dcsimg

Educação Física ou Fisioterapia: qual a melhor opção?

Educação Física ou Fisioterapia? Descubra qual dessas duas carreiras tem mais a ver com você e veja onde estudar para se destacar no mercado!

Educação Física

As áreas de Educação Física e Fisioterapia têm muito em comum: trabalham diretamente com pessoas, estão focadas no desempenho físico, envolvem conhecimento do corpo humano e oferecem amplo campo de atuação profissional.

Mas existem também diferenças. Saber qual é a melhor opção vai depender muito do seu perfil e do que você mais gosta de fazer. Por isso, é fundamental saber como funciona cada curso e com que o profissional pode trabalhar depois de formado.

Descubra as diferenças e semelhanças entre Educação Física e Fisioterapia e saiba também como se preparar para entrar em uma dessas carreiras!

O que a Educação Física e a Fisioterapia têm em comum?

A Educação Física e a Fisioterapia são duas profissões diferentes, mas têm muitas características em comum:

  • São ligadas à área de Saúde e buscam promover a qualidade de vida.
  • Envolvem um conhecimento profundo sobre o corpo humano, sua constituição, seus movimentos e limitações.
  • Lidam diretamente com pessoas dos mais variados perfis.
  • Requerem dos profissionais tato, paciência e sensibilidade para identificar a necessidade de cada indivíduo.
  • Possuem áreas de atuação parecidas.

Quais são as principais diferenças entre Educação Física e Fisioterapia?

Primeiro, vamos às definições sobre cada profissão:

  • Educação Física: Orienta corretamente a prática de atividades físicas e exercícios, indica os limites e cuidados que o aluno deve ter ao realizar o esporte, além de promover treinamentos para melhorar o condicionamento físico e o desempenho.
  • Fisioterapia: Avalia, previne e trata distúrbios relacionados ao movimento do corpo. O profissional analisa exames e laudos médicos para diagnosticar o problema e prescrever sessões de fisioterapia para reabilitar o paciente.

A partir disso já é possível perceber as diferenças: a Educação Física está mais voltada à prática de exercícios físicos, orientando a atividade para evitar problemas de saúde e ao mesmo tempo estimular as pessoas a superarem seu desempenho.

Por outro lado, a Fisioterapia trabalha com pessoas que apresentam alguma doença ou disfunção, e que precisam de atividades e terapias específicas para ajudar a prevenir problemas ou reabilitar os movimentos.

Como é a formação dos profissionais de Educação Física e Fisioterapia?

Os cursos de Educação Física e Fisioterapia têm algumas semelhanças: são oferecidos por universidades públicas e privadas em todo o Brasil, podem ser cursados na modalidade presencial e a distância, têm duração média de quatro a cinco anos.

Quanto ao tipo, o curso de Educação Física é oferecido como bacharelado e licenciatura, enquanto Fisioterapia é oferecido apenas como bacharelado. A diferença é que a licenciatura forma professores para o ensino fundamental e médio.

Nos dois cursos, os anos iniciais apresentam várias disciplinas da área da Saúde e da Biologia, entre elas Anatomia, Cinesiologia (estudo dos movimentos), Fisiologia e Morfologia. Na Educação Física estudam-se o crescimento, desenvolvimento e envelhecimento humano, o movimento do corpo e os fatores que podem ajudar a melhorar o desempenho físico. Em comparação, na Fisioterapia o estudo é mais aprofundado em áreas como Neurologia, Ortopedia, Cardiologia, Traumatologia e Pneumologia.

Os dois cursos apresentam muitas matérias práticas. Os estudantes de Educação Física irão entender os diferentes esportes e atividades em quadras, piscinas e academias. Já os alunos de Fisioterapia observam atendimentos e aprendem a fazer diagnósticos, para depois aplicar as diferentes técnicas de tratamentos em clínicas da própria universidade, com a orientação de professores.

Um ponto em comum é que ambos os cursos preparam para o lado humano da profissão. Afinal, na vida profissional é preciso estar apto a lidar com crianças, adultos, idosos e pessoas com deficiência. Por isso, além da capacidade técnica, é importante se comunicar bem com as pessoas, descobrir as necessidades e ter a sensibilidade para perceber os limites e progressos.

Como é o mercado de trabalho de Educação Física e Fisioterapia?

O campo de trabalho para os dois profissionais é amplo. Por vezes podem percorrer caminhos parecidos. Mas as trajetórias podem ser também bastante diferentes.

Quem se forma em Educação Física pode dar aulas em academias, hotéis e asilos, treinar atletas em clubes e associações, além de atuar como personal trainer. Os que optam pela licenciatura encontram muitas oportunidades para dar aulas no ensino fundamental e médio.

O mercado de trabalho para quem faz Fisioterapia está em clínicas especializadas, em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) de hospitais, em empresas que atuam em Fisioterapia do Trabalho, ou no trabalho como autônomo, prestando atendimento domiciliar.

Os dois profissionais podem atuar em campos semelhantes, como Ginástica Laboral e Pilates. A diferença é o público atendido. Os profissionais de Educação Física dedicam-se a pessoas que não apresentam disfunções de saúde. Já os fisioterapeutas atuam com pacientes que estão sob cuidados médicos ou sob risco de desenvolver alguma lesão.

Um aspecto relevante da profissão é o apoio emocional. Tanto quem atua com Educação Física quanto Fisioterapia estará ao lado de pessoas que têm um desafio a superar, seja um atleta que se prepara para uma competição, seja um paciente que precisa recuperar um movimento. Por isso, o profissional deve ter paciência e saber lidar com a ansiedade e as frustrações diante de um treinamento ou tratamento que se revela mais lento do que a expectativa.

É importante lembrar que as duas profissões são regulamentadas. Isso significa que para exercê-las é preciso ter o diploma de um curso reconhecido pelo Ministério da Educação e estar registrado junto ao conselho profissional estadual. Para quem atua em Educação Física, o registro é no Conselho Regional de Educação Física (CREF) e para quem se forma em Fisioterapia é no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO).

Onde estudar

Quem quer estudar Educação Física tem à escolha quase 600 instituições públicas e privadas em todo o Brasil. Confira algumas universidades credenciadas pelo Ministério da Educação:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

No Brasil, centenas de universidades estão credenciadas pelo MEC para oferecer o curso de Fisioterapia. Confira algumas das principais

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

Veja também:

Quanto ganha um fisioterapeuta?

E então, qual o curso que mais se encaixa no seu perfil: Educação Física ou Fisioterapia? Compartilhe suas ideias com a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin