Descubra o que faz um auditor fiscal

Saiba como é o dia a dia do auditor fiscal, um dos cargos mais desejados nos concursos públicos brasileiros!

o que faz um auditor fiscalMesmo quem não é concurseiro já se viu atraído, em algum momento, a tentar uma vaga como auditor fiscal.

A carreira é uma das mais cobiçadas por quem quer entrar no serviço público.

Com excelente remuneração, o concurso aceita participação de qualquer pessoa que tenha diploma de nível superior, em qualquer área do conhecimento.

Mas além de um bom salário e de estabilidade profissional, você sabe quais são exatamente as atribuições desses profissionais?

Descubra a seguir o que faz um auditor fiscal e como se tornar um!

O que faz um auditor fiscal?

Auditores fiscais são profissionais que trabalham para a Receita Federal do Brasil.

A Receita, você sabe, tem a missão de fiscalizar e administrar todos os tributos e impostos da União. É um órgão gigantesco, que carece de muita mão de obra para funcionar.

Os auditores fiscais desempenham um papel decisivo para o funcionamento da Receita.

Eles têm uma função fiscalizatória e burocrática importante no combate à sonegação fiscal, ao contrabando, à pirataria, às fraudes, ao tráfico de drogas e de animais.

Veja o que faz um auditor fiscal:

  • Fiscaliza ações relacionadas ao controle aduaneiro, o que inclui, por exemplo, cobrança de impostos e apreensão de mercadorias irregulares, como equipamentos eletrônicos, documentos e entorpecentes.
  • Instaura processos administrativos-fiscais para restituição ou compensação de tributos.
  • Fiscaliza a contabilidade de empresas e entidades junto à União.
  • Presta orientação sobre legislação tributária e supervisiona atividades de apoio ao contribuinte.
  • Orienta os contribuintes sobre tributos e previdência.
  • Combate a sonegação, fiscalizando o pagamento de impostos por parte de contribuintes.
  • Ajuda a resguardar o sigilo bancário dos contribuintes.
  • Combate a evasão de divisas e a lavagem de dinheiro.
  • Ajuda a manter a arrecadação previdenciária para assegurar o equilíbrio do sistema.

O auditor também pode trabalhar como fiscal do trabalho. Sua função é garantir o cumprimento de medidas de segurança e medicina do trabalho, verificar os registros em carteira de trabalho, recolhimento de FGTS, cumprimento de acordos e convenções, investigação de fraudes e irregularidades, apreensão de documentos e pagamento de impostos.

Fora isso, o auditor fiscal pode colaborar com diversas outras áreas internas, como por exemplo:

  • Assessoria de imprensa
  • Relações institucionais
  • Gestão de pessoas
  • Segurança da informação

Os profissionais estão espalhados por todo o país. Eles trabalham em portos, aeroportos, fronteiras terrestres e fluviais ou nas próprias unidades da Receita Federal. Também podem atuar em órgãos vinculados a governos de Estado e prefeituras municipais.

Quem presta concurso público precisa estar aberto à possibilidade de trabalhar numa cidade completamente diferente da sua, muitas vezes em localidades do interior, distantes dos grandes centros.

Só depois de algum tempo de trabalho é que os profissionais podem ficar de olho nos remanejamentos e tentar mudar de posto para serem transferidos para a cidade preferida.

Para ajudar a entender melhor a profissão, confira um vídeo em que um auditor fiscal explica sobre a carreira:

Para seguir essa carreira, além de ter sólidos conhecimentos em Direito, Administração, Tributação, Economia e Finanças, o auditor fiscal deve demonstrar responsabilidade, dedicação, organização, integridade e alto grau de comprometimento com o país, pois trata-se de um cargo de extrema responsabilidade.

Como se tornar um auditor fiscal?

Para se tornar um auditor fiscal da Receita Federal é necessário encarar um concurso público, que acontece de tempos em tempos.

É um dos concursos mais esperados pelos brasileiros, por dois motivos:

  • Boa remuneração (veja a seguir)
  • Aceita formação de nível superior em todas as áreas do conhecimento
  • Geralmente tem muitas vagas por todo o Brasil

A concorrência é bastante alta. O concurso geralmente é composto de duas etapas:

  • Prova objetiva com perguntas sobre conhecimentos gerais e específicos
  • Prova discursiva

Caso seja aprovado nessas etapas, os candidatos precisam ainda passar por um curso preparatório.

Quem quer começar a se preparar desde já para o concurso de auditor fiscal deve começar a se familiarizar com os principais conteúdos das provas, que são:

  • Direito Tributário
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Legislação Tributária
  • Raciocínio lógico e quantitativo
  • Administração pública
  • Contabilidade
  • Comércio internacional
  • Legislação aduaneira
  • Língua portuguesa
  • Língua estrangeira: inglês/espanhol.

O concurso não tem periodicidade determinada. Só abre quando a Receita tem necessidade de ampliar seu quadro de pessoas ou repor as que se aposentaram ou saíram.

Por isso é importante ficar de olho no Diário Oficial e acompanhar a imprensa especializada.

Leia também: Vale a pena fazer concurso público?

Quanto ganha um auditor fiscal?

Um dos motivos para os concursos de auditores fiscais atraírem tanta gente são os salários.

Os valores são bem interessantes e o plano de carreira facilita a ascensão relativamente rápida a patamares ainda mais altos.

De início, o auditor fiscal recebe um salário de pouco mais de R$ 20 mil, que vai aumentando conforme o tempo de trabalho.

Com dez anos ou mais de carreira, os salários podem chegar a R$ 28 mil, com benefícios extras e estabilidade.

Saiba mais: Quanto ganha um auditor fiscal

O que estudar para ser auditor fiscal

Você pode tentar o concurso para auditor fiscal tendo formação superior em qualquer área do conhecimento.

Porém, pelo conteúdo do concurso, com muita matéria sobre legislação tributária, direito administrativo, legislação aduaneira e contabilidade, alguns cursos acabam tendo vantagem sobre outros.

Por isso, quem estuda, por exemplo, os seguintes cursos, acaba saindo na frente dos demais:

Isso porque esses cursos naturalmente abordam esses temas nas suas grades curriculares.

Ainda assim, é preciso investir em cursinhos preparatórios – e isso vale para todas as áreas – dado que o concurso é bastante difícil e a concorrência é puxada.

Esse é mais um dos motivos para procurar formação de qualidade em qualquer curso superior que você vá fazer. Além disso, para ser auditor fiscal, o diploma de nível superior deve ser emitido por instituição de ensino aprovada pelo Ministério da Educação (MEC).

Uma boa base de conhecimentos abre portas no concurso de auditor fiscal e em qualquer outro.

Por isso, busque sempre estudar em faculdades reconhecidas por sua qualidade, independentemente se pretende fazer seu curso na modalidade presencial ou a distância.

Para quem busca conhecer boas faculdades, a gente tem algumas dicas de universidades reconhecidas pelo MEC. Anote aí:

Veja também:

Descubra o que faz um desembargador e como se tornar um

Está com vontade de fazer o concurso de auditor fiscal? Conte para a gente quais são suas expectativas!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin