Descubra quanto ganha um engenheiro agrícola

O engenheiro agrícola tem um grande papel no campo para desenvolver novas tecnologias e melhorar a produtividade.

Este profissional é o responsável pela parte mecânica da agricultura, ou seja, do planejamento, da criação e da manutenção das máquinas e também da criação das condições ideais para o plantio e do armazenamento de produtos agrícolas.  

Uma profissão essencialmente da área de exatas, pois exige conhecimentos em física e matemática, sendo que há muitos cálculos para que tudo funcione com precisão.

Assim como todas as engenharias, o curso é bastante puxado, com duração de 5 anos. É preciso estudar bastante, e o salário condiz com todo esse esforço. 

Vamos descobrir agora quanto ganha um engenheiro agrícola! 

O salário de um engenheiro agrícola

Existe uma lei, que foi firmada em 1966, que regulamenta um piso salarial para os profissionais formados em engenharia, é a lei 4.950-A/66. 

Ela fixa uma tabela, vinculada ao valor do salário mínimo vigente e ao número de horas trabalhadas, que os contratantes devem levar consideração, independentemente da cidade ou do estado de atuação do profissional. 

Quem fiscaliza esse cumprimento é o CONFEA, Conselho Federal de Engenharia e Agronomia. Veja a tabela:

  • 6 horas: 6 salários mínimos
  • 7 horas: 7,25 salários mínimos
  • 8 horas: 8,5 salários mínimos

Os salários são bastante atrativos, mas o trabalho é bastante exigente, já que a responsabilidade do engenheiro agrícola é grande e ele precisa lidar com muitas adversidades.

Como se diferenciam os salários dos engenheiros agrícolas

A variação dentro do piso estabelecido pelas horas é bastante grande e depende do setor em que o engenheiro irá trabalhar.

Nas engenharias, existem também hierarquias pelos anos de experiência, os profissionais com até 4 anos são considerados Júnior, entre 4 e 6 anos, Pleno. E acima de 6 anos, Sênior

Desde a faculdade, os estudantes  já podem fazer estágios e, nos últimos anos ou logo ao terminar, concorrerem a vagas de Trainees. Nesses casos, não há uma tabela fixada e alguns estágios, mesmo que em sua minoria, não são remunerados. 

Quem entra como Trainee, em uma empresa, começa com um bom salário (em média R$ 2.000,00) e tem grandes oportunidades de seguir sua carreira como contratado no futuro. 

O mercado de trabalho para o engenheiro agrícola

O mercado para um engenheiro agrícola é bem variado e depende da especialização que ele decide seguir, já que a profissão é um elo entre a engenharia e a agricultura.

Os profissionais dispõem de ferramentas das ciências exatas para melhorar a eficiência dos empreendimentos agrícolas, principalmente no que diz respeito à produção, diminuindo seus custos e entregando resultados com qualidade superior. Eles podem trabalhar em:

  • Projetos de irrigação
  • Desenvolvimento de tratores e outras máquinas agrícolas
  • Física e mecânica do solo
  • Armazenamento de grãos
  • Construção rural

As contratações não seguem um padrão, já que muitas culturas são sazonais e os empresários costumam recrutar trabalhadores durante as suas safras.

Setores que contratam engenheiros agrícolas

Já falamos sobre as funções que o engenheiro agrícola pode exercer, vejamos os tipos de empresa que mais os contratam:

  • Indústria de fabricação açúcar em bruto.
  • Indústria de fabricação de álcool.
  • Serviços de agronomia e de consultoria às atividades agrícolas e pecuárias.
  • Comércio atacadista de defensivos agrícolas, adubos, fertilizantes e corretivos do solo.
  • Campos de cultivo de soja.
  • Fabricação de máquinas e equipamentos de uso geral, peças e acessórios.
  • Comércio atacadista de máquinas, aparelhos e equipamentos para uso agropecuário.

A pecuária, apesar de não fazer parte da sua formação, também demanda esses profissionais como apoio em suas operações.

Existe diferença entre Engenharia Agrícola ou Agronômica?

Essa é uma dúvida bastante comum e já de início podemos dizer que são dois tipos diferentes de engenharia. 

O engenheiro agrícola tem uma formação que abarca a Matemática e a Física, enquanto o engenheiro agrônomo tem mais matérias relacionadas à Biologia e à Química.

Para ficar mais claro, o engenheiro agrícola tem uma visão de como melhorar as condições da irrigação do solo, como será feita a colheita e como os seus produtos serão processados.

Já o engenheiro agrônomo mede os nutrientes daquele solo, a qualidade da água nos locais e a composição genética das plantas, entre outros.

Quais faculdades fazer para atuar com Engenharia Agrícola?

A profissão de Engenharia Agrícola foi criada nos anos 70, quando foi constatada a necessidade de um profissional que entendesse de engenharia e de agricultura, já que o engenheiro agrônomo não tinha uma base grande com o desenvolvimento de máquinas e o engenheiro civil ou elétrico não tinha grandes conhecimentos em agricultura.

Ela surgiu de uma mesclagem, portanto, até hoje há outras profissões que podem atuar em seu campo, contanto que obtenham a autorização do CREA de sua região. 

Algumas  faculdades oferecem cursos presenciais e outros totalmente a distância. Sim! Existem vários cursos de Engenharia EAD, é só você procurar e conferir todas as vantagens de ter um ensino de qualidade e poder estudar com maior flexibilidade de horários.

Mesmo que o curso específico de Engenharia Agrícola não esteja disponível, com o seu diploma, que será válido em todo território nacional, poderá fazer uma especialização para trabalhar na agricultura, se essa é a sua vontade. Dentre eles, os mais comuns são as demais engenharias, principalmente:

Onde encontrar uma boa faculdade de Engenharia 

Não precisa ir longe, na sua cidade certamente tem algum polo das seguintes faculdades:

Você pode começar um curso de Engenharia reconhecido pelo MEC já no próximo semestre. 

Com a sua nota do Enem, com uma pontuação mínima de 300 e redação sem estar zerada, pode entrar direto e ainda concorrer a bolsas de estudo de até 100%.

Veja também:

Confira os melhores cursos de Engenharia a distância

Descubra quanto ganha um agrônomo

Já está acordando com as galinhas para garantir a sua vaga em um curso de Engenharia Agrícola? Conte-nos aqui nos comentários como estão os seus estudos e se essa é realmente a área que quer seguir!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin