Conheça a profissão Musicoterapia

Você já ouviu falar em Musicoterapia? É uma das profissões que vem ganhando muito destaque nos últimos anos. Confira!

Nos últimos anos, a profissão de musicoterapeuta vem chamando a atenção dos estudantes que gostam de música e da área de saúde. E isso não é por acaso, uma vez que essa carreira é a junção de alguns conceitos do mundo musical aplicados na recuperação de pacientes.

Mas será que você sabe exatamente o que faz um musicoterapeuta? Vamos explorar esse tópico no artigo de hoje, mas primeiro:

O que é a musicoterapia?

A musicoterapia é uma inovação. Estabelecida como terapia apenas em 1972, ela é uma ciência tecnicamente recente, se comparada às terapias convencionais. 

O tratamento consiste na composição de melodias, ritmos e batidas que, quando utilizados da forma correta, trazem enormes benefícios para a vida e para a autoestima dos pacientes.

Um exemplo de sucesso são aqueles músicos que realizam trabalhos voluntários em creches e asilos. Isso acalma o coração e supre a carência, já que a música tem um papel fundamental na saúde mental das pessoas.

O que faz um musicoterapeuta?

O musicoterapeuta usa a música e seus elementos – som, ritmo, melodia e harmonia – para a reabilitação física, mental e social de indivíduos ou grupos

Emprega instrumentos musicais, canto e ruídos para tratar pessoas com distúrbios da fala e da audição ou deficiência mental.

Atua, também, na área de reabilitação motora, no restabelecimento das funções de acidentados ou de convalescentes de acidentes vasculares cerebrais. 

Auxilia estudantes com dificuldade de aprendizado e contribui para melhorar a qualidade de vida de idosos e pacientes de doenças crônicas. Ademais, o papel da música é o de atuar promovendo a reabilitação de dependentes químicos e a reintegração de menores infratores.

Pode trabalhar em hospitais, clínicas, instituições de reabilitação ou centros de geriatria e gerontologia.

O mercado de trabalho

A inclusão da musicoterapia na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PICs) do Sistema Único de Saúde (SUS) proporcionou novas possibilidades de atuação para o musicoterapeuta. 

O profissional pode prestar concurso público para atuar na rede pública de saúde. Há outras oportunidades em hospitais, clínicas de reabilitação, ONGs, asilos, clínicas para dependentes químicos, entre outros.

Quanto ganha um musicoterapeuta?

A demanda pelo profissional ainda é maior do que a quantidade de profissionais disponíveis no mercado e isso impacta diretamente no valor de suas remunerações.

Por conta disso, o salário desses profissionais acaba sendo muito bom, por não haver tanta concorrência no mercado. Por mês, um musicoterapeuta ganha em média de R$2 mil a R$7 mil.

Sobre o curso de musicoterapeuta

O curso Musicoterapia é uma formação de nível superior com titulação de bacharelado. A graduação possui duração média de quatro anos, e, é ofertado em instituições públicas e privadas. 

A grade curricular de musicoterapia combina as disciplinas do curso de música e do campo da neurociência

Além disso, os estudantes têm contato com matérias práticas sobre as técnicas e processos da musicoterapia. A graduação exige a realização de um estágio obrigatório e a apresentação de uma monografia no final do curso. 

A má notícia é que, infelizmente, por se tratar de um curso relativamente novo, são poucas as instituições oferecendo essa formação. Se estiver interessado, saiba que você poderá encontrá-la nas seguintes faculdades:

  • Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU)
  • Faculdade de Artes do Paraná (FAP)
  • Universidade Federal de Goiás (UFG)

Onde estudar musicoterapeuta?

Como dissemos acima, pode ser difícil encontrar boas faculdades para realizar o curso de musicoterapia, já que a oferta do curso ainda é escassa.

Mas se você realmente quer atuar nesse campo, não precisa desanimar! A maioria dos profissionais atuais realiza uma formação dentro de uma área semelhante, como Música, e então faz uma especialização em musicoterapia.

Nesses casos, o ideal é caprichar na hora de escolher uma boa faculdade. Para ajudá-lo, listamos algumas ótimas instituições que podem ajudar você a se tornar um musicoterapeuta.

Além de contar com diversos benefícios financeiros (como usar sua pontuação do Enem para conseguir descontos nas mensalidades), elas também são bem avaliadas pelo próprio Ministério da Educação. 

Isso significa que a qualidade do ensino é assegurada por um órgão federal e que seu diploma terá validade em todo o território nacional.

Confira:

Agora você já pode dar o próximo passo na sua formação acadêmica e profissional e começar a estudar na área de musicoterapeuta!

Veja também:

Curso de Música

Saiba tudo sobre a faculdade de música

O que achou da profissão de musicoterapeuta? Compartilhe conosco nos comentários.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin