 550
  • Universidade Positivo – R$ 500

Lembrando que os diplomas de Gastronomia a distância têm a mesma validade dos diplomas tradicionais – desde que a faculdade seja reconhecida pelo MEC.

Como estudar Gastronomia pagando menos

Se você procurar bem, consegue até fazer um curso de Gastronomia sem pagar um centavo sequer. Ou, na pior das hipóteses, ganha um bom desconto em cima do valor das mensalidades.

Para isso, basta ficar atento aos incentivos que as faculdades oferecem.

Por exemplo, muitas delas participam do ProUni, o programa do governo federal que concede bolsas de estudos em faculdades particulares. Com elas, os alunos podem fazer todo o curso sem pagar um tostão ou tendo de bancar apenas metade do valor da mensalidade. Mas para isso é preciso ter feito o Enem mais recente, se dado bem nas provas, atender às exigências socioeconômicas feitas pelo MEC e encarar uma seleção bastante concorrida. Quem chegar lá com as maiores notas, leva. O ProUni abre inscrição duas vezes ao ano, e distribui vagas em cursos de todas as áreas, inclusive Gastronomia.

Alternativamente, muitas faculdades têm programas próprios de bolsas de estudos, direcionados a alunos que se deram bem no vestibular, para quem tem boa nota no Enem, para quem utiliza os sites parceiros, para quem trabalha em empresas conveniadas, etc. Isso varia bastante de instituição para instituição.

Se não rolar bolsa, dá para tentar financiamentos estudantis.

O FIES, por exemplo, ajuda a financiar o curso presencial com juros baixos e um prazo de pagamento a perder de vista. Quem recebe o benefício só começa a quitar a dívida depois da formatura. Para participar também é preciso ter feito o Enem (vale qualquer um a partir de 2010) e atender aos requisitos de desempenho e renda familiar. São escolhidos aqueles que tiverem as melhores notas. O programa também abre duas vezes ao ano.

Uma alternativa ao FIES são os programas de crédito estudantil oferecidos pelas próprias faculdades. Embora não sejam tão abrangentes quanto o do governo federal, podem ser uma saída interessante para quem não fez o Enem ou não atende aos rigorosos critérios do MEC, por exemplo. Consulte a faculdade do seu interesse para conhecer melhor as opções.

Aqui deixamos algumas faculdades de Gastronomia reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que oferecem diversas formas de estudar pagando menos:

Veja também:

Descubra qual é o salário para quem faz Gastronomia

O que achou das mensalidades de Gastronomia? Vai encarar, tentar alguma bolsa ou financiamento? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin