Descubra quanto ganha um geógrafo

Requisitado, o geógrafo é um profissional que pode encontrar bons salários no mercado de trabalho. Veja quanto ele ganha!

Geografia é uma área bem mais ampla do que estamos acostumados a ver no ensino médio. Vai muito além de clima, relevo, vegetação e hidrografia.

Os geógrafos têm profundos conhecimentos políticos, especialmente dos que tratam dos impactos da atividade humana.

Se você parar para analisar, vai perceber que meio ambiente está nas pautas prioritárias das discussões por todo o planeta.

E quem são os profissionais mais procurados quando esse debate pega fogo? Exatamente: os geógrafos!

A seguir, descubra quanto ganha um geógrafo e onde buscar uma boa formação na área!

Quanto ganha um geógrafo

O campo de atuação de um geógrafo é bastante diverso.

Ele pode trabalhar como professor no ensino fundamental, médio e superior; pode atuar diretamente na indústria – mineradoras, petrolíferas, construção civil, agropecuária –; como gestor e consultor de impacto ambiental ou como pesquisador em centros de pesquisa e desenvolvimento.

Na área de tecnologia, tem um papel fundamental em projetos de geoprocessamento, elaboração de mapas e georreferenciamento.

Essa visão crítica do planeta como um organismo vivo, mutável e com recursos limitados tem sido um conhecimento-chave para as empresas de hoje.

Não é à toa que os salários para geógrafos têm se mostrado interessantes.

Na média nacional, esse profissional ganha cerca de R$ 5.000, de acordo com pesquisa da Catho.

Entre os ramos que melhor remuneram os geógrafos estão o de engenharia e o de tecnologia, com médias salariais que se aproximam de R$ 6.000.

No entanto, para chegar lá é preciso investir na carreira. Entre os profissionais que recebem salários nessa faixa, pelo menos um terço tem mestrado e mais de 40% falam inglês.

Quanto à remuneração em outros cargos que os geógrafos podem assumir, listamos:

  • Coordenador de topografia – R$ 5.700
  • Analista de geoprocessamento – R$ 2.900
  • Professor de Geografia do ensino fundamental e médio – R$ 2.100, podendo passar de R$ 4.800 com o tempo.
  • Professor de Geografia no ensino superior – R$ 3.300, podendo passar de R$ 6.000.

Temos também os salários de acordo com o porte das empresas. As maiores pagam os valores mais interessantes. Veja:

  • Empresa de pequeno porte – entre R$ 1.380 e R$ 3.350.
  • Empresa de porte médio – entre R$ 1.800 e R$ 4.400
  • Empresa de grande porte – entre R$ 2.320 e R$ 5.700.

Em início de carreira, o salário do geógrafo é de R$ 1.800, em média. O valor sobe para R$ 2.700 conforme o profissional ganha experiência e investe em formação extra (pós-graduações e cursos na área) e salta para quase R$ 6.000 depois de oito anos de carreira.

Melhores salários para geógrafo

Hoje o grande filão dos geógrafos é a gestão ambiental. A área é a que tem registrado os melhores salários.

Aqui vale salientar que é importante ter formação em Geografia e investir numa pós-graduação na área de Gestão Ambiental.

O salário médio pago a um geógrafo gestor ambiental é de R$ 6.900, podendo ultrapassar os R$ 17.000 no caso dos profissionais mais experientes que trabalham em grandes empresas.

Já no início da carreira, os recém-formados recebem, de cara, salários na faixa dos R$ 4.000.

Nos cargos que exigem mais conhecimento técnico e noções avançadas de gestão, como é o caso, por exemplo, dos diretores ambientais, os salários são ainda mais atraentes:

  • R$ 5.800 em início de carreira.
  • R$ 7.600 para quem tem entre 2 e 4 anos de experiência.
  • R$ 10.000 para quem tem entre 4 e 6 anos de experiência.
  • R$ 13.000 para quem tem entre 6 e 8 anos de experiência.
  • R$ 16.800 para quem tem mais de 8 anos de experiência, podendo facilmente ultrapassar os R$ 25.000.

Muito bom, não é? Mas você já sabe o que é preciso fazer para entrar nessa área tão promissora?

Veja a seguir!

Como ser um geógrafo de sucesso

Quer fazer sucesso no mercado de trabalho? Então invista num curso superior de qualidade.

Geografia está disponível em mais de 300 faculdades por todo o país.

O curso tem dois graus de formação:

  • Licenciatura – curso que forma professores para lecionar Geografia em escolas do ensino fundamental e médio. É o tipo mais popular.
  • Bacharelado – é o que forma profissionais que vão atuar no mercado geral, fora do ambiente escolar: empresas, indústrias, consultorias, institutos de pesquisa, etc.

Tanto a licenciatura quanto o bacharelado duram entre três e quatro anos, dependendo da faculdade.

No decorrer dos estudos, os alunos terão acesso a matérias como:

  • Cartografia Sistemática
  • Geografia do Brasil
  • Geologia
  • Geopolítica Geral e do Brasil
  • Ambientação Digital
  • Avaliação de Impacto Ambiental
  • Cartografia Temática
  • Geografia Cultural
  • Geografia da População
  • Regionalização do Brasil
  • Diversidade Étnico-Cultural
  • Geografia Regional
  • Geografia Urbana
  • Gestão de Recursos Hídricos
  • História Econômica, Política e Social do Brasil
  • Climatologia
  • Geografia Agrária
  • Geografia Econômica
  • Organização do Espaço Urbano
  • Diagnóstico Ambiental
  • Geomorfologia
  • Planejamento Urbano e Regional
  • Biogeografia
  • Gestão Ambiental e Responsabilidade Social
  • Gestão de Áreas Degradadas
  • Território e Circulação
  • Sistemas de Informação Geográfica

O curso também pode ser encontrado no formato a distância em mais de 80 faculdades. A modalidade, reconhecida pelo MEC, rende diploma válido no mercado de trabalho e é uma boa para quem quer estudar com mais flexibilidade.

Falando nisso, você já sabe onde vai fazer o seu curso?

Conheça abaixo algumas boas faculdades onde você encontra licenciatura e bacharelado em Geografia, tanto presencial quanto a distância:

Veja também:

Gestão Ambiental: conheça o curso e onde estudar

Que tal os salários do geógrafo? Quer entrar nessa área? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin