Descubra o que faz um técnico em Estética

Estética é um mercado gigantesco no Brasil. Veja aqui o papel do profissional técnico nesse setor!

O mundo inteiro se preocupa com a aparência, em maior ou menor grau.

No Brasil, com certeza, é em maior grau. Somos um dos maiores consumidores de cosméticos e procedimentos estéticos do planeta!

Não é por acaso que para todo lado que a gente olhe há salões de beleza, barbearias, clínicas de depilação, manicure, pedicure, perfumaria.

Com o mercado em crescimento, aumenta também o nível de exigência de formação dos profissionais.

Quer entender melhor essa história?

A seguir, descubra o que faz um técnico em Estética e onde encontrar as melhores instituições para estudar!

O que faz um técnico em Estética

O técnico em Estética está apto a realizar diversos tratamentos de beleza.

É o profissional que conhece diferentes tipos de pele e sabe aplicar as principais técnicas para tratar cabelos, corpo e rosto – o que requer um conhecimento profundo sobre produtos cosméticos e todas as tecnologias da área.

Pode atuar como cabeleireiro, depilador, massagista; fazer limpeza de pele, drenagem linfática, design de sobrancelhas, maquiagem avançada, tratamento de unhas e tantos outros.

Pode estar também à frente da gestão de um empreendimento na área da beleza, de uma franquia, de um pequeno salão de bairro.

Independentemente de sua atuação, o técnico em Estética precisa estar sempre por dentro de todas as novidades na área.

Isso é essencial porque que estamos falando de um mercado bastante dinâmico no mundo todo, que investe em pesquisa e desenvolvimento e todo dia lança um produto que promete combater as rugas, por exemplo, ou um aparelho que diz revolucionar o tratamento da celulite.

Onde o técnico em Estética trabalha?

De Norte a Sul, o mercado brasileiro de Estética é gigantesco e floresce até nas menores cidades.

Os técnicos normalmente trabalham em clínicas, salões de beleza, academias, hotéis e resorts ou SPAs.

O empreendedorismo é forte no setor, muita gente sonha em abrir o próprio salão ou clínica.

No entanto, a área ainda carece profissionais qualificados, especialmente aqueles que trazem conhecimentos avançados em cosmetologia, intervenções e disfunções estéticas. Ou, para quem quer abrir o próprio negócio, conhecimentos sobre gestão, administração e contabilidade.

É isso que os cursos em Estética pretendem mudar.

Entenda melhor essa história no tópico a seguir!

Por que é importante fazer um curso de Estética?

O mercado de Estética já é competitivo e tende se tornar ainda mais nos próximos anos.

Por isso não dá mais para contar só com o talento para fazer um bom corte de cabelo ou maquiagem. Muita gente aposta em formação de qualidade para alavancar suas chances de expandir a atuação e se dar bem como profissional.

Existem dois tipos de cursos disponíveis. Entenda as diferenças:

Técnico em Estética

O curso técnico em Estética tem duração de um ano e meio, aproximadamente, e é uma formação profissional de nível médio.

Nesse período, os alunos vão entender as bases teóricas da Estética e da Cosmetologia e aprender a realizar os principais procedimentos faciais e corporais.

Está disponível nas principais escolas de formação profissional pelo país, como o Senac, por exemplo.

Superior em Estética

O curso superior em Estética é oferecido em grau de tecnologia.

A formação dura de dois a três anos, dependendo da faculdade. Ele aprofunda e expande todos os temas vistos no curso técnico. É ideal para quem quer ter ainda mais chances de crescer na carreira, já que o aluno irá ter acesso a um número maior de técnicas e procedimentos.

É perfeito também para quem quer ter um negócio próprio, já que traz em sua grade curricular muitas disciplinas da área de gestão e administração de empresas.

E o melhor: está disponível em um número surpreendente de faculdades pelo país. Vamos falar disso lá no último tópico.

Antes, confira quais são os conhecimentos que tanto os técnicos quanto os tecnólogos precisam ter para se dar bem no mercado de trabalho!

O que um técnico ou tecnólogo em Estética precisa conhecer

Um bom técnico ou tecnólogo em Estética deve ter um conhecimento abrangente da sua área de atuação e se manter atualizado sobre as novidades do setor.

Pensando nisso, a gente reuniu aqui algumas atribuições que o profissional de sucesso deve desenvolver – o que é feito com a ajuda do curso.

Confira:

  • Estratégias de relacionamento com os clientes
  • Técnicas de estética capilar
  • Técnicas de maquiagem
  • Técnicas de micropigmentação
  • Avaliar as condições de saúde e hábitos de vida do cliente
  • Combinar cosméticos
  • Realizar procedimentos para renovação celular da pele, hidratação, redução de secreções sebáceas e amenização de manchas.
  • Procedimentos de relaxamento e bem-estar corporal para redução da gordura subcutânea, fibras colágenas e tônus muscular
  • Terapias alternativas e qualidade de vida (aromaterapia, ayurveda, etc.)
  • Gestão de pessoas e negócios
  • Biossegurança
  • Primeiros Socorros

Onde estudar Estética

Como a gente já falou lá em cima, o curso técnico de Estética pode ser encontrado em centros de formação profissional.

Já o tecnólogo, o superior, está disponível em mais de 230 faculdades, 70 das quais oferecem também a possibilidade de estudar a distância.

Você pode encontrá-lo sob diversos nomes, mas os mais comuns são Estética e Cosmética ou Embelezamento e Imagem Pessoal.

Com o diploma de nível superior é possível investir em formações de alto nível, tipo pós-graduações, sem falar que é mais fácil de descolar trabalho em locais que exigem mais qualificação, como indústria de cosméticos, clínicas e SPAs.

Por isso, nossa recomendação é que você opte pelo curso superior. Inclusive, muitas vezes os valores das mensalidades são bem próximos aos do curso técnico.

Se você ainda não começou sua pesquisa, a gente traz aqui algumas faculdades de qualidade que contam com o curso superior de Estética tanto na modalidade presencial quanto na EAD.

Conheça:

Veja também:

Quanto ganha um Esteticista?

Gostou do curso de Estética? Qual a melhor opção para você, o técnico ou o superior? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin