Descubra quanto ganha um engenheiro agrônomo

Quer seguir a carreira de engenheiro agrônomo? Veja agora mesmo quanto ganha esse profissional no Brasil!

O engenheiro agrônomo desempenha um papel fundamental na economia brasileira.

Atualmente, produtos agropecuários são responsáveis pela metade das exportações do país. Sem contar que representam mais de 20% do nosso Produto Interno Bruto (PIB).

Por desenvolver técnicas e estudos capazes de aumentar a produtividade da agricultura e da pecuária, o engenheiro agrônomo está com tudo no mercado de trabalho, com salários bem interessantes.

Veja agora mesmo quanto ganha um engenheiro agrônomo e onde estudar para seguir essa carreira!

Quanto ganha um engenheiro agrônomo

Em nossas pesquisas, encontramos diversas fontes e faixas de remuneração para o cargo de engenheiro agrônomo.

Vamos reunir tudo aqui para você avaliar e tirar suas próprias conclusões.

De acordo com o site de empregos Catho, cujo levantamento é feito a partir dos anúncios de vagas em sua plataforma, a remuneração média oferecidas a engenheiros agrônomos é de R$ 5 mil, aproximadamente. A pesquisa mais recente disponível se baseia em ofertas nos estados de São Paulo e Paraná.

Já a plataforma Trabalha Brasil traz um panorama mais completo, com faixas salariais de acordo com a experiência do profissional e o porte da empresa contratante. Segundo esse levantamento, temos a seguinte remuneração média aproximada para o engenheiro agrônomo:

Quanto ganha o engenheiro agrônomo em empresas de pequeno porte

  • Trainee: R$ 2.500
  • Júnior: R$ 3.200
  • Pleno: R$ 4.000
  • Sênior: R$ 5.000
  • Máster: R$ 6.200

Quanto ganha o engenheiro agrônomo em empresas de médio porte

  • Trainee: R$ 3.300
  • Júnior: R$ 4.000
  • Pleno: R$ 5.200
  • Sênior: R$ 6.400
  • Máster: R$ 8.00

Quanto ganha o engenheiro agrônomo em empresas de grande porte

  • Trainee: R$ 4.300
  • Júnior: R$ 5.400
  • Pleno: R$ 6.700
  • Sênior: R$ 8.400
  • Máster: R$ 10.400

Para concluir, vamos ver o levantamento do Salário.com.br, realizado a partir dos dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), com mais de 2.800 salários em regime CLT.

Aqui, a média brasileira fica em torno de R$ 7.500, com piso de aproximadamente R$ 6.800 e teto de R$ 19.100.

Ainda de acordo com essa pesquisa, os estados com melhor média salarial para engenheiros agrônomos são:

  • Distrito Federal: R$ 14.056
  • Ceará: R$ 11.258
  • Sergipe: 10.919
  • São Paulo: R$ 9.301
  • Goiás: R$ 8.018

Se o seu lance é buscar uma vaga de engenheiro agrônomo em órgãos públicos, saiba que há salários bem interessantes nessa esfera.

Algumas das entidades que costumam abrir concurso para engenheiros agrônomos são:

  • Prefeituras
  • Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA)
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
  • Agência Nacional das Águas (ANA)

Quem conquistar uma vaga no MAPA ou na ANA, por exemplo, pode ter salários-base a partir de R$ 15 mil.

Como se tornar um engenheiro agrônomo

Para atuar como engenheiro agrônomo só tem um caminho: cursar a faculdade de Agronomia (Engenharia Agronômica) em faculdade reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e obter o registro profissional no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

O curso de Agronomia é um bacharelado que dura cinco anos e está disponível em faculdades públicas e privadas de todo o Brasil.

Para ingressar no curso, uma boa pedida é fazer o Enem.

Como Enem você pode usar seu desempenho para:

  • Concorrer a uma vaga de Agronomia pelo Sisu, que seleciona estudantes para universidades públicas e institutos federais.
  • Tentar uma bolsa de estudos pelo ProUni, que oferece bolsas parciais e integrais em cursos bem avaliados pelo MEC, inclusive Agronomia.
  • Disputar um financiamento a juros baixos para pagar o curso de Agronomia usando o FIES.
  • Entrar na faculdade particular de Agronomia sem fazer vestibular, usando o sistema de ingresso direto.

O curso de Agronomia está disponível em faculdades como:

Alternativa ao curso de Engenharia Agronômica

A gente sabe que nem todo mundo tem condições de fazer uma faculdade de cinco anos, seja porque tem pressa em entrar no mercado de trabalho, seja porque não tem fôlego financeiro para se dedicar tanto tempo aos estudos.

Felizmente, existe um curso superior de menor duração para quem quer trabalhar com agronomia, o tecnólogo em Agronegócios.

Com duração que varia entre 2 e 3 anos, o curso de Gestão do Agronegócio, como também é chamado, é fortemente calcado nas necessidades do mercado e forma profissionais aptos a suprir a demanda por gente qualificada nesse setor tão importante da economia.

A área de atuação do tecnólogo em agronegócio é mais restrita do que a do engenheiro. Mas isso não significa que não tenha belas oportunidades para quem seguir se qualificando.

De acordo com a plataforma Trabalha Brasil, um tecnólogo em agronegócio em início de carreira ganha entre R$ 1.600 e R$ 2.700, dependendo do porte da empresa contratante. Já quem tem mais experiência pode receber entre R$ 3.800 e R$ 6.500.

Tem interesse?

Então veja aqui algumas ótimas faculdades que oferecem o curso de tecnólogo em Agronegócio, todas reconhecidas pelo MEC e com facilidades como bolsas de estudos e financiamentos sem burocracia:

Veja também:

Descubra quanto ganha um administrador

O que achou do salário de engenheiro agrônomo? Pensa em estudar Engenharia ou Tecnólogo em Agronegócio? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin