Descubra qual é o salário de quem faz Ciências Econômicas

Sabia que o profissional de Ciências Econômicas pode ganhar muito bem? Descubra quanto agora mesmo!

Se você está em dúvidas sobre fazer ou não Ciências Econômicas, saiba que a economia é um dos mais importantes eixos de sustentação social. Você imagina como seria o planeta se não tivéssemos um sistema econômico organizado?

Difícil, não é?

O economista é o profissional que estuda os fenômenos e questões por trás de tudo isso: as oscilações do mercado financeiro, economia global e nacional, impactos socioeconômicos, investimentos públicos e privados, câmbio, orçamentos, produto interno bruto, crises, políticas de incentivo e inclusão e tantos outros.

Economistas são figuras essenciais para o entender e promover o desenvolvimento social humano. Por isso têm sido bastante valorizados no mercado de trabalho, especialmente nesse momento de instabilidade que estamos vivendo.

Quer saber quanto eles ganham por mês? A seguir, descubra qual é o salário para quem faz Ciências Econômicas e como entrar na área com tudo!

Salário para quem faz Ciências Econômicas

Economia é uma área abrangente, com diversas possibilidades de atuação.

Para determinar os salários médios pagos aos economistas recorremos a algumas das mais conhecidas consultorias de Recursos Humanos e plataformas de emprego no país.

Como você vai ver a seguir, os valores mudam conforme a experiência do profissional e o tamanho da empresa onde ele trabalha.

Vamos aos salários!

De acordo com a Catho, o salário médio de quem faz Ciências Econômicas no Brasil é de R$ 3.200, aproximadamente. O valor é muito próximo daquele revelado pelo Trabalha Brasil, que aponta um valor de R$ 3.400.

As variações entre tempo de experiência e porte da empresa revelam os seguintes valores:

  • Início de carreira: entre R$ 1.700 (pequena empresa) e R$ 2.900 (grande empresa)
  • 2 a 4 anos de experiência: entre R$ 2.100 e R$ 3.550
  • 4 a 6 anos de experiência: entre R$ 2.600 e R$ 4.400
  • 6 a 8 anos de experiência: entre R$ 3.300 e R$ 5.500
  • Mais de 8 anos de experiência: entre R$ 4.100 e R$ 6.900

Em outros cargos que os economistas podem ocupar, temos os seguintes salários:

  • Agente de investimento: entre R$ 2.700 e R$ 4.300
  • Consultor: entre R$ 3.700 e R$ 7.600
  • Perito: entre R$ 4.700 e R$ 9.600

Mas há outras posições em que os economistas estão se dando muito bem. Descubra no próximo tópico.

Onde os economistas estão ganhando mais?

Os salários mais interessantes para os economistas estão nos cargos de gestão de grandes empresas. Nelas, de acordo com o estudo da consultoria Robert Half, os economistas podem faturar até R$ 80.000 por mês.

Veja algumas das posições mais interessantes:

  • Diretor financeiro: R$ 80.000
  • Gerente de planejamento financeiro: R$ 30.000
  • Gerente de auditoria: R$ 28.000
  • Gerente fiscal: R$ 26.000

Estamos falando obviamente de empresas de grande porte (indústrias, bancos e multinacionais, principalmente) e de profissionais de renome no mercado.

Outra área que tem rendido ganhos interessantes é a de investimentos. Como conhecedor das principais características de cada tipo de investimento, os economistas podem aplicar seu próprio dinheiro em diferentes fundos ou vender o serviço de consultoria para terceiros. Nesse caso os ganhos são bastante variáveis, mas com grandes possibilidades de alcançar valores interessantes.

Para chegar a um bom cargo no mercado corporativo ou à indústria de investimentos, o profissional precisa se destacar: fazendo pós-graduações, obtendo experiências diversas (inclusive no exterior) e tendo muito jogo de cintura para lidar com mercados e clientes.

O curso de Ciências Econômicas

O curso de Ciências Econômicas pode ser encontrado em centenas de faculdades brasileiras. É um bacharelado com quatro anos de duração.

Na faculdade os alunos vão destrinchar todos os meandros dos sistemas econômicos local, nacional e global: história, política, indicadores econômicos, sistemas produtivos, legislação, comércio, indústria, patrimônio, investimento e tendências.

Complementarmente, vão abraçar a sociologia, a política e o direito.

Trata-se de uma formação com forte base teórica, recomendada pra quem tem gosto por longas leituras e análises críticas. Também é bastante dinâmica, já que tudo pode mudar a qualquer momento.

A ideia é formar profissionais capazes de interpretar informações econômicas (grandes quantidades de dados, tendências, notícias) e transformá-las em insumos estratégicos para tomada de decisão – um talento muitíssimo apreciado por empresas de todo o mundo.

O economista pode buscar especialização em áreas como Meio Ambiente, Mercado Financeiro, Empresarial, Políticas Públicas. Pode trabalhar em diferentes locais: consultorias, bancos, fundações, institutos de pesquisa, empresas de planejamento, empresas de investimento, comércio, indústria, organizações não governamentais e no setor público.

Onde estudar Ciências Econômicas

Ciências Econômicas, ou Economia, está presente em aproximadamente 200 faculdades pelo Brasil. O curso está bem distribuído por instituições da rede pública e particular de ensino. Atualmente conta com 52 mil alunos matriculados – o que dá uma ideia da concorrência que você deve encontrar mais adiante, quando tiver de encarar o mercado de trabalho.

Por esse motivo é essencial investir num ensino de qualidade, para poder dar seus primeiros passos na carreira com um bom diferencial.

Além do curso tradicional, dá para estudar também a distância em algumas faculdades. Nesse caso é preciso ter bastante disciplina para fazer a graduação de casa, assistindo às aulas pela internet. É um modelo validado pelo Ministério da Educação (MEC), que rende um diploma válido no mercado de trabalho.

Para você que quer fazer Ciências Econômicas com garantia de qualidade, a gente separou algumas faculdades onde existe o curso no formato presencial ou a distância.

Conheça:

Veja também:

Qual é o salário de Ciências Contábeis?

Curtiu os salários de Ciências Econômicas? Vai investir na profissão? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin