Historia da Humanidade

Teste Vocacional e Profissões Através dos Tempos

Egito Antigo, Idade Média, Era Industrial: entenda como o teste vocacional, e o conceito de profissão evoluiram desde a antiguidade até chegar aos dias de hoje.

Os Jovens, as Carreiras e o Teste Vocacional

Teste Vocacional: E Agora... que carreira devo escolher ??

Escolher uma profissão não é uma tarefa fácil, a maioria dos adolescentes e adultos jovens tem dificuldades para fazer esta escolha.

Em média, a idade com que uma pessoa, seja homem ou mulher, começa a se preocupar com a escolha profissional é com 15 anos de idade.

A pouca experiência de vida dos jovens e a enorme quantidade de carreiras disponíveis no mundo moderno tornam a escolha ainda mais difícil, por isso a popularidade do teste vocacional é tão grande.

Mas nem sempre foi assim !! Durante muitos séculos, as pessoas não precisavam se preocupar com teste vocacional e também com escolha de uma carreira.

No começo da história da humanidade, as pessoas não escolhiam as profissões que iriam seguir, simplesmente faziam o que era preciso ou então o que sabiam fazer melhor. O conceito de profissão nem sequer existia !! ( teste vocacional então nem se fala… )

Confira abaixo como o conceito de profissão e o próprio conceito de teste vocacional evoluiram ao longo dos milênios:

Idade Antiga ( 10.000 A.C. ) – a Era da Sobrevivência

Idade Antiga: O Principal Problema era a Sobrevivência

Durante a antiguidade, uma era em que a raça humana ainda não tinha tecnologia para dominar seu próprio planeta, a principal preocupação dos humanos era sobreviver.

Era uma época de sociedades brutas e animais poderosos que estavam sempre ameaçando as vilas. Mamutes, touros gigantes, ursos… uma hora os homens eram os caçadores e outra hora eram a caça.

Esses animais ao mesmo tempo que eram uma grande ameaça aos humanos, eram também uma grande fonte de comida e proteção, fornecendo carne e couro para as roupas e construção de abrigos ( ainda não podemos chamar de casas ).

Nesta era, existiam basicamente duas profissões: caçador ou então trabalhador da vila. Os caçadores, função em geral desempenhada pelos homens, saiam atrás dos mamutes e animais para buscar carne e couro. Eles construiam armadilhas e também usavam armas ancestrais para atacar.

Os trabalhadores da vila, função em geral desempenhada pelas mulheres, cuidavam da manutenção dos abrigos, cuidavam dos bebês e em algumas sociedades um pouco mais evoluidas também cuidavam de pequenas plantações.

Divisão Profissional e Vocacional no Antigo Egito ( 3.750 A.C – 1.000 A.C )

Máscara de Tutancamon: Magnífico exemplo de obra artística do Egito Antigo

Na era do Antigo Egito, as pessoas já viviam uma época com mais civilização, mais tecnologia e mais cultura também.

As novas tecnologias, principalmente no que diz respeito a produção de alimentos, deram a população uma melhor qualidade de vida e as riquezas produzidas permitiram que o Império financiasse as artes e as ciências, fazendo com que surgissem muitas novas profissões ( pintores, escultores, sacerdotes, arquitetos, matemáticos, etc… )

Os antigos caçadores, agora foram substituidos por guerreiros e os principais inimigos já não eram mais os animais monstruosos e sim os outros humanos, vindos de outros reinos.

Neste nível tecnológico ainda não existia o teste vocacional, mas as aptidões e talentos das pessoas já começaram a ser levados em conta.

Pessoas com talento para artes por exemplo, eram financiadas pelo governo para trabalhar produzindo obras artísticas e tesouros para os faraós e pessoas com talento matemático eram financiadas para que construissem grandes obras e canais de irrigação.

Note que não haviam empresas, em geral, quem financiava os estudos, as obras públicas e até a religião era o Império.

Sociedade Egipcia Antiga: Convivendo com progresso artístico e escravidão

Se por um lado havia estímulo e investimento para as artes, a sociedade do egito antigo também convivia escravidão e exploração de trabalho. Tanto o governo quanto as famílias ricas tinham escravos permanentes.

A Organização do Trabalho e o Sistema de Guildas da Idade Média ( 450 D.C – 1.500 D.C )

Castelo Medieval: Os castelos foram as principais realizações de engenharia da época

Ao contrário do que acontecia na era do Egito Antigo onde o estado era o grande motor da sociedade, na Idade Média, acontece um grande florescimento do comércio e das empresas e negócios particulares.

Após o final do Império Romano, a fusão da antiga cultura Romana com a cultura Germânica que veio com os povos bárbaros invasores fez surgir a uma cultura totalmente nova, a Cultura Européia.

Nesta época o centro político e tecnológico do mundo Ocidental se desloca do Mediterrâneo para o centro do continente Europeu.

Foi uma época de grande crescimento para a humanidade, tanto no que diz respeito ao acúmulo de riquezas, quanto no crescimento da população em sí.

Neste período foram fundadas milhares de novas vilas e dezenas de novas cidades por toda a Europa, criando uma infinidade de novas estradas e rotas comerciais.

Com o desenenvolvimento de novas tecnologias, principalmente metalurgia para a produção de armas de guerra e a Engenharia Civil para a construção de cidades e castelos, na idade média surgem ainda mais novas profissões ( ferreiro, sapateiro, mestre de obras, alfaiates, comerciantes, banqueiros, etc… ).

Embora já houvesse uma maior mobilidade social comparada as épocas anteriores ( as pessoas podiam melhorar de vida com mais facilidade ) e as pessoas já pudessem escolher no que queriam trabalhar, o teste vocacional ainda não havia sido desenvolvido e a escolha da profissão estava relacionada com as oportunidades que a pessoa tinha e também a sua família.

Era comum que os filhos seguissem as profissões de seus pais ( um filho de um ferreiro, iria ser um ferreiro por exemplo ).

Uma inovação curiosa que surgiu na Idade Média, foram as Guildas. As Guildas eram associações que reuniam profissionais de uma mesma carreira e que se uniam para defender seus interesses.

As guildas negociavam com o governo, treinavam novos aprendizes, preservavam os conhecimentos dos mestres e organizavam as categorias profissionais ( você só podia abrir uma padaria se a guilda dos padeiros permitisse por exemplo ).

Para entrar para uma guilda não era necessário fazer nenhum tipo de teste vocacional, bastava que a sua família já pertencesse a guilda, que o jovem fosse uma pessoa talentosa ou então que algum membro influente da guilda indicasse o jovem. Em geral, cada cidade tinha suas próprias Guildas.

Orientação Vocacional Após a Revolução Industrial ( 1.800 D.C – Atualidade )

Trem a Vapor: Um dos Símbolos da Revolução Industrial

Com o desenvolvimento da Revolução Industrial, que se iniciou no começo do século 19 na Inglaterra as relações de trabalho também foram revolucionadas.

Ao invés de Guildas, escravos e servos, agora temos o desenvolvimento do conceito de patrões e empregados.

Nesta época pela primeira vez na humanidade a maioria das pessoas passa a viver nas cidades e o conceito de trabalho assalariado faz com a qualidade de vida das pessoas aumente como nunca.

Ao contrário do que acontecia em outras épocas, com a revolução industrial, a maioria das pessoas passou a poder consumir, mesmo que fosse um consumo pequeno.

Como havia cidades maiores, mais dinheiro circulando e muito mais consumidores para os produtos, as industrias cresceram e se expadiram rapidamente por toda a Inglaterra e depois por toda a Europa.

Com a expansão tecnológica a um nível superior a educação também teve de ser expandida e novas universidades e escolas foram fundadas para formar engenheiros e técnicos para as indústrias.

Agora todos que tinham condições poderiam estudar, essa foi a base do mundo moderno, onde vivemos hoje.

Sociedade Industrial: Lançando as Bases para o Mundo Moderno

Não se sabe quem foi o inventor exato do teste vocacional, mas ele surgiu aproximadamente na década de 1930. Nesta época os países desenvolvidos já tinham um sistema educacional parecido com o que temos hoje em dia e após o Ensino Médio os alunos que quisessem continuar estudando, deveriam optar por uma faculdade.

Para facilitar a vida destes estudantes indecisos, o teste vocacional foi desenvolvido e amplamente divulgado. Os cientistas da época acreditavam que se as pessoas fizesssem aquilo que sabiam fazer de melhor tornariam a sociedade mais produtiva.

O antigo modelo do teste vocacional que identificava se a pessoa tinha talento para humanas ou exatas já não existe mais, ele caiu de descrédito quando foi desenvolvido o conceito dos 7 Tipos de Inteligência na década de 90.

O teste vocacional moderno, que é aplicado na maior parte do mundo ( e no qual foram baseados os testes vocacional e teste de personalidade do Guia da Carreira ) é mais voltado para questões auto-conhecimento e leva em conta os múltiplos talentos que a pessoa pode ter.

Todos os anos milhões de estudantes fazem algum tipo de teste vocacional para ajudar na decisão da sua carreira.

Evolução da Quantidade de Carreiras e Profissões Existentes

Evolução da Quantidade e Tipos das Carreiras
Quantidade Estimada de Profissões, Trabalhos e Carreiras Existentes Algumas Profissões e Trabalhos que Surgiram Nesta Época
Idade Antiga 10 Agricultor, Caçador, Pescador
Egito Antigo 50 Arquiteto, Pedreiro, Sacerdote, Pintor, Matemático, Mineirador, Músico, Historiador
Idade Média 250 Sapateiro, Ferreiro, Padeiro, Banqueiro, Alfaiate, Comerciante, Joalheiro, Professor, Químico, Médico, Advogado, Físico
Mundo Moderno 5000 Psicólogo, Engenheiro, Biólogo, Esportista Profissional, Administrador de Empresas, Enfermeiro, Jornalista, Dentista, Webdesigner, Piloto
Sobre o Autor:
Autor
Atualmente é consultora independente de educação, focada em reposicionamento profissional oportunidades no mercado de trabalho. É colaboradora ativa no Guia da Carreira.
 

Artigos Relacionados ao Tema: Historia da Humanidade

Especial Olímpiadas: O Brasil nos jogos olímpicos

Especial Olímpiadas: O Brasil nos jogos olímpicos

O Comitê Olímpico brasileiro já participou de 20 edições dos Jogos Olímpicos e obteve uma conquista de 99 medalhas.

O jovem e a influência sobre a sociedade

O jovem e a influência sobre a sociedade

Entenda o impacto dos jovens diante a sociedade, os formadores de opinião entre 18 e 24 anos e as características perante as diversas gerações.

Revolução no Mundo Árabe: Entenda os Motivos

Revolução no Mundo Árabe: Entenda os Motivos

São vários os motivos que estão levando o Mundo Árabe a cair, mas esse processo histórico que estamos vendo é inevitável. Conheça os principais motivos dos disturbios no Mundo Árabe.

2011: O Futuro já Chegou ?

2011: O Futuro já Chegou ?

Medicina, Engenharia, Ciência, Biologia e Cultura a humanidade está próxima de entrar em uma nova fase e ela começa agora !! Conheça mais sobre a teoria da década de ouro.

Brasília: A Arquitetura de um Sonho

Brasília: A Arquitetura de um Sonho

Cidade do futuro ? Delírio de Juscelino Kubitschek ? Fortaleza de concreto e vidro no meio do cerrado ? Saiba mais sobre a história de Brasília e a sua construção.

 
 
 

Comentários:

  1. Laís Fercondinny'

    nossa!! pensei q esse site n ia me ajudar em nada..fiz o trabalho sobre teste vocacional levei pra escola a professora viu e me deu a maior notaa ameii mto obrigado a qm fez esse sitee
    desde jah agradeçoo
    Laís :D

  2. leonardo

    gostei !!

Gostou desta Matéria? Receba as atualizações por Email!

Você também pode se cadastrar e receber todas as nossas atualizações no seu e-mail:

É o Guia da Carreira trabalhando para levar educação e informação de qualidade para ainda mais pessoas.


 

Deixe um Comentário:

Nome

 
Simulados Online
Simulado Fuvest 2008 - Guia da Carreira

Simulado da Fuvest

Faça o Simulado da Fuvest teste seus conhecimentos e prepare-se melhor para o Vestibular!

Fazer este Simulado...
 
Simulado Detran - Guia da Carreira

Simulado DETRAN

Teste seus conhecimentos e prepare-se melhor com o Simulado do Detran do Guia da Carreira!

Fazer este Simulado...
 
 
Guia no Twitter
-

Dicas e Notícias – Carreiras

Cadastre-se na nossa newsletter e receba dicas de educação, orientação profissional e muito mais!