Quanto ganha um professor universitário?

Descubra o salário inicial do professor universitário e até quanto esse profissional pode ganhar

Com o crescimento do número de instituições de ensino superior, principalmente da rede privada, aumentou também o mercado de trabalho para professores universitários. E tem muita gente de olho nessa carreira, com salários que podem ultrapassar os 10 mil reais!

Encontre bolsas de estudo de até 80%

O professor universitário é um profissional capacitado a dar aulas em instituições de ensino superior (universidades, faculdades, centros universitários) públicas e privadas. É uma carreira que exige muita dedicação e renovação constante, pela qualidade da pesquisa e ensino. Em alguns locais, também exige saber administrar um departamento ou a própria faculdade.

De acordo com o Censo do Ensino Superior publicado pelo Ministério da Educação em 2020, existem no Brasil 366.289 professores universitários em atividade. Entre esses professores, 53,2% estavam trabalhando em instituições de educação superior privada e 46,8%, em faculdades públicas.

Quer saber quanto ganha um professor de universidade no Brasil e como se tornar um? Confira todos os detalhes nos tópicos a seguir!

Quanto é o piso salarial do professor universitário?

Não existe um piso salarial único para todos os professores universitários no Brasil. Os valores dependem da qualificação, experiência, trabalhos acadêmicos publicados e instituição de ensino (privada, pública municipal, estadual, federal).

As instituições de ensino podem formular os salários de formas diferentes conforme as regras e negociações internas. Mas, na maioria dos casos, podemos usar os parâmetros abaixo para definir o salário de professores do ensino superior sendo composto por:

  • Salário Base, que é o número de aulas semanais multiplicado pelo valor da hora-aula e multiplicado por 4,5 semanas.
  • Desconto Semanal Remunerado (DSR), correspondente a 1/6 do salário base.
  • Hora Atividade, correspondente a 5% da soma do salário base, DSR, horas extras e adicional noturno, se houver.
  • Retribuição por titulação (RT): gratificação para títulos acadêmicos como especialização, mestrado e doutorado.

Os professores podem contar com alguns adicionais em seus salários conforme o tipo de vaga em que estão alocados ou pela progressão em sua carreira. A tabela de remuneração para professores do ensino superior na rede federal de ensino, por exemplo, leva em conta:

  • A quantidade de horas dedicadas: 20 horas semanais, 40 horas semanais ou Dedicação Exclusiva
  • A classe: Auxiliar, Assistente, Adjunto, Associado ou Titular
  • O nível: dentro de cada classe, de acordo com promoções recebidas
  • A titulação: aperfeiçoamento, especialização, mestrado ou doutorado

De acordo com a Federação de Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes), o piso salarial do professor universitário na rede federal em regime de dedicação exclusiva fica entre 4 mil reais e 20 mil reais, aproximadamente.  

Seguem alguns exemplos de salários, reajustados pela última vez em 2019:

  • Professor Auxiliar: de R$ 4.472 a R$ 10.097
  • Professor Assistente: de R$ 4.954 a R$ 1.1184
  • Professor Adjunto: de R$ 5.488 a R$ 13.273
  • Professor Associado: de R$ 7.717 a R$ 18.663
  • Professor Titular: de R$ 9.548 a R$ 20.530

Professores da rede federal em regime de dedicação menor, recebem menos. Os de 20h, por exemplo, têm salários que variam entre R$2.236,32 e R$7.519,71. Já os com carga horária de 40h, estão com salários que vão de R$3.130,85 até R$12.449,30.

É importante lembrar que os salários dos funcionários públicos não podem ultrapassar o teto constitucional. O teto é medido pelo salário dos ministros do STF, que atualmente recebem cerca de R$39 mil. Valores acima disso são descontados do salário do docente.

Nas instituições privadas, o professor universitário tem direito a receber Participação nos Lucros e Resultados (PLR) anualmente. Normalmente, o PL é um bom acréscimo anual no salário.

Qual é a média salarial do Professor Universitário?

Apesar da inexistência de um piso salarial, podemos aferir a média salarial paga pelas faculdades conforme os registros de trabalho disponíveis.

A média salarial do professor universitário brasileiro varia bastante em função da região onde atua, dos títulos que possui (aperfeiçoamento, especialização, mestrado, doutorado) e do tipo de instituição onde trabalha (pública municipal, estadual, federal, privada).

De acordo com um site de empregos, a média salarial nacional para professores universitários é de R$3.504 (a pesquisa não define o tipo de dedicação, titulação e carga horária).

Já um outro banco de vagas indica média nacional entre R$2.500 a R$10.300, dependendo do tempo de experiência do professor universitário e do porte da instituição onde ele leciona.

Como é a carreira do Professor Universitário?

Para ingressar na carreira de professor universitário, é necessário ter pelo menos o diploma de nível superior. Especializações e titulações, como mestrado e doutorado, rendem gratificações (na rede pública) e maiores salários (na rede privada) para esses profissionais.

Os dados do último Censo da Educação Superior mostram que:

  • O Brasil tem aproximadamente 48,5% professores universitários com pós-graduação Stricto Sensu, sendo cerca de 35% com mestrado e 48,5% com especialização.
  • 40,8% dos professores trabalham em tempo integral na rede pública
  • O perfil do professor universitário aponta que a idade média é de 34 anos na rede pública e 36 na rede privada.
  • As instituições privadas empregam mais da metade dos professores universitários do Brasil.

Com o aumento de vagas em cursos de nível superior, principalmente na rede privada e na educação a distância, o mercado para professores universitários está em expansão. O ensino a distância já tem mais de 2 milhões de estudantes matriculados em cursos superiores.

Onde estudar para ser Professor Universitário?

O primeiro passo para quem pretende ser Professor Universitário é fazer um curso de nível superior. Afinal, você precisa ser formado em alguma área para poder ensinar sobre ela. Selecionamos algumas instituições reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que oferecem cursos para quem quer ser professor:

Todas as faculdades que listamos acima participam de programas governamentais de acesso ao ensino superior, como o ProUni e o FIES, além de oferecerem uma série de vantagens financeiras aos seus alunos (bolsas de estudos, financiamentos, parcelamentos, convênios e descontos nas mensalidades).

Preciso de doutorado para ser professor universitário?

Após receber o diploma da sua graduação, é interessante que você busque uma titulação ou especialização, iniciando, por exemplo, pelo mestrado e chegando ao doutorado e pós-doutorado. Essa é a melhor forma de progredir na carreira e receber um salário maior.

Para ser professor universitário fixo em uma universidade pública, na maioria dos casos, é preciso ter finalizado o doutorado. Entretanto, as vagas temporárias abrem espaço para mestres, que vão acumulando experiência na carreira. A proporção de professores com doutorado nas universidades brasileiras é de 64,3%. Para entrar em uma faculdade pública, você precisará passar em um concurso e obter a melhor nota entre os candidatos.

Já grande parte das faculdades particulares exigem no mínimo o título de especialista (pós-graduação de 360 horas) na área para contratação do professor. A experiência no mercado de trabalho também conta e muito na hora de conseguir um emprego.

Veja também:

Descubra como se tornar um professor

Tutor X professor: saiba a diferença entre esses profissionais 

O que achou do salário do professor universitário? Vai seguir essa carreira? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin