dcsimg

O impacto de experiência internacional e a busca de emprego

A experiência em outro país pode trazer grandes benefícios para a carreira de um profissional que busca oportunidades no mercado de trabalho.

O Cidadão do Mundo

O mercado de trabalho busca cada vez mais um profissional flexível, multicultural, capaz de se adaptar em diversos meios e situações. Uma experiência de morar em outro país, aprender sobre diversas outras culturas tem o poder de proporcionar algumas das principais características exigidas pelo mercado. O interesse de candidatos, e a procura de oportunidades de estudo e profissionalização internacional tem aumentado significativamente.

Hoje, os universitários e intercambistas não procuram somente o contato com a outra cultura, mas a troca de experiências, comportamentos e conhecimentos.

As oportunidades oferecidas e os recursos disponíveis para a mobilidade internacional são poucas se comparadas à enorme quantidade de pessoas que tenham interesse em participar dos programas de viagem. O custo dos intercâmbios, na maioria das vezes é um pouco acima da capacidade financeira dos interessados. Porém, o Governo Federal vem intensificando os programas de ensino voltadas a intercâmbio, principalmente no âmbito de ensino superior.

Intercâmbio e o Ensino Superior

As Universidades juntamente com os órgãos de fomento não conseguem atingir  totalmente o público que deseja fazer o intercâmbio, muitas vezes também há oportunidades, porém por falta de apoio pedagógico alguns alunos desistem de intensificar seus conhecimentos com uma experiência internacional. O governo federal juntamente com as instituições de ensino superior públicas criou um programa que promove bolsas auxilio para a manutenção de universitários, mestrandos e doutorandos no exterior que fazem extensão do seu curso de graduação, mestrado e doutorado. Mesmo já tendo um grande avanço, as oportunidades no exterior ainda são pouco exploradas. No caso dos cursos de pós-graduação, somente ter a oportunidade não garante certa facilidade ao aluno, sendo necessário também cumprir com as expectativas das universidades do exterior para que o mesmo seja aceito. É necessário um contato maior com possíveis orientadores, haver compatibilidade de conhecimentos específicos, quando necessário a apresentação imediata de um projeto a ser desenvolvido. Há também a possibilidade de complementar o programa de pós-graduação no exterior, conhecido como “mestrado sanduíche” e “doutorado sanduíche”, neste aspecto o aluno tem a possibilidade de complementar o desenvolvimento de sua dissertação, tese ou exprimento em outras instituições no exterior, agregando conhecimento de outros professores e enriquecendo ainda mais seu currículo e estudo. Vale ainda ressaltar as provas específicas de admissão que algumas universidades possam solicitar para iniciar no programa, sendo uma avaliação geral dos conhecimentos do aluno (pode ser comparado com o nosso Enem).

O destino dos intercâmbistas são vários, são mais de 30 países distintos e objetivos de estudo e trabalho no exterior. Com o maior número de destinos está os Estados Unidos da América (USA), França (FRA), Alemanha (ALE), Reino Unido (UK), Espanha (ESP) e Portugal (POR). A política de visto e a situação do desenvolvimento do país em questão é um forte critério para ser considerado no momento da escolha do destino da experiência internacional.

O Primeiro Emprego e as Vantagens da Experiência Internacional

As experiências internacionais dos candidatos são sempre bem vistas pelos contratantes. Seja em uma entrevista de estágio, recolocação profissional ou mesmo o primeiro emprego. Uma característica que muitas vezes vem de “mãos-dadas” com a experiência internacional é a fluência em demais linguas. Esta característica é demasiadamente importante, principalmente em empresas multinacionais ou mesmo as nacionais que atuam no mercado internacional. Além desta fluência em outros idiomas, é destacado a maturidade do profissional como um cidadão do mundo, este que não vê as famosas barreiras imaginárias, ou mesmo dificuldades ao realizar os mais diferentes tipos de tarefas. O contato multiculturar herdado de experiências no exterior garante também vantagens de relacionamento e comunicação dentro e fora do ambiente empresarial, os diferentes pontos de vista de diversas realidades garante vantagens competitivas ao profissional abrindo novos caminhos e oportunidades.

A experiência de viver em outro país pode acarretar o desenvolvimento de competências técnicas e de comportamento exigidos no perfil de um profissional para a contratação como: a aptidão para solucionar questões e problemas rapidamente, aptidão para decidir e tomar decisões, o espírito do conhecimento empreendedor e de liderança. A flexibilidade e agilidade para se adaptar, usar da criatividade e inovação no desenvolvimento da própria empresa e de novos produtos. Habilidade e comportamento adequado para trabalhar e conviver com grupos de mesma ou de outras culturas e nações.

A participação e desenvolvimento de projetos experimentais e científicos na faculdade e o exercício de atividades relacionadas com voluntariado na universidade, na cidade onde reside ou no exterior ainda é muito comum e conta muitos pontos positivos. E como relatado o contato com o intercâmbio permite ainda aperfeiçoar a fluência em outros idiomas. Todos este aspecto de conhecimento adquirido nas mais diversas formas só agrega valor ao currículo do profissional. Muitas vezes os jovens profissionais recém formados, podem estar inseguros diante suas competências, por não possuirem experiência no mercado de trabalho, fora o aprendizado nos estágios. Porém, muitas vezes em processos de trainee, a desenvoltura do candidato, os conhecimentos gerais, a postura, e os conhecimentos de outros idiomas o tornam um profissional com imenso potencial.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin