dcsimg

Descubra quanto ganha um escritor

Sonha em ser escritor ou escritora? Veja quais são os salários pagos a esses profissionais!

O bom de ser escritor é que tem trabalho para todos os gostos: para quem gosta de escrever sobre ficção, cinema, literatura, artes, política, religião, ciência, mundo digital, publicidade, negócios, educação, astrologia, medicina, enfim, tudo mesmo!

É um trabalho que exige dinamismo e olhar atento ao que está acontecendo no mundo.

Mas será que o escritor é bem pago no mercado de trabalho?

A seguir, descubra quanto ganha um escritor e em quais cursos investir para se tornar um!

Quanto ganha um escritor

O escritor pode trabalhar em diversas áreas do mercado de trabalho.

As mais comuns, no entanto, são aquelas que lidam com comunicação.

Por isso, aqui a gente vai listar os salários dos cargos mais frequentes que eles ocupam.

A começar pelo editor de texto, que responde pela edição de tudo o que é publicado em livros, jornais, sites, etc. O salário inicial é de R$ 3.500, aproximadamente.

O produtor editorial, que acompanha a produção de livros, revistas e afins, também tem um salário similar: R$ 3.400.

O coordenador editorial, que tem um cargo mais voltado à gestão da produção, recebe mais: R$ 4.500.

O redator publicitário, produz textos de peças para divulgação de campanhas na internet, impresso, TV ou rádio, tem salário de R$ 3.200, segundo a Catho.

Entre outros cargos comumente ocupados por escritores, destacamos:

  • Analista de conteúdo: R$ 2.300
  • Analista de comunicação: R$ 3.000
  • Analista de comunicação interna: R$ 3.300
  • Assessor de comunicação: R$ 2.700
  • Assistente editorial: R$ 2.100
  • Analista de redes sociais: R$ 2.200

Em início de carreira, um escritor pode ganhar entre R$ 1.100 e R$ 1.900.

Conforme vai ganhando experiência, o salário vai subindo:

  • Entre R$ 1.400 e R$ 2.400 para quem tem entre 2 e 4 anos de experiência.
  • Entre R$ 1.800 e R$ 3.000 para quem tem entre 4 e 6 anos de experiência.
  • Entre R$ 2.200 e R$ 3.700 para quem tem entre 6 e 8 anos de experiência.
  • Entre R$ 2.700 e R$ 4.600 para quem tem mais de 8 anos de experiência.

Na lista acima, os melhores salários são pagos por empresas de grande porte – aquelas que têm mais de mil funcionários.

Os escritores que sonham em lançar seus próprios livros normalmente trabalham por conta própria ou, no caso dos profissionais que já têm contrato com editoras, sob demanda.

Os ganhos podem variar bastante dependendo do acordo feito com a editora.

Cursos para quem quer ser escritor

Há uma boa variedade de cursos para quem gosta de escrever.

Alguns trabalham mais diretamente a atividade, enquanto outros têm uma abordagem não tão direta – mas ainda assim guardam uma forte relação com a escrita.

Entre os recomendados para escritores, temos:

Jornalismo – Bacharelado com quatro anos de duração. É um dos que mais exigem habilidades de escrita dos seus estudantes, do primeiro ao último semestre. Também pode ser encontrado com o nome Comunicação Social – habilitação em Jornalismo.

Letras – Curso que tem dois graus de formação: bacharelado, para quem quer trabalhar em editoras, jornais e afins, e o de licenciatura, para quem quer ser professor de língua portuguesa. Ambos exigem altas habilidades de escrita e alguns têm ênfase em literatura brasileira. São quatro anos de duração.

Filosofia – Outro curso que vai exigir muita leitura e escrita de altíssimo nível, Filosofia pode ser encontrado em grau de bacharelado e licenciatura e tem quatro anos de duração.

História – Também em grau de licenciatura e bacharelado, é ideal para quem gosta de escrever sobre fatos ocorridos no passado e no presente. Tem quatro anos de duração.

Cinema e Audiovisual – Roteiros, pesquisa histórica, fundamentação teórica – tudo isso é essencial para produzir peças do audiovisual. Não há um bom filme ou série sem um bom texto por trás. O curso de Cinema é um bacharelado com quatro anos de duração.

Outros que exigem uma forte veia literária são:

Publicidade e Propaganda – Para quem gosta de redação publicitária e de escrever roteiros para animações e comerciais de televisão. Trata-se de um bacharelado com duração de quatro anos.

Comunicação Institucional – Mais focado em comunicação interna, o curso é voltado para desenvolvimento de ações corporativas. Texto é uma parte significativa do trabalho. A formação é em grau de tecnólogo, que é de nível superior, em apenas dois anos.

Todos os cursos acima podem ser feitos presencialmente ou a distância, com diploma reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e boa aceitação no mercado de trabalho.

A seguir, descubra onde você pode começar sua carreira.

Onde estudar para ser escritor

Escrever bem envolve muita, muita leitura, estar sempre a par das novidades e, claro, mãos à obra o tempo todo.

Uma boa formação de nível superior faz toda a diferença nesse caso.

Para isso, os interessados devem se assegurar de que estão escolhendo o curso certo numa faculdade de excelência.

Não pense que isso é bobagem. É preciso saber escolher entre as inúmeras opções disponíveis no mercado e verificar se a instituição é reconhecida e bem avaliada pelo MEC.

Isso vai fazer um bem danado para a sua vida profissional, acredite.

Abaixo, a gente escolheu algumas faculdades onde você encontra boa parte dos cursos que ampliam o talento dos escritores.

Dê uma olhada:

Veja também:

Jornalismo ou Publicidade: qual a melhor opção?

O que achou do salário do escritor? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin