dcsimg

Conheça a profissão Engenharia de Segurança no Trabalho

Veja como seguir a carreira em Engenharia de Segurança no Trabalho e conheça todas as possibilidades de formação!

O profissional de Segurança do Trabalho é responsável por pensar ações de curto, médio e longo prazo para a prevenção de riscos.

É uma área bastante fértil no Brasil, especialmente entre empresas de grande porte que empregam muita mão de obra, como fábricas, montadoras e indústrias em geral.

Mas pouca gente sabe que existe uma formação de Engenharia direcionada à segurança do trabalho.

É um curso ainda novo, mas que pode dar muito o que falar daqui para a frente.

A seguir, conheça a profissão de Engenharia de Segurança no Trabalho e onde estudar!

A profissão Engenharia de Segurança no Trabalho

Dentro do ambiente laboral, o engenheiro de segurança no trabalho atua com foco máximo na segurança dos funcionários.

Sua missão: pensar ações e desenvolver projetos que reduzam o número de acidentes e de desenvolvimento de doenças ocupacionais, como lesões por esforços repetitivos, tendinites, etc.

A atividade tem se diversificado bastante nos últimos anos.

Hoje, por exemplo, o profissional elabora projetos para redução de riscos ao meio ambiente – no caso de quem trabalha em indústrias químicas, mineradoras e de geração de energia.

Outra atribuição do engenheiro de segurança do trabalho: garantir a segurança dos produtos destinados a consumo e aquisição. Por exemplo: buscar meios para assegurar que o cinto de segurança de um veículo novo esteja 100% dentro dos padrões de qualidade para que cumpra bem sua função.

O engenheiro faz isso por meio de uma rigorosa análise e controle de requisitos, desenvolvimento de testes e criação de medidas mitigadoras.

Também cabe a ele fiscalizar a integridade dos equipamentos, garantir o cumprimento das normas regulamentadoras, emitir laudos técnicos e orientar projetos voltados à ergonomia.

É uma profissão geralmente bem remunerada porque une dois conhecimentos vitais para qualquer indústria: a engenharia e a segurança.

Além dos tipos de empresas que já citamos anteriormente, os engenheiros de segurança no trabalho encontram oportunidades na construção civil, nas petroquímicas, siderúrgicas e farmacêuticas.

O curso de Engenharia de Segurança no Trabalho

O curso de Engenharia de Segurança do Trabalho é um bacharelado com cinco anos de duração.

Por ora, está disponível apenas no formato presencial.

Como foi criado há pouco tempo, em 2014, até agora somente duas faculdades receberam autorização do MEC para oferecer o curso:

  • Centro Universitário do Norte Paulista (UNORP), na cidade de São José do Rio Preto, SP.
  • Faculdade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC), na cidade de Conselheiro Lafaiete, em Minas Gerais.

Quem não vive nessas cidades e quer entrar na área de engenharia de segurança do trabalho pode optar por uma especialização na área, em nível de pós-graduação.

Só que tem um detalhe importante nessa situação: a pós é direcionada apenas a engenheiros ou arquitetos já formados.

Se você quiser entrar em Segurança no Trabalho independentemente do grau de formação, existem opções bem interessantes de curso de graduação na área.

Conheça a seguir.

A graduação em Segurança no Trabalho

Você não precisa ser engenheiro ou arquiteto, nem morar nas poucas cidades que oferecem o curso de Engenharia em Segurança do Trabalho para obter uma boa formação na área.

O Brasil conta com diversos cursos que visam a formação de profissionais de Segurança no Trabalho.

São graduações bastante populares e, melhor ainda, têm alta empregabilidade por todo o país.

Segurança no Trabalho é oferecido em nível superior de tecnologia e tem três anos de duração. Algumas poucas faculdades oferecem em grau de bacharelado, com quatro anos.

Ambos habilitam o profissional a uma atuação muito similar à do engenheiro, com criação de projetos e rotinas que minimizam os acidentes de trabalho de uma forma geral.

Para ter uma ideia mais clara do que estamos falando, dê uma olhada no que os alunos aprendem no decorrer dos estudos:

  • Gestão Ambiental
  • Gestão de Pessoas
  • Psicologia do Trabalho
  • Prevenção e Combate a Incêndios
  • Segurança e Medicina do Trabalho
  • Saúde do Trabalhador
  • Investigação de Acidentes
  • Higiene e Segurança no Trabalho
  • Organização Industrial
  • Gerenciamento de Riscos
  • Segurança em Instalações Industriais
  • Doenças Ocupacionais
  • Auditoria
  • Laudos e Perícias
  • Controle da Qualidade
  • Segurança em Ambientes Laborais
  • Gestão e Segurança na Construção Civil
  • Gestão e Segurança no Ambiente Hospitalar
  • Ergonomia e Segurança do Trabalho
  • Primeiros Socorros

O tecnólogo tem até uma vantagem extra em relação ao bacharelado: pode ser feito a distância, com mais dinamismo, tranquilidade e economia.

O curso está disponível em 60 faculdades pelo Brasil, sendo 57 delas na rede privada. Atualmente, conta com quase 11 mil matriculados.

Do total de faculdades, 14 delas têm autorização do MEC para oferecer o curso na modalidade EAD.

Onde fazer o curso de Segurança no Trabalho

Com uma boa rede de faculdades à disposição, não vai ser difícil encontrar um curso de Segurança no Trabalho aí perto de você.

Seja na modalidade presencial ou a distância, a escolha deve ser feita cuidadosamente, analisando se a instituição é reconhecida e se o curso tem uma boa avaliação junto ao Ministério da Educação (MEC).

Os motivos da atenção a esses detalhes são simples: essa é a maior garantia de que o ensino oferecido é de qualidade e que você vai poder entrar num concorrido mercado de trabalho com o pé direito.

A seguir, a gente separou algumas boas faculdades onde você encontra o curso de Segurança no Trabalho presencial ou a distância – todos em grau de tecnólogo.

Clique e conheça:

Veja também:

Engenharia Ambiental: saiba mais sobre essa carreira

E aí, vai de engenharia ou de tecnólogo em Segurança no Trabalho? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin