dcsimg

Descubra quanto ganha um técnico em Eletrônica

Com a formação certa, o técnico em eletrônica pode ganhar um bom dinheiro! Conheça alguns valores e veja como se dar bem nessa carreira!

O universo do técnico em eletrônica é repleto de circuitos e sistemas eletrônicos, normas técnicas, tensão, correntes, potência e muita, muita tecnologia.

É uma profissão clássica no mercado brasileiro mas que, de uns tempos para cá, vem se tornando cada vez mais sofisticada.

Isso faz com que haja mais exigência quanto ao nível de formação dos profissionais e, por outro lado, melhora bastante os salários.

A seguir, descubra quanto ganha um técnico em Eletrônica e conheça as alternativas de formação para receber salários maiores!

Quanto ganha um técnico em Eletrônica

A familiaridade com tecnologia faz com que o técnico em Eletrônica encontre um amplo mercado de trabalho pela frente.

Ele tem por função conceber, montar e fazer a manutenção de circuitos e sistemas eletrônicos para empresas, indústrias e residências, sempre de olho nas normas técnicas de segurança.

De acordo com a consultoria Catho, o técnico em Eletrônica tem salário que varia de R$ 2.022 a R$ 2.460, em média. E aqui vai um dado interessante: os ganhos aumentam conforme o nível de formação do profissional (o que vamos ver mais adiante).

A plataforma Trabalha Brasil traz notícias mais animadoras. Segundo o levantamento realizado pelo site, os técnicos em Eletrônica ganham, em média, R$ 3.100 – mas esses valores mudam bastante de acordo com a experiência.

Quem trabalha há mais tempo pode receber salários que variam de R$ 3.500 a R$ 5.000.

Já os recém-chegados à carreira ganham entre R$ 1.900 e R$ 2.800.

Nas empresas de pequeno porte, os salários médios estão na casa dos R$ 2.500; nas grandes, R$ 3.700.

Isso não significa que não existam salários mais altos na área.

Descubra a seguir como ganhar mais com eletrônica!

Como ganhar mais com Eletrônica

Quem quer ter chances de ganhar melhores salários com eletrônica deve considerar a possibilidade de investir num curso de Engenharia.

Tem algumas opções à disposição:

  • Engenharia Elétrica
  • Engenharia Eletrônica
  • Engenharia Elétrica e Eletrônica
  • Engenharia Eletrônica e de Telecomunicações

São cursos mais longos, mas os benefícios valem a pena.

Os engenheiros eletricistas, eletrônicos ou eletromecânicos têm salário médio de R$ 7.200, podendo ultrapassar o dobro disso quando o profissional tem mais de oito anos de experiência e trabalha em empresas maiores.

Mas os grandes salários estão mesmo em cargos de alta direção e de grandes empresas.

Neles, os engenheiros podem receber salários que ultrapassam os R$ 50 mil – sempre em cargos que exigem gestão de pessoas e amplo conhecimento da área de atuação.

Veja algumas das funções mais bem pagas aos engenheiros, segundo pesquisa da consultoria Robert Half:

  • Diretor de Cadeia de Suprimentos (Supply Chain) – R$ 55.000
  • Diretor de Engenharia – R$ 45.000
  • Diretor de Operações – R$ 44.000
  • Gerente de Obras – R$ 26.000
  • Gerente de Projetos – R$ 23.000
  • Engenheiro de Processos – R$ 13.000
  • Engenheiro de Energia Renovável – R$ 13.000

O curso técnico em Eletrônica

O curso técnico em Eletrônica dura entre 18 e 24 meses, em média.

Alguns são integrados ao ensino médio, e aí a duração pode se estender por três anos.

A formação é de nível médio e habilita o aluno a trabalhar com eletrônica voltada para áreas como computação, telecomunicação, instrumentação, sistemas de potência e de controle, programação e desenvolvimento de sistemas.

Geralmente os técnicos em Eletrônica conseguem emprego em indústrias de equipamentos, telecomunicações, empresas de transporte, manutenção de eletroeletrônicos, informática e em empresas de equipamentos médicos.

Também é comum atuar como autônomo.

Na grade curricular os alunos vão encontrar diversas matérias voltadas a eletrônica analógica e digital, programação, potência, instrumentação, controle, telecomunicações, microprocessadores, normas técnicas e padrão de qualidade.

O curso superior de Engenharia

Os cursos de Engenharia Elétrica ou Eletrônica são de nível superior, bacharelados com duração média de cinco anos.

Em muitas faculdades dá para estudar a distância, no formato semipresencial – que equilibra aulas online e presenciais.

Esses cursos têm diploma reconhecido pelo MEC e valem formalmente no mercado de trabalho. Ou seja: é possível se formar em Engenharia com mais comodidade e economia.

Ao longo dos estudos, os alunos vão conhecer os principais atributos da área: gestão, tecnologia, física, cálculo diferencial, programação, eletricidade, eletrônica, modelagem de controle e sistemas, eletromagnetismo e por aí vai.

Os engenheiros têm uma área de atuação muito mais ampla, podendo assinar projetos e emitir laudos técnicos na área de eletrônica.

Onde estudar Eletrônica

Os cursos técnicos em Eletrônica podem ser encontrados em diversos institutos de formação profissional e em escolas técnicas.

Os cursos superiores de Engenharia Elétrica ou Eletrônica estão disponíveis em quase 500 faculdades pelo Brasil.

Independentemente do que você vai estudar, busque sempre entrar em instituições conceituadas no mercado de trabalho.

Abaixo, a gente indica algumas boas faculdades onde você pode fazer seu curso de Engenharia:

Veja também:

Engenharia a Distância 

E aí, o que achou dos salários da área da Eletrônica? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin