Descubra quanto ganha um profissional de Comércio Exterior

Quem investe no crescimento profissional está ganhando uma boa grana com Comércio Exterior. Veja alguns valores aqui!

Comércio Exterior é uma área que está há algum tempo em alta, especialmente depois que o Brasil se firmou definitivamente no cenário internacional.

Estamos entre os maiores exportadores de matérias primas do mundo. Para dar conta de tudo isso é preciso contar com a ajuda de profissionais bem qualificados, capazes de ampliar a demanda atual e enxergar possibilidades de fechar negócio.

Justamente essa é uma das principais tarefas de quem trabalha com Comércio Exterior.

Mas será que a profissão é bem paga?

A seguir, descubra quanto ganha um profissional de Comércio Exterior e onde encontrar os melhores cursos para entrar na área com tudo!

O que é Comércio Exterior

A gente chama de comércio exterior toda transação comercial de importação ou exportação entre diferentes países, seja de bens materiais ou serviços.

Só que esse processo de importar e exportar não é tão simples. Há todo um conjunto de leis, regras e procedimentos fiscais e sanitários que precisam ser cumpridos e que variam bastante de acordo com o país.

Como um dos maiores exportadores do mundo, especialmente de produtos agrícolas, o Brasil oferece um campo amplo de oportunidades para os profissionais que trabalham com comércio exterior.

Eles devem controlar o fluxo de importação e exportação levando em conta as regras alfandegárias, o câmbio e as questões administrativas, explorar novos negócios, atender às demandas dos seus clientes e criar estratégias comerciais que possam ser positivas para ambos os lados.

Comércio Exterior oferece várias áreas de atuação. Entre as mais populares, destacamos:

  • Despachos de operações
  • Negociações internacionais
  • Tarifas
  • Financiamento e garantia
  • Fiscalização
  • Trading
  • Marketing internacional
  • Transportes
  • Seguros
  • Consultoria
  • Cotação
  • Tributação
  • Gestão
  • Logística internacional

Mas a questão que todo mundo quer saber é: quanto ganha um profissional que atua com Comércio Exterior?

Veja a seguir!

Quanto ganha um profissional de Comércio Exterior

O salário de um profissional de Comércio Exterior varia conforme seu cargo, sua experiência, sua área de atuação e o porte da empresa para a qual trabalha.

Segundo a Catho, o salário médio de um analista de Comércio Exterior é de R$ 3.150.

Os valores vão aumentando conforme a posição:

  • Chefe de Comércio Exterior: R$ 9.330
  • Gerente de Comércio Exterior: R$ 9.200
  • Assessor de Comércio Exterior: R$ 6.640
  • Supervisor de Comércio Exterior: R$ 4.980
  • Coordenador de Comércio Exterior: R$ 4.440

No comecinho de carreira, os profissionais recém-chegados ao mercado de trabalho vão ganhar entre R$ 1.500 e R$ 2.600, aproximadamente, dependendo do tamanho da empresa. Os mais experientes, com mais de oito anos de carreira, podem receber entre R$ 3.700 e R$ 6.200.

Os melhores salários estão em cargos gerenciais. Como você pode ver acima, chefes e gerentes têm uma média salarial acima de R$ 9.000. Os diretores, então, podem ganhar quase quatro vezes mais.

Em média, um diretor de Comércio Exterior ganha R$ 12.800 numa empresa de médio porte. Depois de um certo tempo ele pode ver seus ganhos ultrapassarem os R$ 32.000 mensais em uma empresa maior.

Chegar lá requer dedicação extra e muito investimento em estudos e aquisição de experiências. Cursos de pós-graduação (especializações e MBAs) são importantes. Falar fluentemente pelo menos dois idiomas além do português (inglês e espanhol, inglês e mandarim, inglês e francês, etc.) é quase obrigatório.

Mesmo com as baixas na balança comercial brasileira registradas nos últimos anos e a queda nas importações derivadas da alta do dólar, os profissionais de Comércio Exterior seguem requisitados e, por vezes, com bons salários.

Como entrar na área de Comércio Exterior

O caminho mais rápido para entrar na área de Comércio Exterior é fazendo um curso superior. Existem duas formas de estudar: optando por um curso de bacharelado, com quatro anos de duração, ou um tecnólogo, com dois anos.

As vantagens do tecnólogo, além da rapidez, são: contar com uma oferta mais ampla que a de bacharelado e ser mais focado na prática profissional.

Presente em mais de 150 instituições, o tecnólogo oferece as bases que os alunos precisam para aprender a lidar com todos os processos de importação e exportação: despacho, logística, operações, tributos, desembaraço, câmbio, contratos, legislação aduaneira. Também aponta os caminhos para prospecção de mercado e elaboração de planos de ação em diversos setores econômicos.

O curso de Comércio Exterior também pode ser feito a distância, com reconhecimento do Ministério da Educação (MEC). É uma forma mais econômica e prática de entrar na área, acompanhando quase toda a graduação de casa, pela internet, com suporte constante de professores e tutores.

Antes de se matricular no curso presencial ou a distância, no bacharelado ou no tecnólogo, verifique se a instituição é bem avaliada junto ao mercado: isso pode ajudar bastante na hora de batalhar uma posição nessa concorrida área de atuação.

Abaixo, a gente separou algumas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC onde você encontra o curso de Comércio Exterior em diferentes modalidades:

Veja também:

Como está o mercado de trabalho para Relações Internacionais?

Está pensando em entrar na área de Comércio Exterior? Conte para a gente nos comentários que tipo de curso você gostaria de fazer!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin