O que é ser revisor?

Qual a função de um revisor no contexto atual? Ao contrário de muitos prognósticos, foi uma profissão que conseguiu se adaptar às demandas de um mercado da comunicação cada vez mais tecnológico.

No começo dos anos 2.000, em um exercício de imaginação, seria difícil elucidar com clareza uma carreira de revisor diante da expansão da internet. Não existiam muitos blogs e sites à época e os profissionais da área com alguma autonomia dependiam muito do que era gerado no mundo acadêmico.

> Encontre bolsas de estudo de até 80% para sua especialização.

Mas a chegada da internet calhou bem aos revisores, que hoje possuem um leque maior de atuação. Freelancer ou representando uma instituição, a função do revisor não muda: é o profissional que participa do processo de edição dos textos, garantindo a correção gramatical e coesão narrativa dos materiais. 

Quer saber mais? Quer entender tudo sobre o que é ser um revisor, como se tornar um, o mercado de trabalho, a média salarial e como conseguir bolsas de estudo para se especializar? Confira!

O que faz um revisor?

A atribuição de um revisor não é apenas trabalhar na correção gramatical. Vai além: o revisor é o responsável por fazer uma intervenção no texto, caso esse não esteja coeso. 

Esse profissional necessita de competências e técnicas que lhe garantam a proficiência no seu campo de atuação. Possui um perfil mais alerta e precisa estar disposto a trocar aprendizados com cada trabalho que se envolve.

Um revisor é tão polivalente quanto um escritor. Precisa ter o entendimento dos objetivos com os quais aquele conteúdo será comunicado. Se é direcionado para o público, um material institucional ou uma pesquisa acadêmica.

É necessária uma graduação para se tornar um revisor?

Um revisor capacitado, é um revisor qualificado. Embora uma graduação não seja um requisito obrigatório para trabalhar com revisão, a trajetória para uma carreira de sucesso passa por alguns caminhos que começam na formação.

Geralmente, trabalham com revisão profissionais que se graduaram em:

  1. Letras: na grade curricular de Letras, os alunos entram em contato com disciplinas que analisam a fundo os aspectos sintáticos, morfológicos e semânticos da língua. Ainda é possível estudar disciplinas relacionadas aos processos de revisão e tradução de textos. O curso de Letras tem a duração média de 4 anos.
  2. Comunicação Social: as ênfases tradicionais de Comunicação Social são Jornalismo e Publicidade e Propaganda. A profissão de revisor encontra um lugar nos dois casos. Contato direto com reportagens, artigos, roteiros e outros formatos de comunicação. Assim como o curso de Letras, Comunicação Social tem duração de 4 anos.
  3. Produção Editorial: esse é um curso cujo foco é ensinar aos alunos as atividades envolvidas nos processos de edição e publicação de livros, revistas, folhetos e outras obras impressas ou digitais. É uma formação que presta serviços diretamente com produção e revisão de conteúdos. O curso de Produção Editorial também tem duração de 4 anos.

A ideia principal por trás dessas graduações é que elas trazem uma bagagem de conhecimento sobre o domínio linguístico necessário para a profissão. O bacharelado traz uma formação mais generalista, que abrange parte vital do conhecimento científico da área, aliado à atividades práticas.

Por fim, a graduação pode proporcionar suas primeiras experiências na área, como estágios em agências, revistas ou editoras – e a consequente troca gerada nesses ambientes.

O que é ser revisor? - Guia da Carreira

Como é o mercado de trabalho do revisor?

Revisores são aqueles que trabalham nos bastidores e podem ser necessários em:

Correção de trabalhos acadêmicos

ABNT. Siglas que dão medo para todo mundo que se aventura no mundo acadêmico. Cabe ao revisor tranquilizar qualquer estudante, porque é o responsável por garantir a formatação correta da Associação Brasileira de Normas Técnicas.

Além disso, o revisor que atua com trabalhos acadêmicos precisa entender a linguagem acadêmica. Referências científicas, artigos, monografias, teses, ensaios, dissertações, cada uma com suas particularidades, que exigem do revisor um conhecimento técnico-científico para assegurar que tudo saia em ordem.

Produção de conteúdo para a internet

A internet trouxe novas possibilidades de atuação para revisores. Naquilo que necessita de investigação de possíveis erros, o revisor tem lugar garantido.

Não é apenas um texto que vai ao ar em um portal de conteúdo. Um revisor entra dentro de toda a cadeia de conteúdo digital. Entra para garantir que materiais ricos estejam prontos para ir ao processo de diagramação, equaliza tom de voz de acordo com a estratégia do cliente ou garante que todos os requisitos de SEO estejam cumpridos.

Publicação editorial

Essa é uma área de atuação antiga para revisores, mas que perdura e não dá sinais de que irá para algum lugar. Há sempre a necessidade de revisão para materiais produzidos por editoras, revistas e jornais. O profissional deve estar atento aos aspectos gramaticais, à estrutura do texto e às demais adequações que o material precisa cumprir.

Livros são um ótimo exemplo do quanto a figura do revisor ainda é necessária nesse mercado. Mesmo com a ascensão dos livros digitais, o físico ainda é a escolha majoritária das pessoas. Existe todo um ecossistema de autores que querem suas histórias publicadas, logo, que precisam ser revisadas.

Traduções

O revisor de traduções é o encarregado por garantir a clareza, concisão, harmonia e os acertos gramaticais de textos interpretados de uma língua para outra. O profissional deve ter domínio da língua de entrada e da língua de saída da tradução, além de entender quais são os objetivos com o material ali trabalhado.

Leia mais: conheça ótimos cursos para quem gosta de trabalhar sozinho

Qual o salário de um revisor?

O revisor de textos começa ganhando R$ 1.785,00 e pode ganhar até R$ 3.774,00. A média salarial no Brasil é de R$ 2.527,00, levando em conta o salário base de profissionais em regime CLT de todo o Brasil, mostra o levantamento do site VAGAS.com.

Veja oportunidades de se habilitar com bolsas de estudo

Caso esteja procurando se graduar para se tornar um revisor, a primeira informação que você deve verificar é se a instituição de ensino tem a autorização do Ministério da Educação (MEC) para oferecer o seu curso. 

Essa é a garantia de que você vai obter um diploma de nível superior válido em todo o país, que poderá ser usado para encontrar um emprego na área ou participar de concursos públicos que exijam esse grau de escolaridade.

Fizemos uma seleção com faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que oferecem as graduações citadas para guiar os caminhos de um revisor. Além de terem o selo de qualidade do órgão educacional mais importante do Brasil, todas elas contam com programas de descontos, bolsas e financiamentos facilitados. Confira:

> Não perca a oportunidade de encontrar bolsas de estudo de até 80% para turbinar sua carreira!

Não deixe de conferir: conheça os melhores cursos para quem quer trabalhar em casa

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin