dcsimg

Quanto ganha um técnico em Radiologia?

Descubra o salário inicial do técnico em radiologia e até quanto esse profissional pode ganhar!

raio_X_600

O técnico em radiologia é um profissional com formação técnica de nível médio que está apto a operar e preparar equipamentos radiográficos para exames em pacientes.

Após um curso de nível técnico com duração e aproximadamente dois anos, esse profissional pode exercer sua função em serviços de diagnóstico e de radiologia em unidades básicas de saúde, clínicas, laboratórios, hospitais públicos e privados. A radiologia industrial também é uma possível área de atuação para esse profissional.

Com os avanços tecnológicos na área de saúde e a sofisticação dos equipamentos usados em exames diagnósticos, o mercado para os técnicos em radiologia está em expansão.

Piso salarial do técnico em radiologia

O piso salarial do técnico em radiologia depende das negociações sindicais da categoria em cada estado e setor. De acordo com o Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia (CONTER), o piso varia entre R$ 2.129 a R$ 6.995.

Média salarial do técnico em radiologia

De acordo com a pesquisa salarial do site de empregos Catho, um técnico em radiologia ganha em média R$ 1.800.

Já o Site Nacional de Empregos (Sine) apresenta as médias salariais de acordo com a experiência do profissional (desde o recém-formado até quem tem mais de 8 anos de experiência) e o porte da empresa onde trabalha. De acordo co o Sine, temos o seguinte cenário para o salário médio de técnicos em radiologia:

  • Empresa de pequeno porte: R$ 1.306 a R$ 2.284
  • Empresa de médio porte: R$ 1.567 a R$ 2.741
  • Empresa de grande porte: R$ 1.881 a R$ 3.290

Sobre a carreira do técnico em radiologia

A profissão de técnico em radiologia é regulamentada desde 1985 e, para exercê-la, é obrigatório ter o ensino médio completo, concluir a formação mínima de nível técnico em radiologia e obter o registro profissional junto ao Conselho Regional de Técnicos em Radiologia do estado onde trabalha.

O técnico em radiologia, conforme regulamentado pela Lei 7394/85, pode atuar nas seguintes especialidades: Radiodiagnóstico, Radioterapia, Medicina Nuclear e Radiologia Industrial.

De acordo com o Catálogo Nacional dos Cursos Técnicos, o curso de técnico em radiologia deve ter no mínimo 1.200 horas e, ao concluir essa formação, o profissional está apto a:

  • Preparar o paciente e o ambiente para a realização de exames nos serviços de radiologia e diagnóstico por imagem, tais como: tomografia computadorizada, mamografia, densitometria óssea, hemodinâmica, ultrassonografia e ressonância magnética nuclear.
  • Realizar exames radiográficos convencionais.
  • Processar filmes radiológicos, preparar soluções químicas e organizar a sala de processamento.
  • Auxiliar a realização de procedimentos de radioterapia e de medicina nuclear.
  • Acompanhar a utilização de meios de contraste radiológicos, observando os princípios de proteção radiológica, avaliando reações adversas e agindo em situações de urgência, sob supervisão profissional pertinente.

O curso de técnico em radiologia inclui aulas teóricas e práticas e prevê estágio obrigatório de 400 horas.

O mercado para o técnico em radiologia está em expansão, devido a investimentos cada vez maiores na medicina diagnóstica, com novos equipamentos e tecnologias. Na área da saúde, esse profissional pode atuar em laboratórios, clínicas, hospitais, unidades de pronto-socorro, casas de saúde, unidades básicas de saúde, centros de diagnóstico por imagem e serviços de radiologia em geral no setor público e privado, tanto na área médica como na área odontológica.

Além disso, o técnico em radiologia também pode exercer suas atividades junto a órgãos fiscalizadores, operando aparelhos para detectar drogas, armas e substâncias perigosas em aduanas, portos e aeroportos. Outro mercado que vem contratando técnicos em radiologia com bons salários é o setor de petróleo e gás, que utiliza a radiologia industrial para a perfilagem de poços, por exemplo. Na indústria alimentícia, processos radiológicos são utilizados para a pasteurização, esterilização e conservação de alimentos.

Esse profissional também pode participar de processos administrativos pertinentes aos segmentos radiológicos, bem como atuar nas indústrias de equipamentos, empresas de serviços e de insumos relacionados à radiologia.

Onde estudar Radiologia

O técnico em radiologia pode aumentar ainda mais sua empregabilidade, salário e possibilidade de conseguir uma boa posição no mercado de trabalho fazendo um curso superior de tecnologia, ou curso de Tecnólogo em Radiologia.

Selecionamos para você algumas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que oferecem o Curso Superior de Tecnologia em Radiologia. Em todas elas você vai encontrar vantagens financeiras como FIES, ProUni e programas próprios de financiamento sem burocracia, bolsas de estudos, convênios e descontos.

Dê uma olhada:

Veja também:

Curso Técnico em Radiologia

Ficou interessado na carreira de Radiologia? Qual curso você pretende fazer? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin