Descubra quanto ganha um prefeito

Tem ideia de quanto ganha o governante do seu município? A gente conta tudo por aqui!

O quanto ganha um prefeito pode ser um muito ou pouco, dependendo do ponto de vista.

Eleitos pela vontade popular, são gestores máximos de um município, cuidando dos principais aspectos administrativos para o funcionamento de uma cidade.  

Se por um lado há uma grande responsabilidade nisso, muitos acreditam que os salários destes governantes são muito acima do ideal.

Encontre bolsas de estudo de até 80%

Por isso é tão importante participar ativamente com seu voto, elegendo governantes com visão social e capazes de tocar a administração pública com o cuidado que ela merece.

Mas você sabe quanto os cofres públicos pagam ao seu principal administrador?

A gente conta tudo por aqui! Continue a leitura e descubra a seguir quanto ganha um prefeito e o que é necessário fazer para trabalhar na administração pública!

Quanto ganha um prefeito

Os salários dos prefeitos, assim como de todos os outros servidores públicos, são definidos pela Câmara Municipal, de acordo com orçamento geral do município.

Em cidades grandes ou mais prósperas financeiramente, é normal que os salários sejam mais altos – até porque o prefeito terá mais responsabilidade em mãos.

Nas áreas menores, o salário acompanha as necessidades locais.

Por isso, não é incomum encontrarmos prefeitos que ganham R$ 6 mil em uma pequena cidade do interior e outros que recebem mais de R$ 25 mil em uma capital.

Como o Brasil é um país com proporções continentais possuindo milhares de municípios, seria muito complicado listar aqui quanto ganham os prefeitos de cada cidade.

Mas para você entender um pouco o conceito da remuneração destes profissionais, a gente trouxe uma ideia dos valores pagos nas capitais brasileiras, de acordo com levantamentos feitos em Diários Oficiais e nos Portais da Transparência das cidades.

Dê uma olhada:

Capitais em que os prefeitos recebem acima de R$ 25 mil

  • São Paulo (SP) 
  • Natal (RN)
  • Belo Horizonte (MG) 
  • Curitiba (PR) 
  • Florianópolis (SC)
  • Cuiabá (MT)
  • Goiânia (GO)
  • Salvador (BA) 
  • Recife (PE)
  • São Luís (MA)
  • João Pessoa (PB)
  • Manaus (AM)

Capitais em que o salário do prefeito é de até R$ 25 mil

  • Aracaju (SE)
  • Belém (PA)
  • Rio de Janeiro (RJ)
  • Boa Vista (RR)
  • Campo Grande (MS)
  • Fortaleza (CE)
  • Macapá (AP)
  • Maceió (AL)
  • Palmas (TO)
  • Vitória (ES)
  • Porto Alegre (RS)
  • Porto Velho (RO)
  • Rio Branco (AC)
  • Teresina (PI)

Eventualmente vemos notícias na televisão ou na internet sobre reajuste do salário dos servidores públicos.

Esse aumento para os prefeitos, vice-prefeitos precisa ser votado e aprovado pelos vereadores, e depois segue para sanção do próprio prefeito.

Mas é sempre bom lembrar que nenhum prefeito pode ganhar acima do teto estabelecido pela Constituição Federal, que é o salário de um ministro do Supremo Tribunal Federal, atualmente fixado em R$ 39,293.

Para ver o salário do prefeito da sua ou de qualquer cidade do país é bem simples.

Acesse o site da prefeitura em questão e busque por áreas como Portal da Transparência, folha de pagamento ou remuneração e benefícios.

Lá, você pode consultar as remunerações de acordo com alguns filtros como mês, ano ou cargo, já que, por lei, essas informações devem estar sempre atualizadas e de fácil acesso ao cidadão.

Veja como trabalhar na prefeitura

Administrar uma cidade é uma função que dá muito trabalho. O prefeito precisa de uma equipe gigantesca de pessoas ajudando em questões diversas como educação infantil, transporte, obras civis e sociais, patrimônio público, cultura, pavimentação de ruas e calçadas, manutenção de praças e parques, eventos públicos e muito mais.

Por isso, o serviço público oferece sempre boas oportunidades – e nem sempre precisa fazer concurso para aproveitá-las.

Os secretários que acompanham o prefeito e todos seus assessores, por exemplo, são todos cargos indicados. Eles vão ocupar a função temporariamente, enquanto durar o período de gestão, que é de quatro anos extensíveis por mais quatro, em caso de reeleição.

Se você pensa alto e quer mesmo ser prefeito de sua cidade um dia, é interessante começar a se preparar desde já. O cargo exige, de forma prática, apenas que o candidato seja filiado a um partido político, esteja em dia com a justiça eleitoral e tenha, pelo menos, 21 anos de idade. Ah, claro, precisa também vencer as eleições!

Mas, na prática, muitas vezes até chegar a um cargo como esses há um trabalho de muita dedicação e estudos.

A política é uma área de relações, contatos e execuções. Ou seja, é preciso começar a se envolver com o cenário e estudar o ambiente público que deseja atuar para conseguir entender a realidade e conseguir buscar as melhorias.

Se prefere colaborar com o serviço público sem necessariamente estar nesse cargo de gestão máxima, temos uma boa notícia. Há um universo grande para profissionais interessados na administração direta, principalmente em áreas como:

  • Engenharia
  • Assistência Social
  • Gestão Financeira
  • Ambiental
  • Gestão, Inovação e Novos Negócios
  • Comunicação
  • Tecnologia da Informação
  • Educação

Veja a seguir alguns cursos que você pode fazer para trabalhar junto à administração da sua cidade.

Cursos para trabalhar na administração pública

O serviço público, como falamos, comporta profissionais de todas as áreas já que são diversas as necessidades para gerir uma cidade. 

Na Câmara Municipal é onde fica o prefeito, vice, vereadores, assessores, secretários e outros funcionários administrativos. Mas existem vários setores que atuam para o governo local que abrangem as mais diversas profissões.

As contratações acontecem para atuação em creches, divulgação em mídias digitais, desenvolvimento de softwares para gerenciar sites e aplicativos e acompanhamento de engenheiros na pavimentação das ruas.

Algumas delas estão com tudo nesse mercado e com bons salários. Veja alguns que você pode fazer:

Na área de Engenharia

  • Engenharia Civil (bacharelado, com duração de 5 anos)
  • Arquitetura e Urbanismo (bacharelado, com duração de 5 anos)

Na área de Assistência Social

  • Serviço Social (bacharelado, com duração de 4 anos)
  • Psicologia (bacharelado, com duração de 4 anos)
  • Antropologia (bacharelado, com duração de 4 anos)

Na área de Gestão Financeira

  • Ciências Contábeis (bacharelado, com duração de  4 anos)
  • Gestão Financeira (tecnólogo, com duração de 2 anos)
  • Ciências Econômicas (bacharelado, com duração de 4 anos)

Na área Ambiental

  • Engenharia Ambiental (bacharelado, com duração de 5 anos)
  • Gestão Ambiental (tecnólogo, com duração de  2 anos)
  • Agronomia (bacharelado, com duração de 5 anos)
  • Saneamento (tecnólogo, com duração de 2 anos)

Na área de Gestão, Inovação e Novos Negócios

  • Administração (bacharelado, com duração de 4 anos)
  • Empreendedorismo (tecnólogo, com duração de 2 anos)
  • Administração Pública (bacharelado, com duração de 4 anos)
  • Gestão Pública (tecnólogo, com duração de 2 anos)

Na área de Comunicação

  • Jornalismo (bacharelado, com duração de 4 anos)
  • Publicidade e Propaganda (bacharelado, com duração de 4 anos)
  • Comunicação Institucional (tecnólogo, com duração de 2 anos)
  • Rádio, TV e Internet (bacharelado, com duração de 4 anos)
  • Relações Públicas (bacharelado, com duração de 4 anos)

Na área de Tecnologia da Informação

  • Engenharia de Computação (bacharelado, com duração de 5 anos)
  • Engenharia de Software (bacharelado, com duração de 5 anos)
  • Ciência da Computação (bacharelado, com duração de 4 anos)
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas (tecnólogo, com duração de 2 anos e meio)
  • Segurança da Informação (tecnólogo, com duração de 2 anos e meio)
  • Banco de Dados (tecnólogo, com duração de 2 anos e meio)
  • Gestão da Tecnologia da Informação (tecnólogo, com duração de 2 anos e meio)

Na área de Educação

  • Todas as licenciaturas (com duração entre 3 e 4 anos): Letras, Matemática, Pedagogia, História, Física, Ciências Biológicas, Educação Física, Química, etc.

Onde estudar para ser prefeito (ou trabalhar na prefeitura)

Um curso superior bem feito é o primeiro passo para uma carreira de sucesso, seja no serviço público ou na iniciativa privada, já que ajuda a garantir bons cargos e salários maiores.

Portanto, uma opção muito interessante é investir os estudos em uma faculdade particular reconhecida pelo MEC e conceituada no mercado.

Assim, você vai estar mais preparado para enfrentar os desafios do mercado de trabalho com a confiança de que fez um bom investimento no seu futuro.

Abaixo, trouxemos algumas sugestões de faculdades parceiras do Guia da Carreira onde você pode encontrar boa parte dos cursos que listamos acima:

Ah, e o melhor! Elas possuem condições especiais de ingresso e oportunidades imperdíveis de descontos e bolsas de estudos. Tudo para te ajudar a dar esse passo com um orçamento que cabe no seu bolso!

Veja também: Descubra como você pode entrar na política.

O que achou da ideia de trabalhar na administração pública? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin