Todo psicólogo é um psicoterapeuta?

A área de psicologia é uma das mais buscadas pelos brasileiros. Segundo o Censo da Educação Superior, produzido pelo Ministério da Educação (MEC), o curso possui mais de 100 mil ingressantes por ano, o que faz a graduação estar na 9ª posição no ranking dos bacharelados mais cursados do Brasil. 

Encontre bolsas de estudo de até 80%

É no curso de Psicologia que os estudantes aprendem a realizar o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças mentais, distúrbios emocionais e de personalidade. Os profissionais dessa área podem atuar em clínicas, consultórios, instituições de saúde, assistência pessoal e empresas de diferentes ramos, principalmente para trabalhar no setor de RH (recursos humanos). 

Entretanto, uma dúvida recorrente e que confunde várias pessoas diz respeito à distinção entre psicologia e psicoterapia. Afinal, qual a diferença entre psicólogo e psicoterapeuta? O que cada profissional faz? E mais: Todo psicólogo é um psicoterapeuta? Se você quer ter essas dúvidas respondidas, é só continuar a leitura do texto abaixo!

Leia mais: Melhores cursos de Psicologia, segundo o Guia da Faculdade

+ Tudo que você precisa saber sobre a especialização em psicologia

O que faz um psicólogo?

O psicólogo é o profissional responsável por cuidar da saúde da mente das pessoas. Diferente de um médico, por exemplo, que preza pela saúde física dos seus pacientes, o psicólogo irá ajudar seus pacientes a entenderem e resolverem conflitos psicológicos e emocionais, como pensamentos e sentimentos. 

A partir de análises e métodos científicos, é o psicólogo que identifica traumas, medos, doenças mentais e distúrbios do paciente, como ansiedade, depressão, esquizofrenia, transtornos alimentares e de bipolaridade, dentre vários outros.

Assim, o profissional pode atuar tanto na prevenção quanto no tratamento dos pacientes, buscando contribuir para uma melhora na saúde mental e, consequentemente, na qualidade de vida destes. 

Para realizar a análise e tratamento do paciente, existem diferentes linhas de atuação que um psicólogo pode seguir com metodologias e abordagens específicas, como Psicanálise, Behaviorismo, Psicologia Sistêmica, Lacaniana, Cognitiva, Humanismo, Gestalt, Junguianismo, entre outras.

Leia também: Confira 5 dúvidas frequentes na área da Psicologia

+ Conheça os 10 melhores cursos de Psicologia em São Paulo

Qual o salário de um psicólogo?

De acordo com dados da pesquisa mais recente do portal Salario.com.br em parceria com o Novo CAGED, eSocial e Empregador Web, um Psicólogo Clínico tem remuneração média de R$ 3.012,43.Entretanto, esse valor pode variar dependendo da área de especialização e da região em que o profissional atua.

Segundo a mesma pesquisa, para um profissional recém-formado, o valor médio de remuneração é de R$ 2.468,13 mensais, também podendo variar de acordo com o local de trabalho e área escolhida.

Confira: Saiba como estudar Psicologia com bolsa de estudo de até 80%

Quais as áreas de atuação de um psicólogo?

A formação em Psicologia oferece uma diversidade de áreas disponíveis para trabalhar no mercado de trabalho. Assim, um psicólogo pode atuar em clínicas e postos de saúde, hospitais, maternidades, penitenciárias, consultórios, instituições de ensino, ONGs, clubes esportivos e empresas de praticamente todas as áreas.

Especificamente no mundo corporativo, o psicólogo pode trabalhar em consultorias empresariais ou no departamento de Recursos Humanos (RH) com a gestão de pessoas. De acordo com a Resolução nº 013/2007, do Conselho Federal de Psicologia (CFP), as especialidades existentes na área são:

  • Psicologia Escolar/Educacional;
  • Psicologia Organizacional e do Trabalho;
  • Psicologia de Trânsito;
  • Psicologia Jurídica;
  • Psicologia do Esporte;
  • Psicologia Clínica;
  • Psicologia Hospitalar;
  • Psicopedagogia;
  • Psicomotricidade;
  • Psicologia Social;
  • Neuropsicologia;
  • Psicologia em Saúde;
  • Avaliação Psicológica

Veja mais: Psicologia Forense: saiba tudo sobre essa carreira

+ Conheça os melhores cursos na área de Psicologia presencial

O que faz um psicoterapeuta?

O psicoterapeuta é o profissional que cuida das necessidades e trata das questões emocionais de seus pacientes a partir de técnicas voltadas para o autoconhecimento e diálogo, auxiliando-os a encontrar as melhores maneiras de alcançar bem-estar, qualidade de vida e paz interior. 

A Psicoterapia atua na adaptação da pessoa diante de situações dolorosas do passado ou do presente. Dessa forma, o profissional faz uso de abordagens construtivas para que os pacientes lidem melhor com seus problemas, o que inclui se conectar consigo, trabalhar relações interpessoais, estresse, ansiedade, dentre outras questões.

O psicoterapeuta pode atuar realizando atendimentos individuais ou em grupo, dependendo da necessidade e demanda de tratamento. A principal estratégia utilizada no tratamento da psicoterapia é a fala, ou seja, o diálogo entre paciente e profissional. 

É por meio desta técnica que o psicoterapeuta vai trabalhar questões emocionais e diversos traumas que interferiram e ainda interferem no dia a dia do paciente. Aos poucos, com a fluidez do tratamento, o paciente vai obtendo uma grande melhora em falar sobre seus sentimentos, olhar para si com mais empatia e a superar de uma forma geral os conflitos gerados pelos traumas.

Saiba mais: 7 fatos sobre a carreira de Psicologia

+ 15 filmes para quem gosta de Psicologia e quer estudar a área

Quem pode ser considerado psicoterapeuta?

A Psicoterapia não é uma profissão regulamentada no Brasil e, desse modo, não possui um Conselho específico para orientar, fiscalizar e disciplinar o seu exercício e acolher denúncias contra profissionais. É por isso também que não há a necessidade de formação superior para atuar como psicoterapia.

Dessa forma, conforme coloca o Conselho Regional de Psicologia, a atuação como psicoterapeuta é de livre exercício no Brasil, não sendo privativas/exclusivas de psicólogas/os. Isso quer dizer que pessoas formadas em outras áreas ou mesmo sem formação superior podem atuar na área.

Entretanto, por ser uma profissão e um campo de trabalho que atua diretamente com a saúde mental de pacientes, é altamente recomendado que, para poder atuar como Psicoterapeuta, seja necessário primeiro ser formado em Psicologia e possuir especialização em Psicologia Clínica, uma das áreas existentes no campo da psicologia. 

Confira também: Quanto custa uma especialização em Psicologia?

+ 4 áreas da Psicologia que mais contratam

Todo psicólogo é um psicoterapeuta?

Como foi explicado anteriormente, a atuação de um psicólogo é muito ampla e pode abranger vários campos, e dentre eles, a psicoterapia. Entretanto, não é possível dizer que todo psicólogo que trabalha na área clínica é um psicoterapeuta. Isso porque alguns profissionais podem atuar dedicando sua profissão à pesquisa, docência, trabalho com empresas/funcionários, etc. 

Segundo a presidente do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo explica em entrevista à Revista Quero: “Todo psicólogo tem habilitação para atuar como psicoterapeuta, mas não dá para dizer que todo psicólogo é um psicoterapeuta”. 

Qual é a diferença entre psicoterapia e terapia?

Esses dois termos são muito parecidos e geram questionamentos em várias pessoas. Conforme explicado na matéria, a psicoterapia é uma forma de tratamento de questões emocionais e eventos traumáticos, a partir do uso do diálogo e técnicas relacionadas. 

Já a terapia é muito mais ampla e engloba várias possibilidades de atuação, como servir, ajudar, zelar ou tratar uma pessoa. A terapia pode estar relacionada a um tratamento tradicional específico de uma doença ou aos tratamentos alternativos, por exemplo, como massoterapia, fitoterapia, cromoterapia, dentre outros.

Dessa forma, apesar de estarem dentro de um mesmo viés (tratamento), a diferença entre terapia e psicoterapia é que a segunda é um tipo de terapia voltada essencialmente à saúde mental e conflitos emocionais de um paciente.

Leia mais: Conheça as melhores faculdades de Psicologia em São Paulo

+ Orientação Profissional: devo cursar psicologia mesmo?

Onde fazer faculdade de Psicologia?

Se você tem o desejo de trabalhar na prevenção e tratamento da saúde mental das pessoas, a faculdade de psicologia é uma boa ideia. Com a formação, você pode, posteriormente, escolher se especializar em outras várias áreas, seja psicoterapia ou não. 

Contudo, na hora de escolher onde estudar, é importante se atentar a alguns fatores, como a qualidade da instituição de ensino e do corpo docente, se possui uma boa infraestrutura, grade curricular completa e atualizada e, principalmente, se a faculdade é reconhecida pelo MEC. Confira, abaixo, algumas instituições que cumprem todos esses requisitos e ainda oferecem descontos especiais em suas mensalidades: 

Aproveite para ler também: Existe curso de Psicologia EaD?

+ Descubra quanto custa uma faculdade de Psicologia

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin