Conheça a profissão Engenharia Bioquímica

Conheça a carreira em Engenharia Bioquímica, saiba como está o mercado de trabalho e veja onde estudar para atuar na área!

O engenheiro bioquímico é o profissional que atua na pesquisa e aplicação de processos biológicos, na manipulação de biomoléculas para produção de remédios e combustíveis e transformação de alimentos.

A Engenharia Bioquímica envolve conhecimentos interdisciplinares, compreendendo as áreas da Bioquímica, da Biologia e da Engenharia Química. 

A formação permite que o bioquímico atue na indústria médica, química, farmacêutica, alimentícia, cosmética ou agrícola, além de institutos de pesquisa.

Acompanhe o artigo para saber mais sobre a carreira na Engenharia Bioquímica e veja onde estudar para atuar na área.

A carreira em Engenharia Bioquímica

A atividade do engenheiro bioquímico é aplicar na prática os conhecimentos da pesquisa bioquímica. Sua formação o capacita a compreender os procedimentos químicos e físicos que serão aplicados em processos industriais em atividades como o refino de petróleo, a fabricação de biocombustíveis, alimentos e bebidas.

Na indústria, sua função é definir, inovar e controlar a qualidade de cada etapa do sistema de produção, além de monitorar os equipamentos. Já na agroindústria, o profissional é responsável pela criação de bioinseticidas e pelo melhoramento da produção pecuária.

Já na área médica, ele irá atuar na produção de vacinas e no desenvolvimento de métodos inovadores de diagnósticos de enfermidades.

É importante ressaltar que há uma diferença entre o Bioquímico e o Engenheiro Bioquímico: o primeiro tem uma formação voltada para a área das Ciências Biológicas, enquanto o segundo estuda uma carga maior de disciplinas de Exatas.

Áreas de atuação do Engenheiro Bioquímico

Confira algumas áreas em que o profissional formado em Engenharia Bioquímica pode atuar:

  • Biocombustíveis: acompanhando a produção de bioenergia e biocombustíveis.
  • Alimentos e bebidas: monitorando sistemas produtivos, como a fermentação.
  • Agricultura: otimizando a produção de bioinseticidas e agentes para controle de pragas.
  • Meio ambiente: monitorando o tratamento e despejo de substâncias poluentes.
  • Saúde: acompanhando a produção de medicamentos.

Perfil do profissional formado em Engenharia Bioquímica

Para atuar na área da Engenharia Bioquímica, é fundamental que o profissional tenha capacidade para lidar com disciplinas da Matemática, Química e Biologia.

Dentre as principais competências exigidas, estão:

  • Raciocínio lógico.
  • Facilidade de comunicação.
  • Habilidade com números.
  • Perfil de liderança.
  • Domínio da língua inglesa.
  • Domínio de informática.

Mercado de trabalho para quem faz Engenharia Bioquímica

O engenheiro bioquímico é requisitado em empresas que trabalham com processos enzimáticos e fermentativos. O profissional irá encontrar mais oportunidades nas seguintes indústrias:

  • Indústria de produtos alimentícios (produção de iogurtes, queijos, cervejas, vinhos e afins).
  • Indústria farmacêutica (produção de insulina, antibióticos, vacinas, rações).
  • Indústria sucroalcooleira (produção de biocombustíveis, como o etanol).
  • Agroindústria (produção de bioinseticidas).

Além disso, companhias dedicadas ao tratamento de efluentes também estão entre as que mais empregam os engenheiros bioquímicos. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná estão entre os principais empregadores desse profissional.

Para atuar em Engenharia Bioquímica, é necessário ter diploma de ensino superior e obter o registro junto ao CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia).

O curso de Engenharia Bioquímica

O curso de Engenharia Bioquímica tem duração de 5 anos e envolve as disciplinas de Ciências Exatas voltadas para as Engenharias, como Cálculo, Física, Química e Probabilidade. Também fazem parte da grade curricular matérias específicas em Bioquímica com foco em microbiologia e enzimas e processos de fermentação, esterilização e aeração.

Relativamente recente, ele está disponível em apenas duas universidades públicas: na Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e na Universidade de São Paulo (USP).

Como atuar na área da Engenharia Bioquímica

Quem deseja seguir carreira em Engenharia Bioquímica e não tem condições de ingressar nas universidades que oferecem o curso tem a opção de buscar por cursos relacionados, que oferecem formação similar e possibilidades de atuação na área.

Uma boa pedida pode ser ingressar nos cursos de Engenharia Química, Farmácia ou Química com ênfase em Bioquímica e Biologia Molecular.

Essas graduações estão disponíveis em diversas instituições públicas e privadas em todo o Brasil e são mais fáceis de encontrar.

Para ajudar você a escolher uma boa faculdade, listamos algumas que são reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC e que oferecem cursos relacionados à área da Engenharia Bioquímica a preços acessíveis. Conheça:

As faculdades listadas acima também trabalham com facilidades financeiras, como descontos na mensalidade, convênios, bolsas de estudo e financiamentos sem burocracia.

Veja também:

Farmácia: profissão, carreira e mercado de trabalho

Engenharia Química: profissão e mercado de trabalho

Pretende seguir carreira em Engenharia Bioquímica? Conta para a gente nos comentários onde você gostaria de estudar!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin