dcsimg

Descubra qual é o salário de um Engenheiro da Computação

Veja como o profissional de Engenharia da Computação pode chegar a receber mais de R$ 50 mil por mês!

Quando você une duas áreas bem posicionadas no mercado de trabalho – a engenharia e a computação – não tem como dar errado: tem bons salários e muitas oportunidades de trabalho na certa!

Por aqui, a Engenharia da Computação não conhece tempo ruim. Seja no desenvolvimento de soluções para empresas de tecnologia ou na automação industrial, é um profissional normalmente muito bem remunerado – e que às vezes nem precisa procurar tanto por um emprego: muitas das contratações acontecem ainda no período de estágio!

Tem curiosidade de saber quanto ganha o engenheiro de computação? Pois fique de olho que a gente revela tudo a seguir – e com um detalhe a mais: as melhores faculdades onde estudar!

Qual é o salário do engenheiro da computação

Engenharia é uma das profissões que contam com um salário mínimo profissional válido em todo o território nacional.

A Lei 4.950-A/66 determina que qualquer engenheiro, inclusive o da Computação, deve receber pelo menos nove salários mínimos para uma jornada de 40 horas semanais (8 horas diárias) ou de pelo menos seis salários mínimos para 30 horas semanais (6 horas diárias).

Espera-se que esse valor seja cumprido à risca, mas na prática nem sempre é assim.

De acordo com a Catho, uma das maiores consultorias de emprego do país, o salário médio nacional de um engenheiro da computação é de R$ 4.000, sem especificar a carga horária semanal.

O valor sobe bastante quando o profissional ocupa cargos de gestão. Aqui, no caso, mais do que duplica: oscila de R$ 7.900 a R$ 9.200, em média, podendo ultrapassar os R$ 16.000.

A consultoria afirma, no entanto, que para atingir cargos mais elevados é necessário bastante experiência, pós-graduação (um MBA é o mais indicado) e inglês fluente.

Em outras atuações, os engenheiros da computação que pensam em trabalhar como analistas de sistemas vão encontrar salários na faixa dos R$ 4.200, podendo chegar a R$ 8.000

Os estagiários começam com pouco mais de um salário mínimo.

Se você não se animou muito com esses salários, vai ficar feliz em saber que o engenheiro da computação pode ganhar muito, muito mais que isso.

Veja como a seguir!

Onde estão os maiores salários para os engenheiros da computação?

Na área de Engenheira o mercado está bem aquecido em empresas multinacionais e nas indústrias.

Nelas, há salários muito maiores rolando, especialmente em cargos de alta gerência.

Pelo menos é isso o que aponta um estudo realizado anualmente pela consultoria Robert Half.

Aqui, os ganhos mensais dos engenheiros podem superar a incrível marca de R$ 50.000 mensais.

A consultoria aponta que o quente mesmo é a área de cadeia de suprimentos (ou supply chain). É aqui que estão os maiores ganhos, com salários que variam de R$ 22.000 a R$ 55.000, dependendo do porte da empresa.

Diretores de Engenharia estão ganhando entre R$ 20.000 e R$ 45.000, enquanto um Diretor de Operações leva entre R$ 20.000 e R$ 44.000 por mês!

E não para por aí. Gerentes de Compras podem ganhar entre R$ 12.000 e R$ 33.000, enquanto os que trabalham com Logística e Melhoria Contínua podem receber entre R$ 9.000 e R$ 27.000.

Gerentes de Contrato recebem entre R$ 7.000 e R$ 40.000; Gerente de Obras, entre R$ 10.000 e R$ 26.000.

Dica importante: A Robert Half pontua que o mercado está buscando engenheiros que, além de bom conhecimento na área, também tenham visão de negócios, habilidade de vendas e de relacionamento com o cliente. É um novo perfil profissional, um tanto distante daquele padrão clássico de outras décadas, que era muito mais analítico e meramente técnico.

Como se tornar engenheiro da computação

Para se tornar engenheiro da computação é necessário seguir dois passos básicos:

  1. Fazer o curso de Engenharia da Computação em uma universidade reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).
  2. Obter o registro profissional junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), depois da formatura.

No Brasil, a Engenharia é uma profissão extremamente regulamentada. O ofício é restrito a quem é formado em algum bacharelado de Engenharia. Existem até cursos similares, como Ciência da Computação, ou Redes de Computadores, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, mas nenhum deles habilita o profissional a atuar como engenheiro.

Mas vamos ao curso:

Engenharia da Computação é um bacharelado com cinco anos de duração e está disponível em cerca de 250 faculdades autorizadas pelo MEC em todo o país.

A graduação pode ser feita tanto no formato presencial quanto online.

Nesses 10 semestres de curso, os alunos farão uma imersão total em temas como linguagens de programação, circuitos eletrônicos e computacionais, eletromagnetismo, engenharia de software, sistemas operacionais, lógica matemática, redes, inteligência artificial e muito mais.

O curso também pode ser encontrado na modalidade a distância. Nesse caso, é feito no formato semipresencial, no qual há um equilíbrio entre as aulas presenciais, realizadas semanalmente ou quinzenalmente nos polos de apoio, e a parte online, que acontece num ambiente virtual de aprendizagem com apoio de professores e tutores.

O curso de Engenharia da Computação a distância rende diploma válido no mercado de trabalho e os formados nessa modalidade podem obter o registro no CREA normalmente. Para tanto, é necessário que a faculdade seja reconhecida formalmente pelo MEC.

Onde estudar Engenharia da Computação

Você certamente não vai ter dificuldade de encontrar o curso de Engenharia da Computação – presencial ou a distância – na sua cidade.

A dica é buscar instituições que sejam bem avaliadas, o que significa um diploma diferenciado no mercado de trabalho.

A gente tem algumas sugestões para você colocar no seu radar. Conheça:

Veja também:

Quanto ganha um Engenheiro de Produção?

Vai tentar a carreira de Engenharia da Computação? Conte para a gente o que achou dos salários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin