dcsimg

Cursos a distância ajudam a aumentar o salário

Desde idiomas até a pós-graduação, cursos a distância podem ajudar a conseguir um salário melhor

Ter um curso superior no Brasil pode significar um aumento de até 156% no salário, segundo relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado em 2011. Segundo o estudo, que envolveu 30 países, os brasileiros são os que mais podem aumentar seus rendimentos se fizerem uma graduação de nível superior.

Cursos a distância ajudam a aumentar o salário

Cursos a distância ajudam a aumentar o salário

Quem ainda não fez uma graduação, seja por falta de tempo ou dinheiro, e já está no mercado de trabalho, tem nos cursos a distância (EAD) uma boa opção para aumentar as chances de ganhar um salário melhor.

Com mensalidades normalmente mais baixas do que os cursos presenciais tradicionais, maior flexibilidade para adaptar os horários de estudo e pouca necessidade de deslocamento (é preciso ir à faculdade ou um pólo de apoio presencial somente para realizar provas, apresentar trabalhos de conclusão de curso e fazer atividades de laboratório), os cursos superiores EAD têm uma procura cada vez maior.

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), existem no Brasil mais de um milhão de estudantes que optaram pelo ensino a distância. Programas do governo, como o Prouni, que oferece bolsas de estudo parciais e integrais em cursos presenciais e a distância também dão uma força para quem não tem condições de pagar a faculdade.

Diploma EAD vale?

Uma das preocupações de quem opta por um curso EAD na hora de fazer uma graduação é a validade do diploma. Desde que seja emitido por uma instituição reconhecida pelo MEC, o diploma do curso EAD vale tanto quanto o de um curso presencial. Com ele, o profissional pode comprovar o nível de escolaridade para candidatar-se a uma vaga de emprego, prestar concursos, ou ingressar em uma pós-graduação. No site emec.gov.br é possível consultar os cursos EAD autorizados e as respectivas notas que obtiveram na avaliação do MEC.
Entre os cursos de graduação EAD mais aceitos no mercado, segundo especialistas em recrutamento, estão o de administração de empresas e gestão de recursos humanos.

Pós-Graduação pode dobrar o salário

Para quem já tem diploma de nível superior, fazer uma especialização pode render um bom aumento de salário. Pesquisas de diferentes consultorias e estudos de mercado indicam que o incremento nos rendimentos pode chegar a mais de 80% para quem conclui uma pós.

Uma pesquisa da consultoria Robert Half divulgada em 2013,  feita com executivos de alta e média gerência no Brasil identificou que pelo menos 22% conseguiram dobrar o salário depois de fazer um MBA. Segundo análise salarial da Catho, também divulgada em 2013, os profissionais com especialização podem ganhar até 70% mais do que os demais. Outra pesquisa, da Fundação Getúlio Vargas (FGV) indica que os ganhos depois da pós-graduação podem ser entre 40% e 80%, dependendo da área de atuação e do curso escolhido.

A oferta de pós-graduação EAD no Brasil vem aumentando a cada ano, e já é possível encontrar MBAs e mestrados profissionalizantes no formato a distância oferecidos por instituições renomadas.

Idiomas podem aumentar o salário em 51%

Idiomas podem aumentar o salário em 51%

Idiomas podem aumentar o salário em 51%

Falar inglês ou espanhol fluentemente também podem aumentar o salário. Uma pesquisa divulgada em 2014 pela Catho revelou que o profissional com fluência em um segundo idioma pode aumentar seu salário em 51,89%.

Ao escolher um curso de idiomas a distância, é importante tomar alguns cuidados para que seu dinheiro seja bem investido e o tempo de dedicação ao curso aumente mesmo as chances de um salário maior. Como não são regulados pelo MEC, o melhor a fazer é buscar referências de pessoas que já concluíram o curso e procurar aqueles que tenham uma metodologia consistente, oferecendo a possibilidade de falar ao vivo por vídeo-chat ou áudio com professores e tutores.

Cursos técnicos aumentam o salário em 24%

Para quem precisa se qualificar e entrar rapidamente no mercado de trabalho, o curso de nível técnico pode ser uma boa opção. Cada vez mais incentivados pelo governo, com programas como o Pronatec, os cursos técnicos têm curta duração e alta empregabilidade, focando a formação do profissional para as necessidades atuais do mercado de trabalho. Segundo estudo do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), 72% dos ex-alunos de cursos técnicos conseguem emprego em até um ano depois de formados e aumentam sua renda em 24%.
O Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) oferece cursos técnicos e profissionalizantes gratuitos, presenciais e a distância, em todo o Brasil.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin