Descubra o que faz um operador de caixa

Entenda como é o dia a dia do operador de caixa e por que esse profissional é tão importante!

O operador de caixa é uma figura importantíssima em qualquer transação comercial.

Imagine que você está num supermercado, o carrinho cheio, uma fila grande para pagar.

Chega sua vez e você é recebido por um profissional educado, eficiente, que faz a cobrança correta, pergunta se faltou alguma coisa, ajuda a empacotar as compras, e ainda se despede com um “bom dia, muito obrigado, volte sempre”.

Quando isso acontece, a gente sai com uma boa impressão do local, não é?

Esse é um dos papéis do operador, mas a função desse profissional é bem mais ampla do que você possa imaginar.

A seguir, descubra o que faz um operador de caixa!

O que faz um operador de caixa

A gente tem contato com operadores de caixa quase todo dia. Eles estão em lojas de roupas, nos mercados, nos shoppings, restaurantes, cafés, farmácias, eventos, pedágios, em balcões de venda de passagens… qualquer estabelecimento comercial tem operador de caixa.

Sua função principal é receber e processar pagamentos por diversos meios: à vista, no crédito, no débito, parcelado, transferência bancária, etc.

Sob a responsabilidade do operador também está o fechamento do caixa (ao final do expediente) — um processo importantíssimo para o controle financeiro de qualquer empresa. Nesse momento são comparados os valores das compras efetuadas com o total arrecadado no dia.

O operador de caixa também precisa emitir notas fiscais para diferentes fins.

Um bom operador de caixa tem interesse por transações comerciais, entende as diferentes tecnologias de pagamento existentes hoje em dia e tem boas noções de matemática e finanças.

Um dos seus papéis mais importantes, no entanto, é o relacionamento com clientes. Um operador eficiente e cortês torna a experiência de compra muito mais satisfatória e contribui para a boa imagem da empresa onde trabalha.

Por outro lado, operadores de mau humor ou que não sabem lidar com a clientela podem comprometer seriamente um negócio, especialmente os de pequeno porte.

Quanto ganha um operador de caixa

No Brasil, o salário médio de um operador de caixa é de R$ 1.600, de acordo com a plataforma de empregos Trabalha Brasil.

Os valores são um pouco mais altos para quem tem mais bastante experiência, podendo ultrapassar os R$ 2.600 em empresas de grande porte.

Profissionais em início de carreira podem ganhar entre R$ 1.100 e R$ 1.500, dependendo da empresa.

Formação necessária para ser operador de caixa

Não existe uma formação obrigatória para quem quer trabalhar como operador de caixa.

A maioria das empresas exige que os candidatos tenham o ensino médio completo e, preferencialmente, alguma experiência na área.

Ao ser contratado, o profissional geralmente passa por um breve treinamento interno, para que entenda os processos locais.

Quem quer ter mais chances no mercado deve investir em um curso profissionalizante de curta duração voltado especificamente para operadores de caixa.

Essas formações podem ser encontradas em escolas profissionalizantes por todo o país, como o Senac e o Sesc.

Agora, quem realmente quer ter oportunidades no mercado, inclusive com possibilidade de ganhar salários maiores, deve considerar a ideia de fazer um curso superior.

Hoje, eles estão mais acessíveis do que nunca. Confira a seguir.

Cursos que oferecem mais possibilidades de trabalho aos operadores de caixa

Operadores de caixa estão acostumados a lidar com dinheiro e transações comerciais – uma área de trabalho bastante em alta ultimamente.

Portanto, o caminho natural para quem quer ter mais chances nesse mercado é optar por cursos superiores em gestão financeira, administração e contabilidade.

Por sorte, essa área está repleta de opções interessantes, mesmo para quem precisa conciliar trabalho e estudos.

Aos que têm pressa em obter uma formação profissional de nível superior, há diversos cursos de tecnólogo com apenas dois anos de duração.

Que trabalha e tem uma rotina puxada pode optar por estudar na modalidade a distância. Assim, dá para fazer o curso de casa, em horários livres, com a mesma eficiência do modelo presencial.

Se você é operador de caixa e quer investir nos estudos, confira alguns cursos que a gente escolheu para você fazer bonito no mercado:

Cursos superiores de tecnologia (2 anos de duração)

  • Gestão Comercial – É indicado para quem quer trabalhar com transações comerciais em diferentes tipos de negócios. Os alunos aprendem as principais transações financeiras e tributárias e a fazer estudos de viabilidade econômica, pós-venda, análises comerciais, concorrência, precificação, demandas e pesquisas de mercado.
  • Gestão Financeira – Neste curso os alunos aprendem os principais recursos para desempenhar uma boa gestão de finanças: balanços patrimoniais, tributos, pró-labore, relatórios contábeis, fluxo de caixa, controle de estoques, indicadores quantitativos, orçamento empresarial, captação e aplicação de recursos.

Cursos de bacharelado (4 anos de duração)

  • Ciências Contábeis – É o curso mais completo para quem gosta de finanças, contabilidade, economia, gestão e legislação tributária.
  • Administração – Entre as graduações mais populares do Brasil, Administração ajuda a ter uma visão geral de um negócio, desde a sua concepção até sua gestão geral.
  • Ciências Econômicas – Faz um panorama do cenário econômico do cenário brasileiro e mundial com base em seus aspectos políticos, históricos, culturais e sociais.

No Brasil, um diploma de nível superior eleva as possibilidades de ganhos em até três vezes em relação a quem tem somente o ensino médio.

Por isso o esforço vale tanto a pena.

Sem falar que hoje há diversas maneiras de fazer um curso superior sem gastar tanto. Graduações a distância, por exemplo, custam bem menos que as presenciais e ainda oferecem bolsas integrais ou bom descontos em cima das mensalidades.

Também dá para tentar diversos programas do governo federal de acesso ao ensino superior, como o Sisu, que distribui vagas em universidades públicas; o ProUni, que concede bolsas de estudos e o FIES, que oferece crédito estudantil a juros baixos.

Os cursos na área de finanças estão entre os mais populares do país e podem ser encontrados em praticamente qualquer faculdade.

Abaixo, a gente separou algumas boas instituições onde você pode tentar sua vaga. Confira:

Veja também:

Contabilidade: saiba tudo sobre o curso e veja onde estudar

Pensando em trabalhar como operador de caixa? Conte para a gente quais são seus planos!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin